Browsing Category

Destinos

0

Tailândia, roteiro & dicas de viagem

Long Beach

Roteiro & dicas de viagem | Tailândia

O artigo que se segue foi-nos enviado pela Sofia Novais que visitou recentemente a Tailândia. Ela adorou a viagem e quis partilhar connosco a sua experiência!

Obrigada, Sofia, a palavra é tua 🙂

20/10 – 12:15 – OPO – BKK

21/10 18:25h

Chegamos a BKK – IBIS Styles Bangkok – Muito porreiro e bom pequeno- almoço.

22/10 – Templos

GRAND PALACE – Grande Palácio Real // Morada: Na Phra Lan Road, Old City (Rattanakosin) // Horário: 08h30 – 15h30 // preço 500 bht (12,50 €).

Construído em 1782, o Grande Palácio Real foi, durante cerca de 150 anos, a residência oficial da família real da Tailândia.

Hoje em dia é uma das principais atracções de Bangkok e o local usado para comemorações e cerimónias oficiais.

É composto por uma série de outros edifícios onde se inclui o já referido Wat Pra Kaew.

É importante ter em atenção que o código de vestuário no Grande Palácio Real é bastante rigoroso. As mulheres não podem entrar de ombros e pernas à mostra e os homens deverão usar calças compridas e camisas/tshirts com mangas.

No entanto, podemos comprar t-shirts e panos para enrolar à volta das pernas à entrada. No entanto, é sempre melhor levarmos a nossa própria roupa.

tailandia

WAT PRA KAEW – Templo do Buda de Esmeralda // Morada: Fica dentro do GRANDE PALACE.

O Wat Pra Kaew é um dos 3 mais visitados. Um dos seus principais atractivos é o Buda Esmeralda esculpido numa pedra de Jade com 66 cm de altura.

É um espaço enorme, com 94 hectares, preenchido por cerca de 100 edifícios.

Podes contratar um Guia no interior do recinto ou alugar um audio-guia por 200 bahts e 2 horas para ficares a perceber melhor a história por trás deste templo majestoso.

tailandia

WAT PHO – Templo do Buda Reclinado // Morada: Maharat Road, Old City (Rattanakosin) // Horário: 08h – 17h // preço 100 bht (2,50 €) // obs: fica ao lado do GRANDE PALACE.

O Wat Pho é o segundo dos 3 templos budistas mais visitados em Bangkok e um dos maiores e mais antigos também.

Uma das suas principais atrações é o famoso Buda reclinado dourado com 15m de altura e 43m de comprimento, e pés de 4m decorados com madre-pérola.

O templo está localizado mesmo ao lado do Grande Palácio Real. Curiosamente é também o local onde se encontra a primeira escola de Massagem Tailandesa, por isso podes aproveitar para descansares o corpo depois da visita ao templo, com uma massagem tailandesa original.

tailandia

⦁ WAT ARUN – Templo da Madrugada // Morada: no lado oeste do Rio Chao Praya (lado oposto ao cais Tha Thien) // Horário: 08h – 18h // 100 bahts (2,50 €)

O Wat Arun é o 3º templo budista mais visitado em Bangkok. O seu nome significa “Templo da Madrugada” e está localizado do outro lado do rio, no lado oposto do Grande Palácio Real e do Wat Pho.

O templo é especialmente conhecido pela sua Torre em estilo Khmer com 82m de altura, rodeada por 4 torres mais pequenas decoradas com cerâmica chinesa.

Oferece um cenário fantástico ao pôr-do-sol, no entanto a melhor altura para visitá-lo é de manhã bem cedo para evitar as multidões.

Para chegares até lá precisas de apanhar um barco no cais Sapphan Taksin e sair no cais 8. Daqui e por apenas 3 bahts, és levada num barco shuttle até ao outro lado do rio onde se encontra o Wat Arun. – não chegamos a visitar

23/10 – Mercados

Mercado do Trem: O Mercado do Trem da Tailândia, que muita gente acha que fica em Bangkok, está localizado em Maeklong, uma província que fica a cerca de 70 km de Bangkok.

A maneira mais fácil de chegar lá é contratando um tour saindo de Bangkok. As agências oferecem diversas opções de tours e passeios.

Eu escolhi o combinado: Maeklong Railway Market (Mercado do Trem) + Damnoen Saduak Floating Market (Mercado Flutuante).

Flutuante: O Damnoen Saduak é o mais famoso mercado flutuante em Bangkok e aconselha-se uma visita de manhã cedo.

Está localizado a cerca de 30/40 minutos de Bangkok na província de Ratchaburi e aberto diariamente, das 07h às 12h.

Podes meter-te num tour para ir até lá ou então apanhares um táxi até ao Terminal de Autocarros Sai Tai Mai Taling Chan e apanhar o autocarro #78 que te deixa a 1km do mercado.

Daí podes ir a pé ou apanhar um táxi até lá. // 60km de BKK – neste mercado é tudo muito mais caro, não compensa comprar nada.

Procuramos uma agência de Rua e por 300 baths conseguimos fazer as duas visitas , sendo que o barco para percorrer o mercado flutuante são mais 1000baths por pessoa (muitas agencias dizem que por 150baths se arranja no loca –não é verdade, a não ser que se trate de um grupo grande, aí sim, divide-se o valor do barco por todos.

Este é um passeio de meio dia, saindo às 7 da manhã do hotel e retornando logo após o almoço – perto das 13h00.

Tudo o que quisermos comprar, é em BKK que é o sítio mais barato da Tailândia.

Em BKK andamos sempre de Tuk Tuk sendo que temos que negociar tudo, sem problemas, há muita oferta e os preços descem quase 50% seja em transportes ou lojinhas de rua.

MBK Center (na minha opinião, não vale mesmo a pena, é uma loja chinesa em tamanho gigante)

Zonas de animação Noturna:

⦁ Khaosan Road ( a zona do hotel onde ficamos): à noite, podemos passear pela rua Khao San, que é uma rua super movimentada, com lojas, restaurantes, massagem, montes de pessoas na rua.

⦁ Sky bar – Lebua State Tower Hotel:
Caro – gastamos cerca de €20 numa bebida, mas a vista do 64º andar deste edifício, é daquelas imagens que ficam registadas na nossa memória. Ambiente 10 estrelas, bebidas e atendimento ao mesmo nível, obrigatório ir.

tailandia

24/10

Dia livre até aprox. 17h // VOO BKK (DMK AIRPORT) – CHIANG MAI 21:10h //22:20h // Ida para Hotel – ficamos num bem simples mas que gostamos bastante até do pequeno-almoço – Lamphu House Chiang Mai – contratamos o transfer do hotel.

25/10 – Templos:


⦁ Doi Sutep (o templo da montanha): Esse templo fica no alto de uma montanha, e o caminho para chegar até lá é uma estrada linda e bem sinuosa.

Aos poucos a cidade vai ficando pequena lá em baixo e até sentimos um ventinho gelado, pra refrescar o calor da Tailândia.

Como se não bastasse subir durante todo o percurso na estada, na entrada do templo temos que encarar uma escadaria enorme, com 300 degraus, então, é preparar o folego e sobir porque o templo compensa tudo.

Para chegar lá precisamos de contratar um songthaew (red truck) privado por 400 Bath ou ir até o Chang Phuak Gate (na frente do 7Eleven – supermercado que nos matou a fome em alguns dias de más refeições, super barato) de onde saem os yellow trucks públicos que custam 60 Bath por pessoa até lá.

Ou ainda alugar uma scooter. – Optamos por o red truck que nos levou a mais que um local e esperou por nós até ao regresso. Aqui temos que levar ombros e pernas tapadas mas emprestam uma “bata”comprida em troca de uma doação a buda.

Os Red Truck:

tailandia

Doi Sutep:

tailandia
tailandia

Tribo das Mulheres-girafa: 119/9 Tapae Rd., Muang District, Chiang Mai Thailand 50100 | baantongluang.com
⦁ Quanto custa a entrada na Tribo das Mulheres-girafa: Entrada: 500 Bahts (€15) muito caro para uma aldeia tão pequena em que para tirar fotos por vezes temos que gastar dinheiro a comprar alguma coisa, a visita são 20 minutos. Só depois percebemos porque nunca aparecia nos sítios mais visitados, na compensa de facto. Visitamos quando descemos do Doi Sutep.

tailandia

Wat Lok Molee: É um dos templos mais antigos da cidade, lá do século 14 quando foi construído para ser o Templo Real e vale muito incluir no roteiro por ficar praticamente na frente de um dos portões da Cidade Antiga de Chiang Mai.
Wat Phra Singh: É um dos maiores templos-complexo da Chiang Mai e fica dentro da Cidade Antiga. 
Chedi Luang: Esse templo foi construído em 1401 e apesar do terremoto de 1545, o templo continua lá com seus elefantes esculpidos nas laterais. Ele fica exatamente no centro da Cidade Antiga e é onde está o guardião de Chiang Mai. Entrada: 40 baht
Wat Si Suphan: O templo de prata é um dos templos mais bonitos da cidade. Ele todo feito de prata e alumínio esculpidos por monges artesãos de Chiang Mai. No sábado fica todo iluminado por causa do Saturday Night Market e tem Monk Chat. 
Chiang Mai é cheia de Templos, é tudo lindo!!!

tailandia

26/10 –Elephants Nature Park – Santuário dos Elefantes (2500 thb)

Visitamos este porque se trata de um santuário de resgate de animais maltratados (principalmente em circo) dos poucos (senão o único) em que não é permitido montar os elefantes nem obriga-los a tomar banho, apenas os podemos alimentar, são voluntários que nos guiam a visita e 90% do que pagamos é para gastos com os animais (alimentação, veterinário etc).

Acolhem outros tipos de animais e é notória a dedicação de todos.

A NOITE – Visitar um Mercado Noturno

⦁ Night Baazar
⦁ Ploen Ruedee Night Market
De perder a cabeça com tantas lojinhas de rua com artesanato – fecha tudo mais tarde que o normal (1h da manhã, enquanto em Bkk a partir das 22h a cidade “morre”).

27/10 – Manha livre // VOO CHIANG MAI – KRAB (15:10h // 18:35h) + seguimos de transfer para RAILAY BEACH.

Para chegar a Railay Beach usamos camioneta, mota com atrelado, barco e trator, tudo muito prático!! Até nos instalarmos no Sunrise Tropical Resort – e adoramos tudo nesta ilha.

Dá para conhecer toda a ilha a pé, a noite também acaba à 1h da manhã, o por do sol é fantástico, os bares de praia com esteiras na areia são fantásticos, o ambiente é descontraído, tem praias paradisíacas.

Nas ruas só se caminha ao som de Bob Marley ou Jack Johnson.

tailandia

A famosa cave da fertilidade:

tailandia

A praia:

Visita obrigatória – “o bar “Black Pearl”- boa música e como tudo nesta ilha – muito boa onda emTonsai.

tailandia

Aqui na praia ao final do dia, é ótimo para beber um cocktail num dos barzinhos que disponibiliza umas esteiras para nos sentarmos a apreciar o pôr do sol:

tailandia

30/10 – RAILAY BEACH / PHI PHI (ko phi phi don)

Apanhamos logo ferry pela manha (chegar a phi phi pelas 12:00h)

31/10 – PHI PHI

Ficamos instaladas num hotel super simples e também gostamos – “The Cobble Beach”.

Por esta ilha não há outra hipótese senão andar a pé ou de “táxi boat”. É uma zona bastante turística e há festas de praia e barzinhos abertos até tarde.

Quase nos sentimos “em casa” com tanta gente brasileira e simpática que ali habita.

Disseram-nos eles, que a melhor altura para ir à Tailandia é mesmo antes de 01 de dezembro, depois disso, entrando época alta, quase nada é negociável e tudo bem mais caro.

Fizemos um passeio de barco de meio dia no valor de 600 baths que negociamos por 300baths que vale muito a pena.

O passeio começa às 13h e termina às 19h, com direito a várias paragens para mergulhar, conhecer as famosas “monckey beach”, “Maya Bay” (nesta o barco não pode parar, está interdita por as âncoras dos barcos terem estragado os corais, não existe previsão de reabertura), fazer snorkeling e acabar a ver o fantástico pôr do sol no meio do mar e mergulhar perto de uma gruta para ver a “água a reluzir”.

Long Beach (40 minutos a pé mas extremamente cansativo o percurso para lá fomos a pé mas no regresso, por 100baths (€2.7) contratamos um barco do cais principal até esta praia deslumbrante – não perder mesmo!

Long Beach

Koh Phi Phi Viewpoint – Subir por volta das 17h – Longa caminhada e muitooss degraus, subida bem estreita mas no fim é o por do sol mais lindo de sempre! Custa 30Baths (menos de 1€)

Koh Phi Phi Viewpoint

01/11 – PHI PHI / AO NANG

– apanhar o ultimo ferry

02/11 – AO NANG // KRABI – VOO KRABI – BKK as 15:40h//17:00h – (ficamos num hostel pois era só uma noite)

03/11 01:55h// 18:25h – BKK – OPO

Não conseguimos visitar mais do que isto e ainda assim muito tempo foi passado entre viagens mas é uma viagem simplesmente inesquecível.

Os voos principais foram comprados com pouco mais de 2 meses de antecedência pela Etihad e ficaram por 600€ certos.

Os internos ficaram por cerca de 90€. Penso que é possível conseguir mais barato se contratarmos companhias diferentes no entanto muito arriscado para fazer escalas, se o tivéssemos feito tínhamos perdido 1 voo.

O custo médio por dia de todos os hotéis foi de €17, o Ibis foi o mais caro.

Além deste dinheiro carreguei o meu Revolut com € 600 e foi este o valor que gastei para jantares e hotéis (reservados no booking) durante todos estes dias e mais € 100 que levava em dinheiro.

Não nos livramos das taxas de levantamento que o próprio país cobra, são cerca de €5 por cada um.

Pagamos o máximo que conseguimos por Multibanco sendo que é quase sempre cobrada uma taxa de 3%, no entanto compensa.

Em média por refeição gastamos 6€ por cada uma, como não aprecio comidas muito picantes optei quase sempre por italiano, apenas 2 dias comi comida tailandesa e um dos pratos adorei.

Comer na rua não foi uma opção devido à higiene e ao cheiro da comida que se sente principalmente em BKK, enjoa, é uma cidade muito suja.

Conclusão:

Fomos 3 e pretendemos regressar, adoramos e é opinião é que BKK é o lugar onde se pode ficar menos tempo.

Teríamos ficado mais dias nas Phi Phi e em Railay Beach.

Na memória, trago registada o excelente acolhimento dos tailandeses, a honestidade (vemos telemóveis sozinhos a carregar em qualquer lado, árvores com notas penduradas para buda, por exemplo), a segurança que se sente nas ruas e em qualquer lado da Tailândia, é inacreditável!

É um povo maravilhoso embora falem para nós em tailandês pois poucos sabem inglês mas em todo o lado se vê um esforço para agradar e sente uma boa energia contagiante.

É daquelas viagens que nos faz aprender que é possível ser-se feliz com muito pouco.

O passaporte no bolso agradece à Sofia a partilha do roteiro e dicas de viagem para a Tailândia!

Não se esqueça que as mais recentes promoções de viagens são publicadas no grupo Ofertas de VIAGENS e diariamente disponibilizamos conteúdo novo no facebook  e no instagram.

4

Machines de L’Île Nantes | o elefante gigante!

Machines de L'Île Nantes

Machines de L’Île Nantes é um espaço que é uma combinação de projeto artístico, parque de diversões e exposição temática inspirados no trabalho de Júlio Vernes.

Machines de L’Île Nantes

Atrações principais

Le Grand Élephant

Em primeiro lugar teria de ser mencionado o Grande Elefante! Trata-se de um animal majestoso com 12 metros de altura, 8 de largura e com um peso de 48,4 toneladas.

Por outro lado, é um pouco bizarro ver um equipamento robotizado desta envergadura sair a passo lento para a rua, com movimentos e sons muito semelhantes a um elefante verdadeiro.

Apesar de o corpo do animal ser revestido a madeira, os olhos piscam, as orelhas abanam e a cabeça eleva-se.

No entanto, e para completar o espetáculo o elefante liberta água sobre a multidão que observa a passagem do animal.

Le Carrousel des Mondes Marins

Este carrosel é especial pois está repleto de criaturas marinhas saídas das obras de Júlio Vernes, sendo necessário bilhete específico.

La Galerie des Machines

A Galeria das Máquinas é um espaço de experimentação e observação das máquinas. E que máquinas são estas?

Imagine uma aranha gigante aninhada numa cratera no chão, uma formiga que é conduzida por quatro pessoas, aves que sobrevoam o espaço da galeria.

O melhor é que as apresentações são acompanhada por monitores que explicam como funcionam as máquinas e constroem histórias à volta dessas máquinas.

Por outro lado, além das máquinas também poderá observar uma pequena floresta tropical com inquilinos também robotizados.

La Branche Protoype de L’arbre aux hérons

O bilhete de entrada na galeria das máquinas permite-lhe o acesso a este projeto que ainda está em construção.

Então, suba pelo lado oposto à galeria das máquinas e antes de entrar na árvore das Garças tem a oportunidade de espreitar o estaleiro onde são desenhadas e construídas as máquinas.

Entretanto, passeie pelos passadiços de madeira, de onde terá uma vista privilegiada sobre a cidade de Nantes.

Dicas de viagem

Há diferentes tipos de bilhetes: viagem do elefante, carrossel (com e sem guia) e galeria das máquinas.

Assim, se não quiser comprar o bilhete a viagem do elefante, pode perfeitamente assistir à viagem a partir da rua.

Por outro lado, se procura alojamento em Nantes nós recomendamos o Novotel Nantes Centre Gare, que na nossa opinião tem uma excelente relação qualidade/preço.

Nós organizamos as nossas próprias viagens e teremos todo o gosto em ajudá-lo a organizar a sua viagem. Para isso só precisa de enviar um email para reservapassaporte@gmail.com.

Horário de Machines de L’Île Nantes

A bilheteira está aberta das 10:00 às 19:00 nos meses de julho e agosto mas nos restantes meses tem um horário reduzido.

Localização de Machines de L’Île Nantes

Machines de L’Île está localizada no Parc des Chantiers, Boulevard Léon Bureau, em Nantes, França.

Gostaria de conhecer melhor a cidade de Nantes? Preparámos um roteiro que inclui entre outras atrações a Église de Sainte-Croix, o Musée d’Histoire de Nantes, a Place Graslin, o Château des Ducs de Bretagne e Le Lieu Unique.

Já nos segue no facebook  e instagram? E está a par das mais recentes promoções de viagens no grupo Ofertas de VIAGENS?

0

Église Sainte-Croix em Nantes [Dicas]

Église Sainte-Croix

A Église Sainte-Croix foi construída no século XVII no estilo clássico. Todavia, sofreu algumas alterações no século XIX, a mais importante das quais foi a adição de um campanário.

Se está a preparar uma viagem para Nantes gostaríamos de dizer-lhe que preparámos um roteiro para 3 dias e que nos parece bastante completo.

Além disso, em termos de alojamento, pela excelente relação qualidade/preço e pela boa localização nós recomendamos o Novotel Nantes Centre Gare. (já agora, nós temos preços especiais, por favor consulte-nos!)

Esta igreja é muitas vezes comparada à Cathédral Saint-Pierre et Saint Paul, também conhecida como Catedral de Nantes.

Apesar de serem as duas igualmente magníficas, não me parece justo comparar uma catedral a uma igreja, portanto, se tiver oportunidade, visite os dois monumentos.

Quem vê o exterior da Église Sainte-Croix poderá ficar dececionado com o interior.

Do lado de fora sobressai o campanário devidamente ornamentado com múltiplas esculturas.

É também no campanário que se abriga o maior sino de Nantes, com mais de oitocentos quilos.

No entanto, o interior é de uma simplicidade austera.

O ponto para onde os olhares se costumam dirigir é a parede onde estão expostos os vitrais. O colorido, de facto, sobressai no conjunto um pouco monótono.

Foi nesta igreja que decorreu o batizado do ilustre autor Júlio Verne.

Église Sainte-Croix

Dicas para visitar a Église Sainte-Croix

O horário da igreja de segunda a sábado é das 8:00 até às 19:00 e ao domingo das 10:00 até às 19:00.

Tenha em atenção que a missa é celebrada neste local, por isso evite as visitas nessa altura.

A igreja é acessível a pessoas com mobilidade reduzida: entre no portão pelo lado direito e continue em frente até uma porta larga sem degraus.

Por último, a entrada é gratuita.

Localização da Église Sainte-Croix

A Église Sainte-Croix está localizada na Place Sainte-Croix, em Nantes.

Como sabe, nós organizamos as nossas próprias viagens mas também ajudamos outros viajantes a encontrarem a viagem perfeita!

Envie um email para reservapassaporte@gmail.com se desejar um orçamento.

Além disso, disponibilizamos conteúdo novo nas nossas redes sociais (facebook  e instagram ) e as mais recentes promoções de viagens continuam a ser publicadas no grupo Ofertas de VIAGENS!

0

Musée D’Histoire de Nantes [Dicas]

Musée D'Histoire de Nantes

O Musée D’Histoire de Nantes é vizinho do Château des Ducs de Bretagne. Por isso, quando planear a visita de um monumento aproveite para visitar o outro!

Assim, recomendamos que leia o artigo já publicado sobre o Château des Ducs de Bretagne e que pode ser acedido aqui.

Musée D’Histoire de Nantes

Quando estamos poucos dias numa cidade preferimos não despender muito tempo em visitas a museus.

Em Nantes estivemos três dias. Mas a cidade é tão concentrada que não sentimos que precisávamos de correr para vermos tudo o que queríamos.

Além disso, percebemos que a entrada era gratuita no dia que visitámos os dois monumentos – o Château des Ducs de Bretagne e o Musée d’Histoire de Nantes.

Portanto tome nota, no primeiro domingo de cada mês a entrada no castelo e no museu é grátis!

Pareceu-nos, então, uma boa oportunidade para conhecermos melhor a história de Nantes.

O retrato histórico de Nantes pode ser observado em cerca de 1150 objetos dispostos nas diferentes salas.

O museu está organizado em quatro grandes temáticas: A história do Castelo, a questão colonial, a Primeira Guerra Mundial e a Segunda Guerra Mundial.

Também existe um café e uma livraria no complexo, ideais para uma pausa, principalmente se viaja com crianças.

Localização do Musée D’Histoire de Nantes

O Musée D’Histoire de Nantes está localizado no número 4 da Place Marc Elder, em Nantes – França.

Se está a planear uma viagem a Nantes sugerimos que consulte o roteiro que elaborámos para a nossa viagem. No entanto, se precisar de alguma informação em particular temos todo o gosto em ajudar. Por favor deixe um comentário ou envie um email.

Antes de terminarmos o artigo gostaríamos de lembrar que fazemos atualizações frequentes nas nossas redes sociais como é o caso do facebook  e do instagram, assim como disponibilizamos promoções de viagens no grupo Ofertas de VIAGENS!

2

Visitar Place Graslin em Nantes

visitar Place Graslin em Nantes

Hoje vamos visitar Place Graslin em Nantes. Sabe o que pode encontrar por lá? Vamos dar-lhe algumas pistas mas para isso precisa de ler este artigo até ao fim!

Visitar Place Graslin em Nantes

A Place Graslin é um local bastante frequentado, quer por turistas, quer por locais.

Em dias quentes o chafariz existente no centro da praça faz descer as temperaturas e é um entretenimento para os mais novos.

Por outro lado, na altura do Natal constroem uma árvore bem colorida que é o cenário perfeito para fotografias em família.

Uma característica desta praça e que a torna especial é a existência de candeeiros de rua únicos! Portanto, dedique uns minutinhos da sua viagem a apreciá-los.

Tenha em atenção que a Place Graslin tem circulação pedonal e rodoviária, pelo que sugerimos que não se distraia enquanto observa as variadas boutiques e restaurantes.

Se tiver sorte pode ser que tenha a oportunidade de assistir a um espetáculo de animação de rua, que por lá são frequentes.

O restaurante mais célebre de Nantes está localizado precisamente nesta praça e é o La Cigale.

visitar Place Graslin em Nantes

Restaurante La Cigale

O edifício do La Cigale está classificado como monumento histórico.

Num estilo Belle Époque e com funcionários vestidos a rigor, a reserva é obrigatória.

Infelizmente para nós a política de preços é demasiado elevada para o nosso orçamento.

Théâtre Graslin

Outra atração turística de Nantes, o Théâtre Graslin tem entrada pela Rua Moliere.

No entanto, a escadaria do teatro é muito procurada por viajantes que pretendem descansar um bocadinho e ter uma vista elevada da praça.

Também é comum ver-se pessoas a almoçarem nesta escadaria.

Localização da Place Graslin

Se gostaria de viajar até Nantes, sugerimos que consulte o roteiro que utilizámos na nossa viagem.

Veja também os artigos sobre o Châteaux des Ducs de Bretagne, o Lieu Unique e o hotel review Nototel Nantes Centre Gare.

Por último, lembramos que nas nossas redes sociais, nomeadamente no facebook  e no instagram publicamos frequentemente conteúdo exclusivo!

Além disso, no grupo Ofertas de VIAGENS pode encontrar inspiração para a próxima viagem!!!

2

AMI Aventura Solidária | divulgação de projeto

AMI Aventura Solidária

O blogue passaporte no bolso foi recentemente contactado pela AMI – Assistência Médica Internacional que nos deu a conhecer o projeto AMI Aventura Solidária.

Este projeto existe desde 2007. Portanto há mais de uma década que viajantes se associam às missões humanitárias da AMI, co-financiando e participando em projetos de desenvolvimento.

As principais áreas de atuação destes projetos abrangem a Saúde, Educação, Ambiente e Cidadania. Isto traduz-se numa clara melhoria das condições de vida das populações locais.

Meus amigos, para além de irem conhecer sítios magníficos que não aparecem em roteiros turísticos, vão conhecer a realidade quotidiana de comunidades isoladas e distantes!

Para 2019 estão previstas Aventuras Solidárias em três países:

Brasil (21 a 30 de junho);

Senegal (19 a 28 de abril / 1 a 10 de novembro);

Guiné-Bissau (25 de abril a 5 de maio / 28 de novembro a 8 de dezembro).

Como acreditamos que viajar é muito mais do que tirar férias, sentimos a obrigação de partilhar e divulgar este projeto.

Recomendamos, é claro, que visitem o site do Projeto AMI Aventura Solidária para o esclarecimento de todas as dúvidas.

Aí pode ficar a saber, por exemplo, a quem se destina este projeto e quem beneficia da Aventura Solidária.

Além disso, também conhecerá qual o investimento necessário e como é feita a inscrição.

Boas viagens e enviem-nos fotografias da vossa Aventura Solidária!

0

Cabeça Aldeia Natal | Seia, Serra da Estrela

Cabeça Aldeia Natal

A iniciativa Cabeça Aldeia Natal já vai na quinta edição mas o passaporte no bolso apenas este ano teve oportunidade de a visitar. Encontrámos tudo aquilo que estávamos à espera e muito mais! Cabeça é o nome da aldeia do distrito de Seia que serve de palco a esta iniciativa. A particularidade deste evento é que as decorações de Natal que adornam as ruas e praças da aldeia são construídas pelos próprios habitantes com recurso a desperdícios provenientes da serra. Sem dúvida que Cabeça Aldeia Natal merece a sua visita!

Cabeça Aldeia Natal

Cabeça Aldeia Natal

Como chegar

Nós viajámos do Porto e o percurso que escolhemos foi o seguinte: Seguimos pela A1 no sentido Sul até ao IP3 em direção a Viseu. Depois continuámos até à saída de Nelas e a seguir a Nelas continuamos pela N231 em direção a Seia e continue até encontrar a sinalização de Cabeça.

Se viajar de Lisboa siga pela A1 no sentido Norte até ao IP3 no sentido Viseu e depois só precisa seguir as indicações que fornecemos no trajeto com origem no Porto.

Cabeça Aldeia Natal

Programa (dias 5 e 6 de janeiro) *

Dia 05 janeiro | Sábado 

14h00_Abertura do Mercado de Natal 15h00_Presépio Vivo

15h30_”Estotuna D’Espital” (Tuna da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital-IPC)

17h00_A Magia da Iluminação de Natal – Acender das Luzes

Dia 06 janeiro | domingo

14h00_Abertura do Mercado de Natal

15h00_Presépio Vivo

15h15_Concerto com o Grupo Sénior do Centro de Apoio à 3.ª Idade de Cabeça

15h30_Concerto com o Grupo de Concertinas Sons e Tradições do Alva

17h00_A Magia da Iluminação de Natal – Acender das Luzes

*informação retirada da página oficial, para mais informações pode consultar o programa completo aqui.

Cabeça Aldeia Natal

Outras sugestões de passeios na Serra da Estrela

Se tiver tempo, o que acha de visitar outros sítios na Serra da Estrela? Nós aproveitámos para visitar a Aldeia da Dez, que falaremos noutra altura.

De qualquer forma Piódão, Foz D’Égua e Chãs de Égua não são muito longe de Cabeça.

Por fim, se tem interesse em ver mais fotografias de Cabeça Aldeia Natal sugerimos que nos siga no facebook  e no instagram, onde diariamente publicamos conteúdo novo.

Boas viagens!

0

Château des Ducs de Bretagne | Nantes

Châteaux des Ducs de Bretagne

O Château des Ducs de Bretagne é um castelo que está localizado na cidade de Nantes, em França. Se está interessado em conhecer alguns lugares que visitámos na viagem a Nantes, sugerimos que consulte o nosso roteiro para três dias aqui. Também já está disponível o artigo do Novotel Nantes Centre Gare, o hotel que escolhemos em Nantes e que recomendamos vivamente!

Château des Ducs de Bretagne

O Château des Ducs de Bretagne também alberga o Museu de História de Nantes, pelo que se desejar pode visitar os dois monumentos ao mesmo tempo.

Em primeiro lugar saiba que o castelo está rodeado de um fosso que servia de proteção contra ataques. Isto é, para entrar no castelo tem de passar uma ponte levadiça que atravessa o dito fosso. Quando passar a ponte preste especial atenção à portas. Elas são de madeira e foram feitas para resistir à passagem do tempo.

Logo a seguir à ponte encontra um pátio que liga os vários edifícios, incluindo o que que serve de morada para o Museu de História de Nantes.

Para aceder às muralhas tem de subir as escadas que encontra junto à entrada do Museu de História de Nantes.

E para ter uma vista de 360º sobre Nantes aconselhamos que percorra o caminho completo das muralhas. São cerca de quinhentos metros de onde poderá observar a cidade.

Por outro lado, tente passar em frente ao castelo depois de anoitecer e ficará a conhecer um castelo muito diferente. Isto porque à noite a iluminação amarelada confere ao monumento uma aparência fantasmagórica que não vai querer perder.

Como chegar

O castelo está localizado no número 4 da Place Marc Elder, em Nantes.

Para melhor se orientar por favor veja a localização exacta no mapa que disponibilizamos a seguir.

Por último, já nos segue no facebook  e no instagram?

2

IATI Seguros de Viagem | a nossa escolha!

IATI Seguros de Viagem

A IATI Seguros de Viagem entrou na vida do blogue passaporte no bolso por altura do 1º Encontro de TravelBloggers que se realizou em Penafiel nos dias 20 e 21 de outubro. Se quer saber mais sobre este evento veja aqui e aqui. No artigo de hoje vamos falar em pormenor das razões que nos levaram a escolher a IATI Seguros de Viagem como a nossa Companhia de Seguros de Viagem e como os leitores do passaporte no bolso podem beneficiar de descontos no seguros de viagem. Vamos a isso?

IATI Seguros de Viagem

Paixão por descobrir o mundo. Este é o lema da IATI Seguros e que nos conquistou em meio segundo. Veja aqui como nos apresentamos ao mundo e facilmente percebe que também nós queremos conhecer o mundo.

Como nos identificámos com a IATI Seguros, quisemos saber mais e rapidamente chegámos à conclusão que tínhamos encontrado um Seguro de Viagem perfeito para nós! E sabe o que é fantástico? É que a IATI Seguros é especialista em seguros de viagem e muito certamente vai encontrar o seu Seguro de Viagem Perfeito! E se acha que todos os seguros são iguais seguem-se algumas características diferenciadoras:

  • Sem franquias: As franquias podem ser um problema pois podem ser tão altas que não compense acionar o seguro. Os Seguros da IATI não têm franquias.
  • No seu idioma: Sim, eles falam Português! Já basta o stress da situação em si, ainda temos de pensar como explicar o  que aconteceu numa língua estrangeira? Com a IATI Seguros isso não acontece!
  • Sem adiantar dinheiro: O que faz se não tiver dinheiro consigo e necessitar de assistência? Não há problema, com os seguros da IATI não é preciso pagar no momento e pedir o reembolso mais tarde. Até porque sabemos que os processos burocráticos podem ser bastante demorados.
  • Para aventureiros: Mais 50 desportos radicais estão incluídos, confirme se também lá está a sua atividade radical preferida!
  • Repatriação:  Em caso de doença ou acidente grave a IATI Seguros cobre 100% (ilimitado) o transporte de regresso a casa no caso de ser
    considerado necessário ou em caso de falecimento.
  • Equipamentos: Os computadores pessoais, tablets, discos rígidos, as câmaras, complementos de fotografia, radiofonia, de registo de som ou da imagem, bem como os seus acessórios, ficam compreendidos até 50% da quantia segurada sobre o conjunto da bagagem.

Então, que tipo de seguro de viagem devo subscrever?

IATI Básico: Melhor custo-benefício para viagens de férias curtas ou escapadelas a destinos próximos pela Europa.

IATI Standard: O seguro ideal para viagens com destino aos países europeus, sudeste asiático, viagens por mais de 30 dias.

IATI Estrela: Cobertura ideal para viagens a países onde os custos médicos são elevados como EUA, Canadá, Japão, Austrália.

IATI MochileiroEspecialmente pensado para os mochileiros que desejam aventurar-se em novos destinos e amam desportos radicais.

IATI Bloggers e Grandes Viajantes: Para os que vão explorar o mundo por um longo período (longa duração) ou fazem várias viagens ao ano (multiviagens).

IATI Cancelamento: O seguro pensado para que tenhas tranquilidade diante de imprevistos.

[*a informação anterior foi retirada do site da IATI e pode ser atualizada a qualquer momento.]

Como anunciei, os leitores do blogue passaporte no bolso têm desconto de 5% no seguro, em comparação com os preços praticados pelo site da própria Companhia de Seguros. Isto significa que fica mais barato comprar através do blogue passaporte no bolso do que diretamente à IATI! 

IATI seguros de viagem
6

Le Lieu Unique em Nantes – bolachas e arte

Le Lieu Unique em Nantes

Le Lieu Unique em Nantes é mesmo um lugar único! A antiga fábrica de bolachas “LU” deu lugar a um moderno espaço multifuncional que serve de ponto de encontro para viajantes e locais. É um Centro Contemporâneo de Artes e Música mas também um bar, restaurante e livraria. Como vê, motivos não lhe faltam para visitar Le Lieu Unique em Nantes!

Le Lieu Unique em Nantes

Sendo um espaço multifuncional, os visitantes podem usufruir do ambiente de várias maneiras.

Em primeiro lugar, o Le Lieu Unique oferece um bar e restaurante. Estes são os locais ideais para uma pausa ou para tomar alguma coisa a meio da tarde. No entanto, o restaurante tem um horário alargado o que possibilita uma refeição num ambiente mais descontraído.

Por outro lado, o Le Lieu Unique também é livraria pelo que é o sítio perfeito para comprar literatura francófona.

Por último, e se for essa a sua vontade, no Le Lieu Unique tem a possibilidade de relaxar num SPA contemporâneo.

Como Chegar

Nós deslocámo-nos a pé na nossa visita a Nantes porque ficámos alojados junto ao centro mas para quem precisar de se deslocar aqui ficam as coordenadas:

Autocarro: Linha C2 e C3, sair em Lieu Unique.

Para quem tiver carro alugado, os principais parques de estacionamento nos arredores são:

Duchesse Anne, Allée Baco
Parking de la Cité
Le Centre des Congrès

Localização / mapa

O Le Lieu Unique está localizado no número 2 da Rue de la Biscuiterie, em Nantes. Por favor veja o mapa a seguir para melhor se orientar.

 

Na nossa viagem a Nantes tivemos oportunidade de visitar vários sítios interessantes em Nantes, pelo que sugerimos que consulte o roteiro completo que preparámos para si.

Caso tenha interesse em ver outras fotografias de Nantes ou de outras viagens que fizemos nos últimos anos, tomamos a liberdade de sugerir que nos siga nas redes sociais, nomeadamente no facebook  e no instagram!

2

Roteiro para visitar Nantes [França]

Veja o que pode ver e fazer em Nantes

O roteiro para visitar Nantes que partilhamos tem como finalidade mostrar-lhe algumas das atrações turísticas que esta cidade francesa oferece. Sabia que quando dissemos que íamos viajar para Nantes a reação de alguns amigos foi perguntar o que havia para ver em Nantes? Pois nós respondemos que há muito para ver, e este roteiro é a prova disso.

Nós estivemos em Nantes três dias e foram suficientes para vermos o essencial mas se tiver a oportunidade para juntar alguns dias considere uma visita até ao Mont Saint Michele.

Roteiro para visitar Nantes

Le Lieu Unique

É o local onde antigamente se situava a fábrica das bolachas LU, mas agora é um centro contemporâneo de artes e música.

Château des Ducs de Bretagne

Este castelo em pleno coração histórico de Nantes é também uma fortaleza de onde os visitantes podem admirar a cidade. Se tiver oportunidade entre no castelo, suba até às muralhas e contemple a vista.

Musée D’Histoire de Nantes

Este museu está estrategicamente localizado junto ao Castelo dos Duques da Bretanha, por isso se visitar o castelo aproveite para espreitar este museu.

Église Saint Croix

Dizem que foi nesta igreja que foi batizado Julio Vernes, o interior é um pouco sombrio mas vale a pena uma visita rápida.

Machines de L’Île

Na nossa opinião é a atração principal de Nantes e por alguma razão um elefante de madeira gigante é a imagem de marca de cidade. Surpreenda-se com as apresentações na Galeria das Máquinas e sinta-se uma formiga ao pé do Grande Elefante.

Musée D’Histoire Naturelle

Gostaria de ver um esqueleto de uma baleia? Pode ver um no Museu de História Natural em Nantes!

Place Graslin

Esta elegante praça é conhecida pelos candeeiros, mas também por ser morada do conhecido restaurante La Cigale e do Teatro Graslin.

Passage Pommeraye

É o local indicado se pretende visitar boutiques de marcas internacionais e fazer algumas compras. No entanto, também existem pequenos restaurantes perfeitos para uma breve pausa. Já agora, sugerimos que observe com atenção as estátuas de mármore que adornam as galerias.

Place Royale

Esta praça foi destruída durante os bombardeamentos em 1944 mas mantém ao centro a sua fonte característica.

Église Saint Nicolas

Da Place Royal vê-se um edifício pontiagudo que é a Igreja de São Nicolau, não passe sem entrar nesta igreja!

Tour de Bretagne

Esta torre é amada e odiada pelos habitantes, pois algumas pessoas acham-na feia. É o edifício mais alto de Nantes e no interior pode visitar “O Ninho”, um bar que tem uma enorme estátua com a forma de uma ave branca.

Cathédrale St-Pierre et St-Paul

Esta Catedral de estilo gótico também é conhecida como a Catedral de Nantes. Quando entrar preste especial atenção aos vitais!

Musée d’Arts

Para os amantes de arte este museu é de visita obrigatória. Poderá admirar obras de Arte Antiga, do Século XIX , de Arte Moderna e Contemporânea.

Jardin des Plantes

Mais do que uma exposição de plantas, este jardim é uma autêntica experiência! O que acha de se sentir como a Alice no País das Maravilhas? Aqui existem bancos de jardim de vários tamanhos, esculturas com plantas e vasos gigantes.

Então, ficou convencido com este roteiro para visitar Nantes? Nos próximos dias iremos falar de cada uma destas paragens em detalhe, para que possa organizar melhor a sua viagem.

Para se certificar que não perde nenhuma das nossas atualizações, sugerimos que nos siga no facebook  e no instagram!

Se gostou deste post veja outros roteiros já publicados no passaporte no bolso, nomeadamente em MaltaHong Kong.

2

Visitar Quintandona, aldeia de xisto distrito do Porto

Conheça a aldeia de xisto no distrito do Porto

Se não sabia que no distrito do Porto existe uma aldeia de Xisto, aqui fica o convite para visitar Quintandona! Nós já tínhamos tido oportunidade de visitar Quintandona recentemente a propósito da Festa do Caldo (pode consultar o artigo aqui). No entanto, estivemos na aldeia durante a noite e num ambiente de festa popular, isto é, repleto de gente. Desta vez, estávamos acompanhados de outros travel bloggers e era de dia, portanto conseguimos ver convenientemente a aldeia preservada.

Visitar Quintandona

Quintandona é uma aldeia pequena, como quase todas as aldeias de xisto que conhecemos. Além disso, as casas foram recuperadas com cuidado e houve um grande esforço para manter a traça original das construções de xisto.

É uma aldeia viva, isto é, vivem realmente pessoas em Quintandona. No entanto, estas pessoas gostam de receber os visitantes que logo à entrada podem ver (e comprar) alguns produtos agrícolas e artesanato produzidos na aldeia.

Esta foi uma forma que os habitantes encontraram de mostrar os seus produtos e ganhar algum dinheirinho extra.

Loja dos produtos de Quintandona

É a primeira casa que o visitante encontra mesmo antes de entrar na aldeia. Esta loja de produtos provenientes de Quintandona tem uma selecção bastante variada de artigos que incluem legumes, doces, licores e artesanato.

Visitar Quintandona

Casa Valxisto

A Casa de Valxisto é uma unidade hoteleira perfeitamente inserida na aldeia típica de Quintandona. Por outro lado, aqui privilegia-se a agricultura biológica e o contacto com a natureza.

Visitar Quintandona

Casa da Viúva Wine Bar

Neste estabelecimento o vinho é rei e as tapas são rainhas. Por outras palavras, o conceito do restaurante passa pelos visitantes poderem provar vários tipos de vinho à medida que degustam alguns pratos com produtos da região.

Visitar Quintandona

O almoço

No final da visita guiada à aldeia preservada de Quintandona os bloggers de viagem foram presenteados com um almoço típico. A começar, chouriço assado, azeitonas e pão. Depois foi servido o caldo e a seguir as pataniscas de bacalhau com arroz de feijão.

Para coroar estes dois dias por terras penafidelenses provámos o pão-de-ló caseiro e o Mijo de Jebo, uma bebida preparada para a Festa do Caldo que se realiza anualmente no terceiro fim de semana de setembro.

Visitar Quintandona

Localização

A aldeia de Quintandona fica localizada na freguesia de Lagares em Penafiel, a cerca de trinta minutos da cidade do Porto.

2

Restaurante a Lareira no Porto

Veja um artigo completo sobre o restaurante a lareira

Conhece o Restaurante A Lareira na cidade do Porto? Vários amigos já me tinham falado neste restaurante portuense mas ainda não tinha surgido a oportunidade de o visitar. Felizmente na semana passada resolvemos experimentar o Restaurante A Lareira e como gostámos bastante aqui deixamos a sugestão.

Restaurante a Lareira no Porto

A carta não tem muita variedade mas o restaurante é conhecido pelas tapas, pelos pregos e pelo pernil. Pode escolher a versão do prego e do pernil servida no prato ou dentro de um pão.

1542573564cff40e6ab1a1debb57be5382a83e459f.jpg

Nós estávamos indecisos entre a sandes de pernil e a sandes de prego mas no fim ganhou o pernil.

A sandes de pernil com queijo chegou até nós bem recheada, como se quer num almoço quando a seguir se vai trabalhar! A acompanhar estavam umas batatinhas fritas às rodelas com orégãos que fizeram a festa.

O pernil estava muito saboroso e bastante tenro. A fatia generosa de queijo derreteu com o calor da carne e o molho do pernil na quantidade certa temperou na perfeição a sandes.

O copo de vinho da casa completou o repasto e saímos do Restaurante A Lareira com o estômago bem aconchegado, prontos para uma tarde produtiva no trabalho.

O espaço

O espaço é pequeno, as mesas estão muito próximas e facilmente conseguíamos ouvir as conversas dos outros. Mas muito sinceramente esta proximidade não nos incomodou.

A lareira lá está, ao canto, a marcar posição no pequeno restaurante.

Localização

O Restaurante A Lareira está localizado no número 8 da Rua das Oliveiras na Baixa do Porto.

 

Se tem interesse noutros restaurantes na Baixa do Porto tomamos a liberdade de sugerir que veja os posts que publicámos sobre o La Piadona e o Boa Bao Porto.

E já sabe, para não perder os artigos que vamos partilhando aqui no blogue pode seguir-nos no facebook  e no instagram!

Lareira Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

4

Visitar o Museu Municipal de Penafiel

Veja o que pode encontrar no Museu Municipal de Penafiel

Gostaria de visitar o Museu Municipal de Penafiel? Então não faz ideia do que pode encontrar neste espaço? Em primeiro lugar, queríamos dizer-lhe que o Museu Municipal de Penafiel está localizado no palacete Pereira do Lago em pleno centro histórico e comercial de Penafiel. Além disso, nós visitámos o museu no âmbito do 1º Encontro Nacional de Travel Bloggers que decorreu nesta cidade nos passados dias 20 e 21 de outubro.

Por outro lado, achamos importante referir que nesta região também pode visitar o Mosteiro de Paço de Sousa que integra a Rota do Romântico e a Quinta da Aveleda  que é conhecida pelos seus magníficos jardins, pelo vinho e pelo queijo.  Por fim, e feitas as apresentações, vamos visitar o Museu Municipal de Penafiel!

Visitar o Museu Municipal de Penafiel

O Museu Municipal de Penafiel conta com cinco salas de exposição permanentes e uma sala de exposições temporárias. Nós tivemos a oportunidade de visitar o museu acompanhados por uma guia, o que, sem dúvida, enriqueceu a nossa visita.

Além das salas mencionadas, o museu também dispõe de Loja do Museu e Posto de Turismo onde é possível comprar artigos para levar para casa e recolher mais informações da região. Por último, sugerimos que visite o Centro de Documentação existente neste museu.

Sala da Identidade

O acervo exposto nesta sala pretende traçar um percurso histórico da região de Penafiel. Além de os visitantes poderem admirar artefactos antigos, também vão aprender sobre as tradições penafidelenses, incluindo a importância da procissão do Corpo de Deus.

Sala do Território

Nesta sala pode espreitar, literalmente, o concelho de Penafiel. Como? Através de um equipamento construído de propósito para este museu. Assim, o “olhómetro” tem vários cones pelos quais se pode espreitar, obtendo imagens capturadas a partir do céu, uma experiência a não perder!

Sala da Arqueologia

Sabia que temos de recuar cerca de cinco mil anos para encontrarmos as primeiras evidências de presença humana em Penafiel? Nesta sala estão expostos os mais variados achados arqueológicos, pelo que sugerimos que a percorra com calma e paciência.

Sala dos Ofícios

As atividades ligadas ao ferro e à madeira e que fazem parte da herança penafidelense são celebradas nesta Sala dos Ofícios. Veja como estão representadas as profissões de outrora e que já caíram em desuso.

Sala da Terra e da Água

Da terra se extraíam os cereais que serviam de sustento. Por outro lado, os rios além de facilitarem a movimentação de pessoas e bens, forneciam a força motriz que faziam trabalhar os moinhos e ocasionalmente ofereciam peixe para alimentação. Nesta sala entende-se muito bem a importância que estes elementos tiveram no desenvolvimento de Penafiel.

Horário do Museu Municipal de Penafiel

O Museu Municipal de Penafiel está aberto de terça a domingo das 10:00 às 18:00. Encerra às segundas e nos seguintes dias: 1 de janeiro, domingo de páscoa, 1 de maio e 1 de dezembro.

Como chegar ao Museu Municipal de Penafiel

A partir da cidade do Porto terá de apanhar a A4 em direção a Amarante.

 

Não encontrou o que procura? Deixe um comentário ou envie-nos um email. Temos todo o gosto em ajudar! Se gostaria de ver mais fotografias do Museu Municpal de Penafiel e outros lugares que visitámos na região, tomamos a liberdade de sugerir que nos acompanhe no facebook  e no instagram!

5

Visitar a Quinta da Aveleda em Penafiel

Visitar a Quinta da Aveleda em Penafiel

Já pensou visitar a Quinta da Aveleda em Penafiel? Sabia que é possível passear na quinta conhecida pelos vinhos e pelos queijos? E que na que na Quinta de Aveleda há um jardim tropical com características Românticas? Aposto que isso não sabia! Pois bem, no artigo de hoje vamos contar-lhe tudo sobre este pedacinho de Penafiel. Em primeiro lugar saiba que a Quinta da Aveleda está na família Guedes há cerca de 300 anos. Começaram a produzir vinho em 1870 e o negócio tem sido gerido por sucessivas gerações. Atualmente estão na quinta geração quando se fala em produção de vinho e na décima quinta quando se fala no espaço da Quinta da Aveleda.

Visitar a Quinta da Aveleda em Penafiel

Nós visitámos a Quinta da Aveleda por ocasião do 1º Encontro de Travel Bloggers que se realizou em Penafiel. A visita guiada focou-se em três espaços principais: os jardins, a eira (com o espigueiro) e a adega velha.

Os jardins

Não há dúvida que os jardins são lindos! A primeira parte que visitámos era mais húmida, num estilo tropical. Há medida que nos embrenhávamos nos jardins fomos descobrindo lagos, recantos românticos e espécies de árvores magníficas!

Visitar a Quinta da Aveleda em Penafiel

Sabia que existe na quinta um eucalipto com mais de 200 anos? Mas também pode observar o cedro japonês, ciprestes dos pântanos, as gigantes sequóias americanas e as tradicionais camélias.

Visitar a Quinta da Aveleda em Penafiel

No final da visita aos jardins fomos acarinhados com uma prova vinhos e queijos. Ambos produção da Quinta da Aveleda.

Visitar a Quinta da Aveleda em Penafiel

A eira e o espigueiro

A eira e o espigueiro estão diretamente ligados à atividade agrícola da quinta, pois tradicionalmente a eira servia para secar os cereais e o espigueiro para guardar esses mesmos cereais.

No dia da nossa visita a eira recebeu-nos para um cocktail animado onde tivemos oportunidade de provar três tipos de sangria produzida pela quinta: Casal Garcia Sangria Tinta, Casal Garcia Sangria Branca e Casal Garcia Sangria de Frutos Vermelhos. As três sangrias estão aprovadas!

A Adega Velha

Quem diria que em 1850 alguém se ia lembrar de mandar construir uma adega com capacidade para trezentas pipas? Essa adega existe e pode ser visitada na Quinta da Aveleda.

154171288846f26c95d07f52c3c1ddbdd3ca1a0de1.jpg

Quando visitar a Quinta da Aveleda em Penafiel?

Ora aqui está uma pergunta difícil! Nós visitámos a Quinta da Aveleda em Penafiel no mês de outubro, portanto no outono. No entanto, vimos espécies de flores que florescem na primavera e muitas camélias que dão flor no inverno. Por outro lado, imagino que seja bastante agradável passear nos jardins refrescantes em pleno verão.

Em caso de dúvida o melhor é visitar a Quinta da Aveleda em diferentes épocas do ano!

Atividades da quinta

A Quinta da Aveleda oferece um vasto leque de opções para além da visita aos jardins. Pode, se preferir, fazer um piquenique na vinha, passeios de bicicleta, provas temáticas, cursos e workshops, além de almoços regionais.

Tudo para que tenha uma experiência única na Quinta da Aveleda.

Localização

A Quinta da Aveleda está localizada no concelho de Penafiel, a cerca de trinta minutos da cidade do Porto.

 

0

Mosteiro de Paço de Sousa em Penafiel

Mosteiro de Paço de Sousa em Penafiel

Tivemos oportunidade de visitar o Mosteiro de Paço de Sousa em Penafiel aquando do 1º Encontro de Travel Bloggers. Este encontro teve lugar nos dias 20 e 21 de outubro naquela cidade do distrito do Porto. Para conhecer os sítios fantásticos visitámos no concelho de Penafiel veja o artigo que já publicámos aqui. De referir que a  visita ao Mosteiro de Paço de Sousa em Penafiel contou com o acompanhamento de um guia que nos explicou a história do local. As informações que se seguem foram recolhidas durante essa visita e esperamos que sirvam de roteiro para os leitores do passaporte no bolso que pretendam visitar Paço de Sousa. Nós recomendamos vivamente a visita da região! Para mais fotografias deste encontro acompanhe o perfil do passaporte no bolso no facebook  e no instagram!

Mosteiro de Paço de Sousa em Penafiel

Em primeiro lugar saiba que o Mosteiro de Paço de Sousa foi fundado em 994 por D. Trutesendo Galindes e sua mulher D. Anímia. Existem razões para acreditar que estes fundadores são antepassados de Egas Moniz, uma vez que o aio do primeiro Rei de Portugal está sepultado neste mosteiro.

É um Monumento Nacional desde 1910 e integra a Rota do Românico.

Fachada do Mosteiro de Paço de Sousa em Penafiel

Algumas características do estilo Românico do Vale de Sousa podem ser observadas neste mosteiro, nomeadamente a existência de arcos quebrados com meias pérolas incrustadas e colunas redondas e prismáticas intercaladas.

Assim, algumas destas colunas exibem vieiras e estrelas o que indica que por ali passaria o Caminho de Santiago.

Além disso, e a comprovar esta teoria, também se pode ver a figura de um peregrino com dois pães.

Por outro lado, mesmo por cima da porta podemos encontrar duas imagens: a Lua e o Sol.

A Lua do lado norte que é associado à morte e à escuridão e o Sol do lado sul que representa a luz e a alegria são motivos que chegaram até nós desde o século XIII.

Por seu turno, as figurinhas e a rosácea são datadas do século XX e resultaram das obras de restauro após um violento incêndio.

A Rosácea tem uma função catequética e considera-se que o centro é Deus e os oito círculos formam o infinito.

Entretanto na parede do mosteiro existe um óculo por onde parece sair uma personagem.

Fachada do Mosteiro de Paço de Sousa em Penafiel

Interior do Mosteiro de Paço de Sousa em Penafiel

No interior do Mosteiro podemos encontrar o túmulo Egas Moniz, falecido em 1146.

O túmulo do aio do primeiro Rei de Portugal pode ser visitado no lado direito do mosteiro. A cabeceira e os pés do túmulo em granito exibem dois painéis do século XIII. Estes painéis representam respetivamente a morte e o enterro de Egas Moniz.

15413305186bd25808f0541a9bf2e4c8c6a93545db.jpg

Como chegar

O Mosteiro de Paço de Sousa está localizado em Paço de Sousa, concelho de Penafiel, distrito do Porto.

0

[Dicas] Como decorar as melhores Beach Houses de Portugal

beach houses de Portugal

Ter ou alugar uma beach house é a certeza que tem sempre um lugar para descansar, relaxar e recuperar energias. Conheça algumas ideias e dicas para decorar as beach houses.

beach houses de Portugal

Ter uma casa de praia, ou beach house, era algo que muitas famílias Portuguesas da década de 80 e 90 ambicionavam. A febre de comprar beach houses era grande, e nestas décadas verificou-se uma expansão exponencial do turismo interno, com o Algarve a encabeçar a lista. Em anos mais recentes, o turismo encontra-se espalhado um pouco por todo o país, com uma grande afluência de turistas estrangeiros, sedentos por provar e desfrutar de tudo o que o nosso excelente país tem para oferecer. Mas nem só de Algarve vive o turismo interno Português. Há excelentes opções em outras partes do país. Por exemplo, pode aproveitar para relaxar e passar uns dias na Ocean Village, um excelente empreendimento da Tróia Resort.

Em qualquer beach house do país, a decoração é um ponto muito importante. Para além de revelar o gosto com o qual os proprietários cuidam da casa, a decoração interior e exterior abrilhanta o espaço, e torna uma simples beach house num cantinho familiar, querido e muito acolhedor. Por vezes, o mais complicado pode ser ter ideias para decorar uma beach house.

Dicas e Sugestões para decorar as beachs houses, quer no exterior ou no interior

  1. Mobiliário feito em madeira. Para casas de férias, e particularmente beach houses, o mobiliário em madeira é algo que fica sempre bem. Existem várias lojas espalhadas por todo o país onde pode comprar este tipo de mobiliário, em tons que remetem para o verão. Pode comprar desde mesas, cadeiras, espreguiçadeiras… Para além disso, se tiver espaço, pode considerar instalar um deck de madeira na sua casa. Este tipo de estrutura confere um ar único à sua casa, e é uma excelente solução para os espaços exteriores.
  2. Luzes decorativas. Para isto, não precisa de gastar muito dinheiro. Basta comprar umas luzes de Natal simples, sem cores, e colocá-las no exterior da sua casa. Verifique apenas se as luzes que instalar podem estar expostas a humidade ou eventual chuva, para não correr o risco de as estragar. Em termos decorativos, estas luzes são uma excelente solução para abrilhantar o exterior da sua casa, criando uma atmosfera intimista.
  3. Velas e tochas. Para além de incluir iluminação artificial no exterior da sua casa, pode considerar comprar velas para ou interior, e tochas para o exterior. Obviamente que, dependendo das características da sua beach house, poderá não conseguir instalar uma tocha adequadamente. É importante que verifique e atente sempre nas normas de segurança e de manuseamento deste tipo de produtos. Se tem crianças pequenas, por exemplo, uma tocha tem que estar relativamente firme, pois pode tornar-se num potencial risco para os mais pequenos.
  4. Louça colorida e divertida. Numa beach house, pretende-se que tudo remeta para um lado mais divertido e colorido da vida. Assim, deve considerar comprar louças simples, mas coloridas e divertidas. Tenha apenas em atenção para não gastar muito dinheiro, até porque a utilização que dará a estes objetos é muito esporádica, e não vale a pena ter um serviço de refeição caríssimo para usar apenas algumas vezes no ano.
  5. Pinturas de parede em tons claros. A maior parte das fotos de beach houses que vê na Internet são sempre pintadas com cores claras, que remetem para a natureza, para o céu e o mar, e no fundo transmitem uma sensação de relaxamento e descanso. Aproveite para dar uma nova cor ao interior da sua beach house e pinte-a com novas cores.
  6. Reaproveite materiais antigos. Com materiais que estariam prontos a ser descartados, e alguma imaginação, pode criar excelentes peças de mobiliário para a sua beach house. Pode, por exemplo, recuperar paletes antigas e transformá-las em excelentes sofás de exterior. Basta para isso que as lixe e envernize. Pode também optar por as pintar com uma cor a seu gosto, aplicando depois um produto impermeabilizante para que resistam ao desgaste natural meteorológico. Finalize estes excelentes sofás com uma gama de almofadas confortáveis e de cores diferentes, e estão prontos a garantir muitos e bons momentos de convívio e diversão.
  7. Uma cama de rede. Este é já um clássico das beach houses. Se tiver uma área à sombra com espaço, instale uma cama de rede e aproveite para descansar depois do almoço ou ao final da tarde.

Acima de tudo, nunca se esqueça que uma beach house tem que ser o mais funcional possível. Tudo tem que ser de fácil utilização e manutenção, mas sempre com muito brio e sentido estético. Assim, minimizará os custos de manutenção, quer a nível económico quer a nível do seu tempo, e irá garantir que tem um período de descanso em total conforto e completamente confortável. Aproveite as suas férias.

*post patrocinado.

0

1º Encontro de Travel Bloggers em Penafiel

1º Encontro de Travel Bloggers

O 1º Encontro de Travel Bloggers decorreu nos dias 20 e 21 de outubro em Penafiel e foi um sucesso! Se bem se lembra, nós estávamos muito entusiasmados com o Encontro e explicámos as razões para o nosso entusiasmo no post que pode ser acedido aqui. À medida que o grande dia se ia aproximando o evento #TravelBloggersPT foi notícia em vários canais de comunicação social (se está curioso, veja  aquiaquiaquiaquiaqui e aqui.) e até a Momondo publicou um artigo a respeito do nosso encontro. A maioria dos bloggers de viagens não se conheciam pessoalmente e foi inacreditável a ligação quase imediata que sentimos. Todos diferentes mas com uma paixão em comum: VIAJAR!

1º Encontro de Travel Bloggers em Penafiel

Agora, o que pode realmente interessar aos leitores do passaporte no bolso? O mais relevante é, sem dúvida, ficar a saber o que pode ver e fazer em Penafiel, estamos de acordo?

Pois nós queremos continuar a visitar e divulgar os sítios interessantes que conhecemos e Penafiel tem muitos!

Em primeiro lugar visitámos o centro histórico de Penafiel com a ajuda de um técnico de turismo.

Foi uma ótima introdução ao município! No entanto, no dia seguinte complementámos com uma visita guiada ao Museu de Penafiel, também no centro histórico.

Depois visitámos o Mosteiro de Paço de Sousa que está inserido na Rota do Românico. 

Em seguida apaixonámo-nos pela Quinta da Aveleda! Adorámos os jardins magníficos, a casa do porteiro que parece tirada de um conto dos irmãos Grimm e a adega. Já agora, convém referir que tivemos oportunidade de fazer uma prova de vinhos e queijos!

Por último, explorámos a aldeia preservada de Quintandona cuja visita terminou com um magnífico repasto!

O Encontro contou com a Câmara Municipal de Penafiel e Penafiel Park Hotel & Spa como parceiros oficiais e com o apoio de várias marcas que amavelmente se juntaram ao nosso projeto.

Marcas direta ou indiretamente ligadas às viagens e que são a BAVEL, a Bag4Days – Aluguer de Malas de ViagemFolha d’ÁguaPorto Bridge Climb, a Queen Catarina’s Tea, a Foge comigo, a IATI Seguros, a VidaEdu – Experiências Educativas no Estrangeiro, a Wild at Ease, a impressiv’arts e Zomato Gold.