0

Parque Natural Sudoeste Alentejano Costa Vicentina

Parque Natural do Sudoeste Alentejano

O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina é uma área protegida no Alentejo Litoral e do Barlavento Algarvio.

Inclui os territórios entre São Torpes (ribeira da Junqueira) e Vila do Bispo (praia de Burgau).

Neste artigo vamos dar-lhe algumas dicas para visitar este parque natural, incluindo sugestões de trilhos.

Por isso, se é amante de caminhadas pedimos que nos acompanhe nesta viagem!

O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

Como já deve ter percebido o Parque Natural do SW Alentejano e Costa Vicentina ocupa uma grande extensão de território mas para facilitar a sua visita a seguir indicamos alguns lugares que não pode mesmo perder.

No entanto, esta não é uma lista extensiva, pelo que, de certeza, que ficaram por mencionar outras atrações turisticas.

Porto Covo

Porto Covo é uma pacata freguesia pertencente ao município de Sines.

Os turistas procuram estas praias que são muito tranquilas, mas a nossa preferida é a Praia Grande.

Além disso a partir de Porto Covo poderá visitar a Ilha do Pessegueiro.

Cabo Sardão

O Cabo Sardão é o ponto mais ocidental da costa alentejana e é um local de nidificação das cegonhas brancas.

Cabo de São Vicente

O Cabo de São Vicente situa-se no extremo sudoeste de Portugal e é onde encontramos o farol do Cabo de São Vicente.

Promontório de Sagres

O Promontório de Sagres ou Ponta de Sagres além de ser um excelente local para observar a imensidão do mar, também no local poderá visitar o castelo de Sagres, igualmente conhecido como Fortaleza ou Forte de Sagres.

A Rota Vicentina no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

A Rota Vicentina é constituída por um conjunto de 28 percursos (pedestres e btt) que podem ser feitos em vários dias.

Por causa da quantidade de trilhos possíveis e do tempo que os leva a fazer, alguns viajantes preferem fazer apenas alguns troços.

Já agora, se tiver oportunidade junte-se a um grupo de caminhantes pois desta forma o trilho fica ainda mais agradável.

O Caminho Histórico

Assim, o Caminho Histórico começa em Santiago do Cacém e termina no Cabo de São Vicente.

As etapas são: Santiago do Cacém até Vale Seco, Vale Seco até Cercal do Alentejo, Cercal do Alentejo até Porto Covo, Porto Covo até São Luís, São Luís até Odemira, Odemira até São Teotónio, São Teotónio até Odeceixe, Odeceixe até Aljezur, Aljezur até Arrifana, Arrifana até Carrapateira, Carrapateira até Vila do Bispo e Vila do Bispo até Cabo São Vicente.

O Trilho dos Pescadores

Por outro lado, o Trilho dos Pescadores é um caminho que se estende junto ao mar desde São Torpes até Lagos.

Num total de 12 etapas, vai precisar de vários dias para fazer o trilho completo, no entanto como dissemos no atrás, muitas pessoas preferem fazer apenas alguns troços.

Etapas: São Torpes até Porto Covo, Porto Covo até Vila Nova de Milfontes, Vila Nova de Milfontes até Almograve, Almograve até Zambujeira do Mar, Zambujeira do Mar até Odeceixe, Odeceixe até Aljezur, Aljezur até Arrifana, Arrifana até Carrapateira, Carrapateira até Vila do Bispo, Vila do Bispo até Sagres, Sagres até Salema, Salema até Luz e Luz até Lagos.

Os Percursos Circulares

No entanto, se considera que estas grandes rotas são demasiado exigentes para si e prefere percursos mais curtos, então recomendamos que comece por um dos seguintes percursos circulares:

  • Santiago Histórico (9 km),
  • Praia do Sissal (4,5 km),
  • Arrozais de Campilhas (8 km),
  • Cercal do Alentejo (7,5 km),
  • Charcos Mediterrânicos (6 km),
  • Hortas de São Luís (3,5 km),
  • Senhora das Neves (5 km),
  • São Martinho das Amoreiras (8 km),
  • Charneca de São Teotónio (8,5 km),
  • Amoreira (7 km),
  • Endiabrada e os Lagos Escondidos (7 km),
  • Vilarinha (5 km)

Acredite que cada um destes trilhos tem paisagens que valem muito a pena, por isso se estiver na região não deixe escapar a oportunidade.

No entanto por favor tome nota que nestes trilhos circulares apenas referimos alguns exemplos pois existem outros.

Onde dormir

Para explorar o extenso Parque Natural do SW Alentejano e Costa Vicentina é normal que precise de alguns dias.

Por isso, faz todo o sentido dormir alguns dias na região.

Assim, a seguir vai encontrar um link para sugestões de hotéis perto deste parque.

Alojamento no Parque Natural do SW Alentejano

E eram estas as informações que tínhamos para partilhar consigo sobre o Parque Natural do SW Alentejano e Costa Vicentina. Esperamos que sejam úteis e se achar que podemos ajudar em alguma coisa por favor deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

Por fim, está a pensar visitar o distrito de Beja? Então, nesse caso tomamos a liberdade de sugerir que leia o seguinte artigo:

Gostaria de conhecer melhor Portugal? O nosso lema é viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência!  Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS mas não se esqueça de nos acompanhar no Instagram.

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 🙂

👉Alojamento no Booking;

👉Voos com desconto em eDreamsRumbo;

👉Aluguer de carro com a Europcar;

👉Tours, entradas em museus e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais  em Get Your Guide;

👉Seguros de viagem à sua medida, com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

No Comments

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.