Browsing Category

Destinos

0In Destinos

Visitar St Peters’ Pool em Malta

Visitar St Peters' Pool em Malta

Não pode deixar de visitar St Peters’ Pool em Malta! É uma piscina natural localizada perto de Marsaxlokk, pelo que pode aproveitar o mesmo dia para visitar os dois lugares. Nós estivemos em Marsaxlokk num domingo por causa do mercado de peixe que acontece nesse dia de manhã junto à baía dos pescadores. Interessa-se por mercados? Veja o artigo dedicado ao mercado de peixe em Marsaxlokk já disponível no blogue!

Neste post vamos dizer-lhe como chegar a Marsaxlokk, uma pequena vila de pescadores no sul de Malta e como chegar até St Peter’s Pool a pé e de barco.

Visitar St Peters' Pool em Malta

Visitar St Peters’ Pool em Malta

Como chegar a Marsaxlokk

Em primeiro lugar lembre-se que a melhor maneira de chegar a Marsaxlokk é de autocarro, pode usar as linhas 81 e 85 (já agora, veja o artigo sobre como usar o autocarro em Malta).

Como chegar a St Peters’ Pool a pé

Nós fizemos o percurso entre Marsaxlokk e St Peters’ Pool a pé (cerca de vinte minutos), não se preocupe pois a seguir a Marsaxlokk existem placas que indicam o caminho. Vimos a distância no Google Maps e achámos que não ia ser difícil. Infelizmente de vez em quando esquecemo-nos que viajamos em família e que o nosso filho mais novo com seis anos não aguenta muito tempo a pé.

Para piorar um bocadinho a situação a maior parte de percurso é feita em estrada de terra batida e ao sol porque não há sombra, e em julho em Malta é muito calor. Nós sobrevivemos mas não foi agradável, a boa notícia é que poupamos alguns euros.

Visitar St Peters' Pool em MaltaVisitar St Peters' Pool em Malta

Como chegar a St Peters’ Pool de barco

Junto à baía existem vários empresas que oferecem passeios de barco até St Peters’ Pool. Enquanto visitávamos o mercado do peixe aproveitámos para tirar algumas fotografias com o intuito de as publicarmos no blogue.

Visitar St Peters' Pool em Malta

Dica extra

Outra forma de visitar St Peters’ Pool em Malta é de carro ou táxi. Portanto, se levar carro tenha em consideração que existem parques de estacionamento (pagos) e alguns lugares que não obrigam a pagamento perto de St Peter’s Pool. Também vimos alguns táxis a fazerem o percurso desde Marsaxlokk, mas não sabemos quanto custou.

Veja o nosso roteiro para uma semana em Malta aqui!

Por último, não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar! E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

0In Destinos

Visitar Marsaxlokk num domingo | Malta

visitar Marsaxlokk num domingo

Sabe por que razão escolhemos visitar Marsaxlokk num domingo em vez de outro qualquer dia da semana? Porque ao domingo de manhã tem lugar em Marsaxlokk o mercado de peixe, e nós gostamos muito de visitar mercados!

Então, neste artigo vamos falar-lhe sobre a vila de Marsaxlokk e do mercado de peixe ao domingo.

Como é a vila de Marsaxlokk

Certamente não vai sentir nenhuma dificuldade em visitar Marsaxlokk. Isto porque a vila de pescadores é pequena. Além disso, o lugar mais central talvez seja a praça onde se localiza a Igreja Nossa Senhora de Pompeia, mesmo ao lado do mercado.

Visitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingo

Já agora, se precisar, existe um multibanco nesta praça. Talvez precise de dinheiro para algumas compras no mercado local.

Os luzzu são pequenos barcos de pesca tradicionais que têm a particularidade de serem pintados com cores garridas. É impossível não reparar neles parados na baía de Marsaxlokk, junto ao mercado.

Visitar Marsaxlokk num domingo

Mercado de peixe de Marsaxlokk

Todos os dias tem lugar em Marsaxlokk um pequeno mercado mas ao domingo, além desse mercado, também tem lugar um mercado de peixe.

Já perdi a conta aos mercados locais que visitei por todo o lado. Gosto de ver onde as pessoas fazem as compras e é inevitável comparar com os nossos mercados.

Em Marsaxlokk nota-se que não são só os locais a fazerem as compras. Muitas das coisas que estão à venda são claramente destinadas a turistas, o que não significa que seja mau ou bom, é apenas a nossa percepção.

A seguir mostramos o que pode encontrar em Marsaxlokk num domingo:

Visitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingo

Visitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingo

Visitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingoVisitar Marsaxlokk num domingo

Como chegar

Nós utilizámos o autocarro, pode usar o 81 e 85 pois ambas as linhas têm paragens em Marsaxlokk. Já agora, veja o artigo sobre como usar o autocarro em Malta.

Outros locais de interesse nas redondezas:

Parque Xrobb I-Ghagin

Não visitámos mas pareceu-nos interessante, pode consultar aqui.

St. Peter’s Pool

Um sítio lindíssimo! Quando preparava o meu Plano de Viagem decidi que queria saltar para St. Peter’s Pool mas a verdade é que não sou de grandes aventuras. Será que saltei?

 

Visitar Marsaxlokk num domingo

Faz sentido para si visitar Marsaxlokk num domingo? Partilhe connosco a sua opinião deixando um comentário. E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

Veja o nosso roteiro para uma semana em Malta aqui!

0In Destinos

Visitar Mdina, a antiga capital de Malta

visitar mdina

Visitar Mdina é algo que não pode faltar na sua viagem a Malta. E não se deixe iludir pelo tamanho de Mdina, a cidade fortificada é compacta e tem muito para ver.

Visitar Mdina

A sua visita a Mdina vai começar, muito provavelmente, no portão de entrada, logo a seguir a uma pequena ponte.

Se olhar para a direita vai ver The Mdina Dungeons Museum e logo a seguir  o Museu de História Natural. Do lado oposto, pode apreciar a Torre dello Standardo e mais à frente St. Agathas’s Chapel.

Alguns metros mais à frente pode encontrar o St. Peter’s Monastery e se virar numa das ruelas à direita vai ter à Catedral de Mdina.

Estes são apenas alguns exemplos da arquitetura que pode apreciar em Mdina. Os edifícios são muito bonitos e além dos já mencionados certifique-se que vê o Palazzo Santa Sofia, St. Roque’s Chapel, Church of the Annunciation of Our Lady, Carmelite Prior, Palazzo Falson, St. Peter in Chains, Visitation Chapel e St. Nicholas’ Chapel.

Estas e outras informações estão disponíveis no site malta.com.

visitar Mdinavisitar Mdinavisitar Mdinavisitar Mdinavisitar Mdinavisitar Mdinavisitar Mdina

Veja o nosso roteiro para uma semana em Malta aqui!

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar! E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

0In Destinos

Popeye Village | Popeye, Olívia e Brutus!

Popeye Village

Já ouviu falar na Popeye Village? Certamente se lembra do Popeye, da Olívia Palito e do Brutus! Construíram em Malta uma vila que serviu de cenário para o filme Popeye (1980) e agora é um parque de diversões muito simpático para visitas em família.

Pic

*Imagem retirada do site da Popeye Village.

Localização da Popeye Village:

Anchor Bay,
Triq Tal-Prajjet,
Il-Mellieħa, Malta

Como chegar:

Os seguinte autocarros para Ghadira, Mellieha Bay ou Cirkewwa: X1, X1A, 41, 42, 49, 101, 221, 222 or 250. A partir de Ghadira Bay o autocarro é o número 101 para Mgarr cuja linha termina na Popeye Village.

Horário:

De novembro a março: 9:30 – 16:30

Abril a junho, setembro e outubro: 9:30 – 17:30

Julho e agosto: 9:30- 19:00

Preços:

Nós estivemos em Malta no início de julho e os preços nessa altura eram os seguintes:

Adultos: 17,00EUR

Crianças (3-12): 13,50 EUR

Popeye Village

Veja o nosso roteiro para uma semana em Malta aqui!

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar! E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

2In Destinos

Como visitar a Blue Lagoon de forma independente

como visitar a Blue Lagoon de forma independente

É mesmo importante saber como visitar a Blue Lagoon de forma independente! Sabe como chegámos a esta conclusão? É que a Blue Lagoon é um sítio muito pequeno e enche rapidamente. Se chegar num tour cheio de gente não vai conseguir usufruir do lugar. O que é uma pena, veja só as fotos:

153401671986ff4c576aff5bb2ceb160b5e03ca6b41534016499758bc8763fc6baf41cfaa8cff4f0894f

Como visitar a Blue Lagoon de forma independente

Viagem de Ferry

Nós utilizamos a companhia Comino Ferries Co-Op por indicação no nosso hotel. Apanhámos o autocarro mesmo à frente do hotel e o condutor do autocarro avisou-nos onde deveríamos sair e indicou-nos o caminho até ao porto, a cerca de 1km do terminal Cirkewwa Gozo Ferry.

1534016825664e7fcb7206a7dd214d4fe537ea3e2d1534016760e2dda31f7305da3114843b0040a1ae09

Veja como chegar de autocarro aqui.

O barco era pequeno, portanto não transportava muitos passageiros de cada vez.

15340167952801dc87284e7c0861f0220354694f75.jpg

Onde comprar os bilhetes de Ferry

Existe uma bilheteira junto ao porto mas também pode comprar online.

Quanto custa o bilhete de Ferry

Os adultos pagam 10 EUR (bilhete de ida e volta) e as crianças até 10 anos pagam metade. No entanto, pode usufruir de um desconto de 10% se comprar o bilhetes online.

Horários

Tente chegar cedo para aproveitar a lagoa com poucos turistas, nós apanhamos o primeiro barco do dia às 9:00 mas pode ver os horários disponíveis aqui.

O que levar

Existem algumas barraquinhas de comida/bebida, casa de banho e aluguer de cadeiras e chapéus de sol a preços exorbitantes. De preferência leve consigo comida, bebidas, toalhas e protetor solar.

1534016678eac189d7f3c9eb506b53e4249b8c8334.jpg

Precauções

As alforrecas podem ser um problema, principalmente em dias ventosos, portanto, se for picado, peça ajuda aos salvadores-nadadores.

Além disso as escarpas são escorregadias e com pedras soltas, cuidado para não cair nem atingir ninguém.

153401653626658ca9acc5afa5c601e66a8778d16a.jpg

Gostaria de acrescentar mais alguma informação? Por favor deixe um comentário e já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

Veja o nosso roteiro para uma semana em Malta aqui!

2In Destinos

Marsalforn, estância balnear e salinas em Gozo

Marsalforn

Marsalforn é uma estância balnear bastante popular entre os malteses. Neste artigo vamos contar-lhe o que pode encontrar em Marsalforn e vamos dar-lhe sugestões de atividades nesta região de Gozo.

Em primeiro lugar deixe-nos referir que nós visitámos Marsalforn num tour de um dia a partir de Malta. Se tiver interesse neste tipo de tour pode ver algumas sugestões aqui.

O que pode encontrar em Marsalforn

Salt Pans

Salt Pans são as salinas de Marsalforn. A água do mar enche uns reservatórios (os locais chamam-se panelas) e o sal é recolhido quando a água se evapora.

Apesar de ser proibido aceder aos reservatórios, algumas pessoas acham piada tirar selfies junto ao sal, por favor não o faça.

MarsalfornMarsalfornMarsalfornMarsalfornMarsalforn

Tras-Salvatur Hill

É o Cristo Rei de Gozo, uma estátua de betão que se eleva no cimo de um monte onde, segundo uma lenda, os locais viram fumo negro e acharam que se tratava de um vulcão. Não existe trilho mas a estátua é bem visível a partir da estrada, portanto, aventure-se pelo monte.

Sugestões de atividades em Marsalforn

Comprar sal para levar para casa

O sal extraído de Salt Pans é de boa qualidade, porque não arranjar souvenirs únicos para amigos e familiares? Pode se adquirido junto a pequenos vendedores ambulantes perto das praias de Marsalforn.

MarsalfornMarsalforn

Fazer mergulho

É fã de mergulho? Se sim, pode praticar a sua atividade favorita em Marsalforn, o Gozo Aqua Sport tem loja em 46A Triq Il-Port Marsalforn, MFN1328, Iż-Żebbuġ, Malta.

Marsalforn

MarsalfornMarsalforn

E agora já sabe o que encontrar e fazer em Marsalforn! Tenha em atenção que é um lugar bastante pequeno mas que se enche de turistas em alturas de férias e fins de semana.

Veja o nosso roteiro para uma semana em Malta aqui e o roteiro na ilha de Gozo aqui!

4In Destinos

Victoria | o que fazer e visitar na capital de Gozo, Malta

Victoria

Victoria é a capital de Gozo, a segunda maior ilha de Malta. Neste artigo vamos dizer-lhe o que fazer e visitar em Victoria.

Em primeiro lugar deixe-nos referir que nós visitámos Victoria num tour de um dia a partir de Malta. Estávamos hospedados em Mellieha em Malta e decidimos contratar um passeio organizado à ilha de Gozo. Se tiver interesse neste tipo de tour pode ver algumas sugestões aqui.

Veja o nosso roteiro completo em Malta aqui!

O que fazer e visitar em Victoria

Perder-se nas ruas estreitas da Cittadella

A Cittadella é muralhada e as ruas no interior são um autêntico labirinto, mas não se preocupe se se perder, acho que faz parte da experiência.

victoriavictoriavictoriavictoria

Descansar na escadaria da Catedral da Assunção

Se andar às voltas na Cittadella mais tarde ou mais cedo vai encontrar a Catedral da Assunção. Aproveite para a visitar e descansar as pernas na magnífica escadaria.

victoria

Desfrutar de uma vista de 360º sobre a ilha de Gozo

É obrigatório subir até às muralhas da Cittadella para ter uma vista de 360º sobre a ilha de Gozo. Tenha coragem para subir todos os degraus pois a vista que se obtém lá de cima é fantástica. E tente não se lembrar que depois vai ter de descer uma quantidade equivalente dos degraus que subiu.

victoria

Saborear pastizz

É o snack favoritos dos malteses! A massa é amanteigada, parecida com os nossos pastéis de Chaves e o recheio tradicionalmente é de puré de ervilhas ou queijo. Nós provámos os dois tipos e ficámos fãs. Comprávamos sempre que víamos à venda. A boa notícia é que são muito baratos, entre 30 a 40 cêntimos cada, dependendo do lugar.

victoria

Segue-se uma lista de igrejas que pode visitar em Victoria. Os nomes estão em inglês porque como disse no início deste artigo, visitei Gozo num tour de um dia e, por isso, não entrei nestas igrejas nem sei os seus nomes em português. Fica a informação retirada de wikitravel:

  • St Mary’s Cathedral
  • St. George’s Basilica
  • St Francis Church (Franciscan Friars)
  • St James the Greater Church
  • Savina Church
  • St Augustine Church (Augustinian Friars)
  • St John Bosco Oratory Church
  • St Martha’s Church
  • Annunciation Church
  • Cana Movement Church
  • Good Shepherd Church
  • Manresa Church (Jesuits)
  • Our lady of Grace Church (Capuchin Friars)
  • Our Lady Help of Christians Church (Salesian Nuns)
  • Immaculate Heart of Mary Church (Franciscan Nuns)
  • Our Lady of Pompei Church (Dominican Nuns)
  • St Barbara’s Church (Citadel)
  • St Joseph’s Church (Citadel)
  • Immaculate Conception Church (Seminary)
  • Nazareth Chapel (Poor Clares)

Dica extra:

Por último, uma dica extra: espreite as webcams panorâmicas com imagens em direto a partir de Victoria, Cittadella e Dwejra :). Fará uma viagem sem sair do lugar!

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar! E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

Veja o nosso roteiro completo em Gozo aqui!

0In Destinos

Visitar Dwejra Bay sem a Azure Window?

Dwejra Bay

Vale a pena visitar Dwejra Bay quando não existe mais a Azure Window?

Esta foi a pergunta que nos fizemos quando planeávamos a viagem a Gozo. É que a Azure Window era uma imagem de marca de Malta.

A notícia do colapso da Azure Window no dia 8 de março de 2017 correu o mundo. Quando vi fiquei com pena pois Malta estava na minha lista de viagens há bastantante tempo e agora não tenho mais hipótese de ver esta maravilha da natureza.

Mesmo assim escolhemos um tour que incluía uma paragem em Dwejra Bay porque achávamos que valia a pena, pelo menos, ver o  local onde se situava.

Dwejra BayDwejra Bay

Quer saber mais acerca deste e outros tours em Malta, veja aqui.

O passeio de barco não estava incluído no tour, pagámos 3,00EUR por cada pessoa o que me pareceu um preço justo.

O pequeno barco saiu do porto em direção a uma estreita passagem. O interior do túnel é escuro e frio mas a passagem faz-se rapidamente.

Dwejra BayDwejra BayDwejra Bay

O resto do passeio foi atribulado porque naquele dia o mar estava agitado com ondas bastante grandes. Pudemos ver as formações das rochas, incluindo uma que parecia um a cara e outra que parecia um crocodilo gigante empoleirado na ravina.

Dwejra BayDwejra Bay

 

Vimos, também, o local onde de situava a Azure Window.

Dwejra Bay

Para responder à pergunta no início deste artigo, sim!!! Vale a pena visitar visitar Dwejra Bay mesmo sem ter a possibilidade de ver a Azure Window. Ao ver as imagem da Azure Window percebo o fascínio mas a viagem de barco é bastante agradável e, se quiser, pode dar um mergulho nas águas tranquilas junto ao porto.

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar! E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

Veja o nosso roteiro completo em Gozo aqui!

 

 

4In Destinos

Ġgantija, Templo megalítico em Gozo

 Ġgantija

O Templo Ġgantija, também conhecido por Torre dos Gigantes, é um complexo megalítico do tempo neolítico, isto é, relativo ao período da pedra polida, localizado na ilha de Gozo.

Na verdade não é um mas sim dois templos que se pensam ser mais antigos do que as pirâmides do Egito.

A visita ao Templo de Ġgantija é composta por dois momentos: visita ao museu e visita ao templo

Museu

Em primeiro lugar deve começar a visita no Museu. Aqui pode observar alguns artefactos encontrados nas escavações do Templo e ficar a conhecer a história do lugar.

   ĠgantijaĠgantijaĠgantijaĠgantija

Templo

A segunda parte da visita consiste na exploração das ruínas do Templo. O guia contou-nos como era a movimentação das pessoas no interior dos edifícios e deixou-nos à vontade para visitarmos o lugar com calma.

ĠgantijaĠgantijaĠgantijaĠgantijaĠgantijaĠgantija

Informações práticas:

Morada:

John Otto Bayer Street, Xagħra, Gozo.

Horário:

De segunda a domingo das 9:00 às 17:00 (horário de inverno, de 1 outubro até 31 de maio)

Última entrada às 16:30

De segunda a domingo das 9:00 às 18:00 (horário de verão, de 1 junho até 30 de setembro)

Última entrada às 17:30

Preços atualizados podem ser consultados aqui.

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar! E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

Veja o nosso roteiro completo em Gozo aqui!

2In Destinos

Visita de um dia a Gozo a partir de Malta

Visita de um dia a Gozo

A oferta é muita se estiver interessado numa visita de um dia a Gozo a partir de Malta. É claro que se puder pernoitar em Gozo poderá explorar com mais calma a ilha mas tenha em mente que Gozo é realmente pequena.

Nós escolhemos não fazer a visitar de forma independente mas acredito que não seja difícil.

Se preferir visitar Gozo de forma independente veja os preços do Ferry aqui e esteja descansado pois pode comprar bilhetes para autocarros hop-on hop-off que dão a volta à ilha no próprio Ferry. Além disso, no terminal também existem táxis e autocarros.

O tour que nós comprámos incluía o transporte do hotel até ao terminal do Ferry de Gozo, viagem de autocarro em Gozo, bilhetes para o Ferry, para o templo de Ggantija, para o comboio em Marsalform e um almoço buffet em Rabat. Pareceu-nos completo e realmente foi uma boa opção para a nossa família.

Visita de um dia a Gozo a partir de Malta

Saímos do hotel às 11:15 e levaram-nos até ao Ferry para fazermos a viagem até Gozo. Já em Gozo o guia explicou-nos como seria o dia enquanto nos dirigíamos até ao Templo Ggantija. Para ficar com uma ideia o templo é mais antigo do que as pirâmides do Egito.

Depois da visita ao museu e às ruínas do templo fomos a Dwejra Bay onde num passeio de barco visitámos o local onde se podia ver a Azure Window. Este passeio não estava incluído no tour e custou-nos 3,00 por pessoa. Foi um valor justo na nossa opinião. A caminho de Dwejra Bay podemos espreitar uma pedreira local, não parámos mas os blocos de rocha eram bem visíveis da janela do autocarro.

A seguir visitámos a capital de Gozo, Victoria e no final parámos em Rabat onde almoçámos.

A última paragem do tour foi em Marsalforn onde num simpático comboio visitámos a vila até às salinas Salt Pans.

Nos próximos dias iremos disponibilizar mais informação em relação a cada um destes lugares maravilhosos que visitámos em Gozo. Podemos contar com a sua companhia?

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar! E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

Veja o nosso roteiro para uma semana em Malta aqui!

0In Destinos

Resumo da semana & planos para a próxima semana

resumo da semana

Ao domingo é habitual fazermos um post com um resumo dos artigos publicados nos últimos dias. Assim, hoje disponibilizamos um resumo da semana & planos para a próxima semana.

Resumo da semana & planos para a próxima semana

Resumo da semana:

Em primeiro lugar queremos referir que continuamos empenhados em publicar DIARIAMENTE. Certamente reparou que este é o oitavo artigo que publicamos esta semana, os links para os anteriores estão a seguir:

Mitos e verdades sobre cruzeiros. Sabe tudo sobre cruzeiros?

Como escolher a melhor cabine num navio!

Tem alguma dúvida acerca das viagens de cruzeiro?

Resumo dos artigos sobre viagens de cruzeiro

Novidades no blogue em agosto de 2018

Roteiro para uma semana em Malta

Como usar o autocarro em Malta

Em segundo lugar, sendo agosto o mês em que tradicionalmente os portugueses estão de férias, é normal que o número de acessos aos blogues e redes sociais diminuam um bocadinho.

No entanto e apesar desta realidade, ficamos felizes por o passaporte no bolso manter há alguns dias o número onze no ranking da categoria viagens do Blogs de Portugal, viva!!

Quer saber mais sobre Blogs de Portugal? Veja aqui.

blogs de portugal

Planos para a próxima semana:

Por último, queremos dizer-lhe que nos próximos sete dias pode contar que vamos continuar a publicar artigos sobre Malta, já lhe contámos que foi uma viagem fantástica?

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar! E já sabe, não se esqueça de nos seguir no facebook instagram!

 

 

0In Destinos

Como usar o autocarro em Malta

Como usar o autocarro em Malta

A ilha de Malta é relativamente pequena e está bem servida de transportes públicos. Sabia que existem mais de duas mil paragens de autocarro em Malta e Gozo? Neste post contamos-lhe como usar o autocarro em Malta: dizemos-lhe que tipos de bilhetes de autocarro estão disponíveis, onde os comprar e os preços dos bilhetes à data de hoje.

Como usar o autocarro em Malta

Tipos de bilhetes de autocarro

ExplorePlus Card

Em primeiro lugar vamos explicar-lhe em que consiste o cartão ExplorePlus. Este cartão permite viagens ilimitadas durante 7 dias, inclui transporte especial a partir do aeroporto e duas viagens do Ferry de Valeta. Além disso, pode escolher uma das seguintes opções extra: tour de um dia em autocarro hop-on hop-off ou uma viagem de barco até à ilha de Comino. Lembre-se que é em Comino que pode encontrar a Blue Lagoon.

É, sem dúvida, o passe mais completo para quem visita Malta.

Explore

Apesar de não ser tão completo em comparação com o ExplorePlus, este passe permite viagens ilimitadas durante 7 dias, a partir do momento em que é validado.

12 Single Day Journeys

Com este cartão tem acesso a 12 viagens, mas a custo mais baixo em comparação com os bilhetes avulso. O mais importante é que pode ser partilhado por vários viajantes.

Bilhetes avulso

Por outro lado, se não estiver disposto a comprar cartões pré-pagos, pode optar com adquirir o bilhete no próprio autocarro. Estes bilhetes são válidos por duas horas e pode mudar de autocarro as vezes que precisar. As duas horas contam a partir do momento em que compra o bilhete mas se mudar de autocarro as duas horas contam até ao momento que entra no autocarro seguinte. Quando entrar no autocarro seguinte só precisa de mostrar o bilhete.

Para ilustrar esta situação parece-nos importante referir um episódio que nos aconteceu. Num dos dias em que viajámos de autocarro faltavam dois minutos para terminarem as duas horas (no bilhete está bem visível a hora e os minutos do fim de validade do bilhete) quando entrámos num autocarro. Pensei que me iam cobrar um novo bilhete mas entrei no autocarro, mostrei ao condutor os bilhetes e perguntei “Is this ok?”, ele olhou para o relógio, sorriu e disse que sim. É claro que ficámos contentes porque era a última viagem do dia, tínhamos pela frente cerca de uma hora de viagem até à nossa paragem e não tivemos de comprar novo bilhete. Ou seja, por dois minutos poupámos 8 EUR (2 EUR cada).

Onde comprar os bilhetes de autocarro

Em primeiro lugar os cartões ExplorePlus Card, Explore e 12 Single Day Journeys podem ser comprados online, tem a possibilidade de os receber em casa sem custo adicional ou, se preferir, pode levantá-los em Malta.

Se não quiser comprar online pode dirigir-se a um dos seguintes locais:

LocationOpening Hours (Monday to Sunday)
Valletta Bus Terminal (next to Bay A1)06:00 to 17:30
Sliema Ferries next to Bus Stop Ferries 207:00 to 18:30 (closed between 13:00 to 13:35)
Malta International Airport (in the Arrivals Lounge)08:00 to 19:30
Bugibba Bus Terminal08:00 to 19:30 (closed between 14:00 and 14:35)
Victoria (Gozo) Bus TerminalMonday to Friday 08:00 to 12:00; 13:00 to 16:00, Saturday 08:00 to 12:00 and Sunday Closed

Tabela retirada do site oficial.

Dica extra: Nós vimos estes passes à venda em algumas lojas, incluindo no nosso hotel.

Os bilhetes avulso são comprados ao motorista do autocarro.

Preços dos bilhetes de autocarro (à data de hoje)

ExplorePlus Card

Custa 39,00 EUR

Explore

Adultos; 21,00 EUR

Crianças: 15,00 EUR

12 Single Day Journeys

Custa 15,00 EUR

Bilhetes avulso

Verão (Meados junho a meados de outubro): 2,00 EUR

Inverno (meados de outubro a meados de junho): 1,50 EUR

Período Noturno: 3,00 EUR.

Em conclusão, se considerar que o autocarro demora cerca de duas horas de uma ponta à outra da ilha e que os preços praticados são acessíveis, parece-me que este tipo de transporte é bastante adequado para visitar Malta. Não acha? Agora já sabe como usar o autocarro em Malta!

Veja o nosso roteiro para uma semana em Malta!

Acompanhe-nos também no Facebook e no Instagram.

6In Destinos

Roteiro para uma semana em Malta

Roteiro para uma semana em Malta

Eu já tinha vontade de visitar Malta mas depois de ler os artigos dos blogues Viajar entre Viagens e Alma de Viajante ainda fiquei com mais vontade e apressei-me a marcar a viagem. Acompanho estes dois blogues há anos e não me canso de ler e reler os posts deles. São realmente inspiradores!

Vamos, então, ao roteiro para uma semana em Malta!

A principal dificuldade que sentimos enquanto fazíamos  este roteiro para uma semana em Malta foi decidir o que não ia caber na nossa viagem.

Sabíamos de antemão duas coisas: em primeiro lugar, não queríamos visitar os lugares a correr e depois queríamos aproveitar a praia e a piscina do hotel. E uma semana passa a correr!

Além disso, achamos importante que numa viagem haja lugar a tempo sem nada planeado para podermos efetivamente descansar e para abrirmos espaço para o imprevisto.

Se a viagem estiver planeada ao minuto não temos oportunidade para o imprevisto e, sinceramente, sinto que ficamos a perder.

Acha que é importante numa viagem deixar tempo livre? Deixe a sua opinião nos comentários!

Como nos organizámos?

Fizemos uma lista com os sítios que queríamos visitar e agrupámos esses lugares para rentabilizar as deslocações. Em alguns dias fazíamos visitas da parte da manhã e ficávamos no hotel de tarde, noutro dias estivemos fora do hotel todo o dia, só regressávamos quando era noite e noutros ainda apenas saímos do hotel para visitar a pé os arredores.

 O roteiro final ficou assim:

Dia 1 –  Viagem para Malta

Dia 2 – Mellieha

Dia 3 – Gozo

Dia 4 – Mellieha

Dia 5 – Comino e Popey Village

Dia 6 – Valeta e Three Cities

Dia 7 – Marsaxlokk, St. Peter’s Pool, Mdina e Rabat

Dia 8 – Mellieha e viagem de regresso.

É claro que não vimos tudo nem era essa a nossa intenção. Mas não temos dúvidas de que foi uma semana espetacular e é nossa opinião que este roteiro para uma semana em Malta foi perfeito para nós! Acha que podemos ajudar a construir um roteiro perfeito para si? Veja o que conseguimos fazer por si aqui.

 

0In Destinos

Novidades no blogue em agosto de 2018

novidades no blogue em agosto de 2018

Começamos o mês em que tradicionalmente os portugueses estão de férias. Enquanto você aproveita o seu merecido descanso, a viajar ou não, nós estaremos a trabalhar para si. Não acredita? Veja só as novidades no blogue em agosto que reservamos para si!

Novidades no blogue em agosto de 2018

Viagem a Malta

Em julho fizemos uma viagem fantástica e depois dos artigos sobre cruzeiros vamos finalmente começar a publicar artigos sobre Malta. O mês inteiro será dedicado a este pequeno país no Mediterrâneo. Mas desengane-se se acha que este pequeno país tem poucas coisas para ver e fazer. Só vamos falar dos sítios que efetivamente visitámos mas temos noção que muito ficou por explorar.

Nós não gostamos de andar a correr e achamos que a semana que passámos em Malta foi o suficiente para visitarmos a ilha e dedicarmos algum tempo à praia.

Como deve imaginar, foi precisa alguma criatividade para equilibrarmos os momentos de relaxe na praia e na piscina com os momentos de exploração de Malta. É que os nossos filhos são obcecados por piscinas e o hotel onde ficámos tinha uma piscina gigante. Por outro lado, os adultos da família gostam de conhecer os lugares para onde viajam mas também gostam de aproveitar o mar, principalmente quando a água é quentinha e quase não há ondas.

Também tem este tipo de dilema quando viaja para destinos de praia? Deixe a sua opinião nos comentários!

Viagens em Portugal

Lembra-se do desafio até onde vai com 70 EUR? Pois, nós não nos esquecemos do desafio mas esquecemo-nos de ir dando novidades no blogue.

Temos preparado um artigo sobre a viagem que fizemos a Aveiro há algumas semanas mas ficou nos drafts do blogue. Imagino que não seja muito grave pois o post não perde atualidade mas a nossa ideia quando lançámos o desafio era incentivarmos as pessoas a viajarem mais em Portugal. E se não vamos lembrando o assunto não estamos a fazer um bom trabalho, pois não?

Por fim, temos mais viagens em Portugal, já ouviu falar no Umbrella Sky Project? Podemos dizer-lhe que passámos uma tarde muito colorida em Águeda e vamos contar-lhe tudo no passaporte no bolso neste mês.

São estas as novidades no blogue em agosto. Não lhe parece que será um mês em grande? Vamos continuar a publicar DIARIAMENTE, pode estar certo que todos os dias terá conteúdo novo no passaporte no bolso. Acompanhe-nos também no Facebook e no Instagram.

Boas viagens!

0In Destinos

Resumo dos artigos sobre viagens de cruzeiro

Resumo dos artigos sobre viagens de cruzeiro

À semelhança com o que fizemos com os posts da viagem a Hong Kong & Macau, decidimos fazer um resumo dos artigos sobre viagens de cruzeiro que publicámos no passaporte no bolso. Chegou, portanto, a altura de arrumar a casa e deixar tudo organizado.

Ontem publicámos um artigo com um pedido aos leitores do blogue: perguntámos se havia alguma dúvida acerca das viagens de cruzeiro. Deixamos, então, em aberto a possibilidade de voltar ao assunto dos cruzeiros, até porque tencionamos fazer mais viagens de cruzeiro em breve.

Já agora, se tem alguma sugestão para a nossa próxima viagem de cruzeiro, por favor deixe uma mensagem nos comentário!

Resumo dos artigos sobre viagens de cruzeiro

Roteiros

Informação genérica

Dicas

0In Destinos

Tem alguma dúvida acerca das viagens de cruzeiro?

tem alguma dúvida acerca das viagens de cruzeiro?

O mês de julho aqui no passaporte no bolso foi dedicado às viagens de cruzeiro. Tem alguma dúvida acerca das viagens de cruzeiro que gostaria que fosse abordada no blogue?

Acho que ficou evidente que as viagens de cruzeiro são uma forma de viajar que nos agrada bastante. Isto apesar de apenas termos feito dois cruzeiros. O primeiro em 2016 no MSC Orchestra e o segundo em 2017 no MSC Divina. Tanto a viagem no Mediterrâneo como nas Caraíbas foram especiais e o facto de estarmos agora a escrever sobre estas viagens só nos reavivou a vontade de marcar um novo cruzeiro.

Sente o mesmo que nós? Pode ver as promoções atualizadas para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

Amanhã vamos publicar um artigo com os links para todos os artigos sobre viagens de cruzeiro que disponibilizámos no blogue. Será uma espécie de resumo para que possa visualizar todo o conteúdo publicado.

No entanto, se achar que devemos explorar algum subtema das viagens de cruzeiro agradecemos que nos envie uma mensagem ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

 

0In Destinos

Como escolher a melhor cabine num navio!

como escolher a melhor cabine num navio

A escolha da melhor cabine cabine numa viagem de cruzeiro não é um assunto consensual pois é normal que passageiros diferentes valorizem aspetos diferentes. O objetivo deste artigo é explicar-lhe as características gerais das cabines conforme a sua localização no navio, para que saiba como escolher a melhor cabine num navio.

Não se esqueça de ver com atenção as nossas dicas para encontrar bons preços de cabines.

Como escolher a melhor cabine num navio

As cabines podem estar localizadas nos decks (ou pisos) superiores ou inferiores, na proa ou na popa do cruzeiro.

Vamos por partes:

Cabines nos decks superiores:

Normalmente são cabines com janela ou varanda mas sente-se mais o balançar do navio. Estão mais perto da piscina, portanto durante o dia é normal que oiça o barulho proveniente da piscina.

Cabines nos decks inferiores:

As cabines mais económicas estão localizadas nestes decks e sente-se menos o movimento do navio. Por outro lado, fica mais perto da saída e das áreas de diversão noturna como os bares e restaurantes mas perde na vista.

Cabines perto da proa e da popa:

Se enjoa em alto mar é melhor evitar as cabines nas extremidades do navio. É onde mais se nota o movimento do navio.

A nossa dica:

Escolha os decks a meio do navio pois são os mais estáveis e apesar de não ficarem perto de nada em especial, também não ficam muito longe de tudo o resto.

Tem alguma dica infalível para escolher a melhor cabine num navio? Partilhe-a connosco deixando uma mensagem nos comentários.

Quer marcar a sua próxima viagem de cruzeiro? Veja as promoções atualizadas para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

0In Destinos

Mitos e verdades sobre cruzeiros. Sabe tudo sobre cruzeiros?

mitos e verdades sobre cruzeiros

Já parou para pensar nos mitos e verdades sobre cruzeiros? Acha que sabe tudo sobre viagens de cruzeiro? Fizemos um levantamento destes mitos e verdades e damos a nossa opinião baseada na nossa experiência.

Já falámos no blogue que nós fizemos apenas duas viagens de cruzeiro. A primeira foi no MSC Orchestra em 2016 no Mediterrâneo. O segundo foi no MSC Divina em 2017 nas Caraíbas.

Mitos e verdades sobre cruzeiros

O navio balança muito?

Mito. É verdade que se nota o movimento do navio em algumas situações mas não podemos dizer que balança muito. No MSC Orchestra, por exemplo, nunca notámos o movimento do navio. Por outro lado, no MSC Divina por vezes notava-se um bocadinho mas nada que fosse incomodativo. No entanto, imagino que em navios mais pequenos ou com condições atmosféricas adversas seja mais evidente o movimento.

Os cruzeiros são para pessoas mais velhas?

Mito. Os cruzeiros estão pensados para pessoas de todas as idades se divertirem bastante. E a prova disso são os inúmeros cruzeiros temáticos. Já viu os cruzeiros da Disney? E os cruzeiros para pessoas solteiras? Opções não faltam, haja vontade de viajar.

Os cruzeiros são muito caros?

Mito. Há cruzeiros baratos e cruzeiros caros, como noutros tipos de viagem. Se comprar a sua viagem com alguma antecedência pode encontrar verdadeiras pechinchas. Não acredita? Veja as promoções atualizadas para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

Posso perder-me num cruzeiro?

Verdade. Custa-me reconhecer mas perdi-me mais de uma vez no interior de um navio de cruzeiro. Os corredores estão sinalizados mas são muitos corredores. E acho que se ficar nos pisos inferiores é ainda mais fácil perder-se. A boa notícia é que costumam circular funcionários nos corredores e se pedir ajuda de certeza que não dizem que não.

Há algum mito ou verdade que gostaria de ver esclarecidos? Envie-nos uma mensagem ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!