Visitar em Marselha 2024: viagem no coração do Mediterrâneo

Vieux-Port em Marselha (Sul de França).
Índice do artigo

Atualizado em: Janeiro 8, 2024

Descubra o que visitar em Marselha em 2024 e embarque numa viagem inesquecível pelo coração do Mediterrâneo.

Localizada no sul de França, Marselha é a segunda maior cidade do país e um destino turístico imperdível.

Com uma história rica, cultura vibrante, e a um par de horas de avião de Portugal, não é de estranhar que tantos portugueses escolham esta cidade como destino de férias.

A cidade tem uma história que remonta a +2.600 anos, a altura em que foi fundada por gregos provenientes de Foceia, atualmente pertencente à Turquia. Ou seja, é a cidade mais antiga de França!

A sua localização estratégica no Mediterrâneo permitiu que Marselha fosse um importante porto comercial ao longo dos séculos, ligando a Europa com o norte da África e o Oriente Médio e isso está espelhado na cultura existente.

Para quem visita, Marselha tem uma combinação muito interessante de lugares incríveis para ver, atividades variadas, monumentos para visitar e passeios relaxantes à beira-mar ao longo da corniche.

Além disso, os visitantes que preferem praias podem explorar as enseadas escondidas nas redondezas, os apreciadores de comida podem deliciar-se com pratos icónicos como a bouillabaisse, mas também comida de inspiração italiana e norte-africana.

O que visitar em Marselha

O que visitar em Marselha (Sul de França).
Château d’If a partir da Basílica de Notre-Dame-de-la-Garde.

Marselha é uma cidade cheia de charme e beleza, com uma rica história e cultura que não se compara a nenhum outro lugar do mundo. Das deslumbrantes Calanques ao vibrante Porto Velho, não faltam coisas para ver e fazer nesta joia mediterrânea.

Como uma cidade profundamente enraizada em sua história, Marselha tem vários marcos históricos e atrações culturais que certamente cativarão e inspirarão viajantes de todas as idades. Do antigo Forte Saint-Nicolas à icónica Notre-Dame de la Garde, não faltam locais históricos e culturais para explorar nesta cidade.

Mas Marselha é mais do que apenas uma cidade de história e cultura. É também uma cidade de mercados vibrantes, comida deliciosa e beleza natural deslumbrante. Dos coloridos mercados de rua de Cours Julien às vistas deslumbrantes das Calanques, sempre há algo novo e emocionante para descobrir em Marselha.

Caso esteja a pensar ficar vários dias em Marselha, pode compensar comprar o cartão CityPass Marselha, com preços a partir de 27€ e que inclui, por exemplo, um passeio nos comboios turísticos, entrada no Castelo d’If, entradas nos museus Regards de Provence e Mucem e transportes ilimitados.

Veja algumas dicas de o que visitar em Marselha já a seguir:

Vieux-Port: o Porto Velho de Marselha

O que visitar em Marselha: Vieux-Port.
Vieux-Port, o Porto Velho de Marselha.

O Vieux-Port, ou o porto velho, é um dos lugares mais emblemáticos de Marselha e o coração da cidade onde tudo acontece.

Ao longo dos séculos, o porto foi expandido e modificado várias vezes para dar resposta ao comércio crescente e atividades marítimas.

Hoje, o Vieux-Port é um lugar vibrante e movimentado, cheio de atrações e coisas para fazer.

Uma das coisas mais populares para se fazer aqui é caminhar pela orla, observando os barcos que entram e saem do porto.

Atualmente este porto é apenas utilizado por pequenas embarcações, uma vez que os grandes navios de cruzeiro ficam atracados a alguns quilómetros de Marselha, no moderno porto de navios.

De manhã os pescadores chegam nos barcos e forma-se um mercado de peixe frequentado por locais mas também por donos de restaurantes.

Existem vários cafés e restaurantes ao longo do caminho, onde os visitantes podem parar para tomar um café ou uma refeição enquanto apreciam a vista, incluindo o Restaurant Miramar, famoso pela confeção da boullabaise.

Além disso, durante os meses de verão, o Vieux-Port é o local de vários eventos e festivais. Um dos mais populares é o Festival de Marselha, um evento de música e dança que ocorre todos os anos em julho, sendo que em 2023 será entre os dias 17 de junho e 9 de julho.

Durante o festival, o porto é transformado num palco ao ar livre, com apresentações de música e dança em vários pontos ao redor do porto.

O Château d’If

Château d'If.
Château d’If.

O Chateau d’If é uma antiga fortaleza localizada na Ilha d’If, uma pequena ilha na baía de Marselha e que faz parte do arquipélago de Frioul.

A construção do chateau começou no século XVI, como uma defesa contra possíveis ataques à cidade. Ao longo dos anos, o Chateau d’If foi utilizado para diferentes fins, incluindo como prisão, hospital e, durante a Segunda Guerra Mundial, como um ponto de defesa contra invasores.

O Chateau d’If situa-se na ilha e os 1,5 quilómetros até Marselha fazem-se de barco, cujos bilhetes podem ser comprados no Vieux-Port.

Este castelo inspirou o romance de Alexandre Dumas “O Conde de Monte Cristo” e saem do Vieux Port diariamente tours para visitar este forte que se localiza numa ilha.

A Basílica Notre-Dame de la Garde

Vieux-Port em Marselha (Sul de França).
Basílica Notre-Dame de la Garde a partia do Vieux-Port em Marselha (Sul de França).

A basílica fica situada no ponto mais alto de Marselha e oferece uma vista ampla da cidade.

Pode ver o centro de Marselha com o porto antigo (Vieux-Port), a roda gigante e os principais monumentos e mais à frente o porto marítimo mais recente que recebe os grandes cruzeiros.

Para chegar ao cimo do monte pode ir no autocarro nº 60 (linha amarela) e fazer os últimos metros a pé, ou então escolha fazer um passeio de 2 h de Segway desde o centro até à Basílica, sendo que o tour inclui passagem pelos lugares mais emblemáticos de Marselha.

MUCEM

MuCEM - Musée des civilisations européennes et méditerranéennes.
MuCEM – Musée des civilisations européennes et méditerranéennes.

O MUCEM, Musée des Civilisations de l’Europe et de la Méditerranée, é um museu localizado junto ao passeio marítimo na cidade de Marselha e inaugurado em 2013.

O museu é dedicado à exposição e exploração das culturas da Europa e do Mediterrâneo, com um foco especial nas interações e influências culturais entre essas regiões.

O MUCEM é composto por três edifícios ligados entre si, incluindo uma antiga fortaleza do século XVII e uma estrutura moderna de betão e vidro.

O museu tem uma grande coleção de artefactos históricos, documentos e obras de arte, bem como exposições temporárias sobre temas variados relacionados à história e à cultura da Europa e do Mediterrâneo.

Os bilhetes para o MuCEM custam 11€, mas para evitar as filas na entrada sugiro que compre o bilhete para o museu online.

Cathédrale de la Major

Cathédrale de la Major, a Catedral de Marselha.
Cathédrale de la Major, a Catedral de Marselha.

A Cathédrale de la Major, ou Catedral de Marselha, é uma catedral construída em estilo neobizantino no século XIX.

A catedral é impressionante em tamanho e na sua arquitetura única, com uma grande cúpula em forma de cruz e quatro torres que se elevam acima da cidade.

A construção da catedral começou em 1852, numa área onde uma antiga catedral românica tinha sido sido construída séculos antes.

A nova catedral foi projetada pelo arquiteto Léon Vaudoyer, e sua construção foi concluída em 1893. A catedral apresenta mosaicos espetaculares e vitrais coloridos que representam cenas bíblicas e históricas.

A Cathédrale de la Major é um importante marco histórico e cultural em Marselha, atraindo visitantes de todo o mundo. Além de servir como uma casa de culto para os fiéis, a catedral também é um local popular para apresentações musicais e outras atividades culturais.

A entrada é gratuita e além disso existem visitas guiadas se quiser juntar-se a um grupo.

Le Vallon des Auffes

Le Vallon des Auffes.
Le Vallon des Auffes.

Não muito longe do centro de Marselha há este lugar incrível! É uma pequena aldeia de pescadores que parece ter parado no tempo.

Os restaurantes são familiares, mas muito procurados por causa da frescura e simplicidade dos pratos de peixe.

Apanhe o autocarro n.º 83 no Vieux Port e faça um passeio até Vallon des Auffes. O bilhete pode ser comprado a bordo (custa 2 €) e a viagem não é demorada.

Les Calanques

Les Calanques.
Les Calanques.

O Parque Nacional das Calanques estende-se desde Marselha até Cassis, mas os penhascos mais dramáticos ficam perto de Marselha.

Nós fizemos um cruzeiro às Calanques num barco ecológico que saiu do Vieux-Port, mas poderá explorar a encosta por terra se preferir.

Se não se importar de pagar um pouco mais, existem tours às Calanques com almoço ou ao pôr do sol com jantar.

Não se esqueça do fato de banho, pois existem enseadas que convidam a mergulhos no Mediterrâneo.

O que fazer em Marselha em 2024

Assistir à chegada dos pescadores no Vieux Port

Peixes para bouillabaisse.
Peixes para bouillabaisse.

Marselha é uma cidade rica em história e tradição, e uma das tradições mais antigas é a pesca artesanal. Apesar da modernização da indústria pesqueira, ainda existem pescadores em Marselha que usam métodos tradicionais.

Observar os pescadores a trabalhar é uma experiência inspiradora, pois eles habilmente trazem as suas capturas usando métodos que foram transmitidos de geração em geração. E se tiver a sorte de estar em Marselha de manhã, poderá testemunhar a agitação do porto enquanto os pescadores vendem os peixes para proprietários de restaurantes e locais ansiosos.

O peixe deste pescadores artesanais é um dos mais frescos da região, e muitos dos melhores restaurantes de Marselha vão buscá-lo diariamente ao Vieux Port.

Comprar sabonetes artesanais

Vendedor de sabonetes de Marselha no Vieux-Port.
Vendedor de sabonetes de Marselha no Vieux-Port.

Feito de ingredientes puros e naturais, como azeite e lavanda, o sabonete Marseille é conhecido por suas propriedades de limpeza suaves e eficazes, tornando-o uma escolha popular tanto para a higiene pessoal quanto para a limpeza doméstica.

Se está a planear uma viagem para Marselha e está interessado em comprar sabonetes tradicionais, há algumas coisas que deve saber. Primeiro, saiba que existem dois tipos de sabonete tradicional de Marselha: o sabonete sólido e o sabonete líquido. O sabão sólido é feito misturando ingredientes para criar uma barra sólida, enquanto o sabão líquido é feito adicionando água à base do sabão. Ambos os tipos de sabonete são feitos com os mesmos ingredientes e têm propriedades semelhantes, mas algumas pessoas podem preferir um ao outro.

Para comprar o sabonete tradicional de Marselha, pode visitar qualquer um dos muitos mercados ou lojas especializadas da cidade que vendem produtos naturais e artesanais. Também pode encontrar o sabonete tradicional de Marselha em muitos supermercados. Ao comprar o sabonete tradicional, certifique-se de procurar um rótulo que diga “Savon de Marseille” (sabão de Marselha) para garantir que está adquirindo um produto genuíno.

Além do sabonete tradicional de Marselha, também pode encontrar outros tipos de sabonetes naturais produzidos na região, como sabonete de lavanda ou sabonete de azeite. Estes sabonetes também são feitos com ingredientes naturais e são conhecidos por suas propriedades de limpeza suaves, tornando-os uma ótima opção para quem tem pele sensível.

Enfim, comprar sabonete tradicional de Marselha é uma ótima maneira de apoiar os artesãos locais e trazer um pedaço da rica história e cultura da cidade para casa consigo. Quer escolha sabonete sólido ou sabonete líquido, certifique-se de aproveitar as propriedades de limpeza suaves e naturais deste produto icónico.

Alojamento em Marselha

Gare Central Marselha.
Gare Central Marselha.

O centro de Marselha é uma boa zona para ficar a dormir, até porque tem bastante oferta desde hotéis económicos a opções de luxo.

Nós ficámos no Holiday Inn Express Marseille Saint Charles, um hotel quatro estrelas localizado em frente à estação de comboios e a 10 minutos a pé do porto antigo e recomendamos.

Em todo o caso, pode ver outras opções de alojamento em Marselha aqui: Hotéis em Marselha.

Gastronomia e restaurantes em Marselha

Prato do dia nos restaurantes de Marselha.
Prato do dia nos restaurantes de Marselha.

A comida é uma parte muito importante das nossas viagens, por isso partilho algumas dicas que considero importantes sobre os restaurantes em Marselha.

De uma forma geral, achei os preços dos restaurantes aceitáveis, se bem que mais caros em comparação com os portugueses.

Por norma, os restaurantes turísticos têm um menu do dia (formule du jour) que tem um preço fixo e inclui entrada e prato principal, com opção de sobremesa.

Além disso, existem vários restaurantes italianos (Splendido e Trattoria Marco) e marroquinos (Le Souk e Les Délices du Maroc), sendo que costumam ter uma boa relação qualidade-preço.

Por fim, as opções de restaurantes económicos tendem a ser de fast-food, como é o caso do Le Bistro Du Panier (Hamburgueria) e o Chez Angèle (tem menu do dia e pizas).

Transportes em Marselha

Autocarros em Marselha (Sul de França).
Autocarros em Marselha (Sul de França).

A rede de transportes de Marselha é bastante completa e inclui autocarro, metro e tramway. Os bilhetes podem são usados em todos os transportes públicos e são válidos por uma hora.

Em relação aos preços, conte pagar pelo bilhete único 1,70 € se comprado nas máquinas automáticas, mas se comprar o bilhete diretamente ao condutor do autocarro paga 2 €.

Caso prefira os bilhetes de 10 viagens, então conte pagar 15 €.

Além disso, há um passe diário que inclui viagens de ferry, sendo que para 24 horas custa 5,20 € e para 72 horas custa 10,80 €.

A rede de autocarros de Marselha inclui 80 linhas e os veículos circulam entre as 5:00 e as 01:00 da manhã, ou seja, pode ir a quase qualquer lado de autocarro.

O metro também é uma boa forma de um de um lado para outro. Existem duas linhas de metro, a Linha 1 e a Linha 2 e a estação principal é a Gare de Saint Charles.

O Tramway é um metro de superfície, funciona todos os dias das 05h00 à 00h30 e tem 3 linhas:

  • Linha 1: de Noailles até Les Caillols
  • Linha 2:  de Arenc Le Silo até La Blancarde
  • Linha 3: de Arenc Le Silo até Castellane

Por fim, em Marselha há Uber se quiser pedir um transporte através do seu telemóvel.

Como ir do Aeroporto de Marselha para o centro?

A melhor forma de ir do Aeroporto de Marseille-Provence para o centro da cidade é de autocarro.

Assim, pode apanhar a linha L091 até Gare St Charles, a estação ferroviária de Marselha, e em cerca de 30 minutos está no centro.

É um transporte direto e o bilhete custa 10 €. O autocarro sai do aeroporto com intervalos de 10 minutos e funciona desde as 4h10 até às 1h30 da madrugada.

Depois deste horário, pode ir para o centro de Marselha de táxi, mas conte pagar cerca de 60 €.

O comboio não é direto, ou seja, precisa de apanhar o autocarro L13 até à Estação de Vitrolles e e depois o comboio até à Gare de Saint Charles. Neste caso, precisa de pagar o bilhete de autocarro (1,70 €) e do comboio (cerca de 6 €).

Quantos dias para visitar Marselha?

Roda Gigante de Marselha.
Roda Gigante de Marselha.

Se está a planear uma viagem para Marselha, dois dias é o tempo ideal para conhecer as principais atrações da cidade. Mas, há muito mais para descobrir! Se é amante de museus, não deixe de dedicar pelo menos um ou dois dias extras para explorar os muitos museus que Marselha tem a oferecer. O Museu das Civilizações Europeias e Mediterrâneas, em particular, é imperdível.

Não perca a oportunidade de explorar a beleza natural deslumbrante da região com uma visita ao Parc National des Calanques (Parque Nacional das Calanques). Esta excursão de meio dia o levará por paisagens de falésias escarpadas, enseadas escondidas e águas cristalinas. Certifique-se de trazer a sua câmera e tirar muitas fotos!

E não vamos esquecer a mundialmente famosa gastronomia de Marselha! Faça um tour gastronómico e explore as deliciosas ofertas da cidade, desde marisco frescos até à tradicional cozinha provençal. Delicie-se com um pouco de bouillabaisse, a famosa sopa de peixe de Marselha, ou experimente alguns pastis, o aperitivo local com sabor de anis.

Com todas essas experiências incríveis, é fácil perceber porque Marselha é um destino tão popular. Então vá em frente e adicione alguns dias extras ao seu itinerário para realmente mergulhar em tudo o que esta vibrante cidade tem a oferecer.

É preciso seguro de viagem para visitar Marselha?

Escadas da Basílica Notre-Dame de la Garde.
Escadas da Basílica Notre-Dame de la Garde.

Apesar de não ser obrigatório, eu recomendo que não viaje para Marselha sem um seguro de viagem e explico porquê.

Parece haver alguma confusão entre ter o Cartão Europeu de Seguro de Doença e ter um seguro de viagem.

O que acontece é que quando apresenta o Cartão Europeu de Seguro de Doença num dos países da União Europeia, tem acesso aos cuidados de saúde como se fosse um local. Ou seja, se houver pagamento de taxas moderadoras nesse país, tem de pagar essas taxas!

No caso da França, existem taxas moderadoras na saúde, que no caso dos hospitais é de 16 € mais 20% do custo da intervenção, isto é, a conta pode ficar alta em pouco tempo.

E claro, neste caso, tem de ir para os hospitais públicos e enfrentar as esperas habituais. Já se tiver um seguro de viagem e precisar de assistência médica e conversa é outra.

Eu uso os seguros de viagem da IATI e acho que são os mais económicos e completos, além de terem atendimento em português.

Ou seja, para ativar o seguro de viagem só precisa de telefonar para o número que lhe foi fornecido e dirigir-se para a clínica que lhe indicarem.

Quando lá chegar, já estarão à sua espera, com os seus dados e não precisa de pagar a consulta e depois pedir o reembolso.

Por isso, recomendo que faça uma simulação de quanto custa um seguro de viagem para Marselha a seguir e não viaje sem seguro!

IATI SEGUROS DE VIAGEM

O que fazer em Marselha numa parada de cruzeiro

Porto de Cruzeiros de Marselha.
Porto de Cruzeiros de Marselha.

Se vai fazer um cruzeiro no Mediterrânio saindo de Barcelona é muito provável que inclua uma paragem em Marselha.

Por norma, os navios de cruzeiro chegam de manhã ao Porto de Marselha e saem a meio da tarde, ou seja, tem apenas algumas horas para visitar a cidade.

Assim, para tirar o melhor partido do seu tempo na cidade pode escolher fazer um tour organizado pelo cruzeiro ou sair por sua conta.

Os tours do cruzeiro costumam ser caros e fechados, isto é, vai com um grupo e um guia turístico visitar os lugares pré-estabelecidos no programa.

Este tipo de viagem é muito cómodo para quem não quer se preocupar com deslocações ou tem receio de perder o navio, mas, é dispendioso.

Em alternativa, pode alugar um táxi no Porto de Marselha, ou apanhar um autocarro para o centro de Marselha.

Por último, se fizer o cruzeiro na época de floração da lavanda (meados de junho a início de julho), sugiro que espreite o Tour Campos de Lavanda em Valensole.

Como ir do Porto de Cruzeiros para o centro de Marselha

Lembre-se que o Porto de Cruzeiros de Marselha está localizado a cerca de 8 km do centro de Marselha.

De carro a viagem demora cerca de 10 minutos, mas se decidir ir de autocarro para o centro de Marselha, então apanhe o autocarro 35 no Terminal Maghreb.

Os autocarros passam mais ou menos de 20 em 20 minutos e o bilhete custa 1,70€.

Quais companhias de Cruzeiro param em Marselha?

Marselha é paragem popular para muitas linhas de cruzeiro, incluindo MSC, Costa Cruzeiros e Norwegian.

A MSC tem uma variedade de navios que visitam Marselha, incluindo Grandiosa, Poesia, Fantasia, Seaview, Orchestra e os seus mais navios de cruzeiro, MSC World Europa e Seashore.

Por outro lado, a Costa Cruzeiros tem o Costa Fortune, enquanto os visitantes noruegueses podem aproveitar o Norwegian Epic.

A presença de tantas empresas de cruzeiros é uma prova do interesse de Marselha enquanto destino turístico.

Como chegar a Marselha desde Portugal

Os bilhetes de avião são uma parte importante nos custos de uma viagem, por isso é importante conseguir voos económicos para Marselha.

A boa notícia é que existem voos diretos de Lisboa, Porto, Faro e Funchal para Marselha, por isso a hipótese de encontrar tarifas low-cost é muito grande, desde que compre com alguma antecedência.

Então tome nota: saindo do Aeroporto de Lisboa, tanto a a Easyjet, Ryanair e Flytap voam diretamente para o Aeroporto de Marselha.

A Easyjet costuma ter voos diretos à segunda, terça, quarta, quinta e sábado a sair de Lisboa, ao passo que a Ryanair tem voos diários (operados por Malta Air), para Marselha, assim como a Tap Air Portugal.

A viagem tem a duração de cerca de duas horas e meia, o que faz com que seja um destino de escapadinha ideal.

Já se sair do Aeroporto do Porto, então a melhor escolha de low-cost é a Ryanair, que tem voos diretos do Porto para Marselha todos os dias.

Voos baratos para Marselha aqui ou aqui.

Como referi antes, ao chegar ao Aeroporto de Marseille-Provence (MRS), a melhor forma de ir para o centro da cidade é apanhar o autocarro (linha L091) em direção à Gare St Charles.

A ligação é direta, ou seja, não existem paragens até chegar ao centro de Marselha, pode comprar o bilhete diretamente ao motorista e a vigem dura cerca de meia hora.

Se estiver a viajar de outras cidades francesas ou europeias, espreite os horários e preços dos autocarros.

Vídeo de viagem em Marselha (França)

Este vídeo de Marselha já tem alguns anos, mas consegue ter uma ideia de como são umas férias em família nesta incrível cidade.

O centro histórico é muito agradável para passear, assim como a zona do passeio marítimo.

No início do dia veja a chegada dos barcos ao porto antigo, ou Vieux Port, e antes de anoitecer, faça como os locais e garanta um lugar no porto para ver o pôr-do-sol.

Subscreva o canal de YouTube para mais vídeos de viagens.

Veja tambem:

Viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Somos uma Família Portuguesa a viajar pelo mundo e partilhamos tudo em passaportenobolso.com. Aqui encontra muitas dicas de viagem para famílias, bem como informações práticas sobre vários destinos na Europa, África, Ásia e América. Visitei +30 países e não planeio parar tão cedo. Acompanhe as nossas aventuras no Instagram / Facebook / YouTube / Pinterest / Twitter. 

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.