Vilar de Perdizes, entre a medicina popular e magia

Festas e Romarias em Vilar de Perdizes
Índice do artigo

Vilar de Perdizes é uma aldeia que pertence ao concelho de Montalegre, isto é, no Norte de Portugal.

É um lugar pequeno, no entanto nós ficámos admirados com a quantidade de lugares curiosos que conseguimos incluir no nosso roteiro.

No total vamos falar de 17 locais a visitar em Vilar de Perdizes mas tenha em atenção que alguns são privados, e por essa razão não é possível visitá-los.

Já agora, destes lugares todos o nosso preferido foi o número seis mas explicamos porquê quando lá chegarmos.

Então, acompanha-nos nesta viagem pelo Alto Tâmega?

O que visitar em Vilar de Perdizes

Vilar de Perdizes.

1 – A Capela de Nossa Senhora das Neves

A Capela de Nossa Senhora das Neves é uma capela pequena e simples do século XVI, que de fora passa perfeitamente despercebida.

Está localizada na Rua dos Carrins, nº 64, isto é, no Bairro do Sameiro.

No entanto, a sua grande riqueza está resguardada no interior, onde apenas os que conhecerem este segredo se vão dar ao trabalho de entrar e desfrutar.

Falamos dos frescos no interior da capela que apresentam um pormenor impressionante e onde está retratado o Milagre de Nossa Senhora das Neves.

2 – O Senhor dos Aflitos

Senhor dos Aflitos
Senhor dos Aflitos.

O Senhor dos Aflitos é uma construção singela mas cheia de significado.

O material escolhido para esta estrutura foi o granito e de uma forma muito simples quatro colunas de pedra rodeiam uma cruz, também ela de pedra.

Vai encontrar o Senhor dos Aflitos na Rua dos Aflitos, no centro de Vilar de Perdizes.

3 – O Calvário

O Calvário é constituído por três cruzes e apesar de não ser o monumento mais impactante, achamos que vale a pena ser incluído no seu roteiro em Vila de Perdizes.

Para o ver a melhor referência é a Igreja Matriz, pois está localizado muito perto deste lugar de culto.

4 – O Santuário de Nossa Senhora da Saúde

O Santuário de Nossa Senhora da Saúde, também conhecido como Capela de Nossa Senhora da Saúde, é o palco de eleição para uma das maiores festas da região, que inclui os vizinhos galegos.

A grande festa acontece todos os anos no terceiro Domingo de junho, por isso tome nota desta data.

5 – As Fontes de Mergulho

Existem doze fontes de mergulho na região e que de uma forma muito simples resultam da recolha de água de nascente onde eram necessário “mergulhar” o cântaro para recolher a água.

Além disso, nestas fontes era habitual haver um bebedouro para as pessoas, um outro mais baixo para os animais e ainda outro que servia para lavar roupa.

6 – Homenagem ao Contrabando

Homenagem ao Contrabando.
Homenagem ao Contrabando.

A Homenagem ao Contrabando foi o local em Vilar de Perdizes que mais gostamos!

Isto porque são estátuas representam o “contrabandista”, o burro, que era o meio de transporte utilizado e o polícia.

E não imagina a festa que foi os nossos filhos improvisarem uma cena teatral em que se imaginavam em cima do burro e a fugir à polícia!

O contrabando está, de facto, muito ligado à história e subsistência das famílias de Vilar de Perdizes e para honrar esta relação foi criada a “Rota do Contrabando“, um percurso circular de 16,5 km que pode ser feito a pé ou de burro.

7 – O Forno

Forno do Povo em Vilar de Perdizes.
Forno do Povo.

Os fornos comunitários eram essenciais ao sustento das gentes em zonas remotas e Vilar de Perdizes não eram excessão.

Por outro lado, também era o lugar de eleição para se saberem as novidades!

8 – As Olas de Santa Marinha

As Olas de Santa Marinha são formações rochosas circulares que resultaram da erosão das águas do Rio Assureira.

Para as ver pode usar o passadiço a jusante de Santa Marinha que é o mesmo passadiço por onde passa a Rota do Contrabando.

9 – Lagares rupestres

Estes lagares rupestres foram escavados na rocha e serviam para a produção de vinho.

10 – O Paço de Vilar de Perdizes

O Paço de Vilar de Perdizes, também conhecido como Solar do Morgado, é um lugar privados, e por isso não está aberto para visita.

Foi contruído em 1551 mas teve algumas alterações no século XVIII.

Além do solar a propriedade inclui também capela, botica e terá funcionado como hospital de apoio aos peregrinos de Santiago.

11 – O Castro da Mina

O Castro da Mina é um povoado castrejo com uma fortificação que se eleva a 737 metros.

O nome do lugar advém da lenda de que existe uma mina que liga o castro ao Rio Açoreira.

12 – A Capela de Santa Marinha

A capela de Santa Marinha é de construção simples em granito mas está inserida num lugar ermo de particular beleza.

No entanto este lugar enche-se de pessoas todos os anos por altura da festa de Santa Marinha, que acontece no terceiro domingo de setembro.

13 – Altar de Penascrita

O Altar de Penascrita é um altar rupestre romano que foi descoberto em 1970 por altura da construção da estrada que liga Vilar de Perdizes a Chaves.

No entanto, além deste altar também foram encontradas duas aras romanas, uma dedicada ao deus Larouco que está exposta no Museu dos Jerónimos em Lisboa, e outra dedicada a Júpiter que está patente no Ecomuseu de Montalegre.

14 – Igreja Matriz de Vilar de Perdizes

Igreja Matriz de Vilar de Perdizes.
Igreja Matriz de Vilar de Perdizes.

A Igreja Matriz de Vilar de Perdizes remonta ao ano de 1200 e está ligada à lenda medieval de Maria Mantela de Chaves.

Diz-se que Maria Mantela difamou uma pedinte que tinha dois gémeos, numa altura em que se acreditava que apenas era possível ter filhos gémeos se fossem de pais diferentes.

Ora passado algum tempo Maria Mantela teve sete filhos gémeos e para que ela própria não fosse difamada mandou que seis dos seus filhos fossem atirados ao Rio Tâmega.

No entanto, a empregada responsável pela tarefa foi mandada parar por Fernão Gralho, o pai das crianças, que as entregou a amas e proibiu-a de contar o sucedido.

Sete anos mais tarde, o pai reúne as sete crianças em casa e a mulher confessa o que aconteceu,

Ora, todos os filhos de Maria Mantela ordenaram-se padres e um deles fundou a Igreja Matriz de Vilar de Perdizes.

15 – Penedo de Rameseiros

O Penedo de Ramseiros é uma rocha que tem inscrições em latim.

No total são cinco linhas e cento e cinquenta letras que se acreditam ser uma ara votiva pedindo ajuda divina na conservação da água ou então contratos celebrados.

O Penedo de Rameseiros está localizado a 1 km da aldeia mas está inserido numa propriedade privada.

16 – Pegadas da Burrinha

A cerca de 500 metros da Igreja de Vilar de Perdizes está uma laje onde se podem ver as “pegadas da burrinha”.

São cerca de 300 marcas com a forma de ferraduras e cruzes que terão sido resultado de marcações de território ou então rituais pagãos.

17 – O Penedo do Caparinho

O Penedo do Caparinho também é conhecido como Penedo do Matrimónio.

Assim, trata-se de uma gravura rupestre que representa uma figura feminina e uma masculina com os órgãos genitais expostos e foi descoberta por um pescador em 1985.

Para o ver terá de se afastar 3 km de Vilar de Perdizes mas acredite que vale a pena o desvio.

O que fazer em Vilar de Perdizes

Ecomuseu Casa do Lavrador.
Ecomuseu Casa do Lavrador.

Esta região tem mesmo muito para fazer e a prova disso foi a longa lista de o que visitar em Vilar de Perdizes que acabámos de disponibilizar.

Assim, sugerimos que inclua também uma visita à Casa do Lavrador, que é um dos polos do Ecomuseu de Barroso.

No entanto, também pode incluir no seu roteiro percursos pedestres, como por exemplo o PR7 – Rota do Contrabando, que mencionamos anteriormente.

Festas e Romarias em Vilar de Perdizes

Festas e Romarias em Vilar de Perdizes
Noite das Bruxas em Vilar de Perdizes.

Além das festas já faladas ao longo do artigo, ainda devemos incluir a Festa de São Miguel (28 de setembro), a Festa de Nossa Senhora de Fátima (13 de maio), a Festa de Nossa Senhora das Neves (5 de agosto), a Festa de Santo António (13 de junho) mas também a Festa de São Pedro (29 de junho).

No entanto, o evento mais conhecido é, sem dúvida, o Congresso de Medicina Popular, cuja edição em 2020 aconteceu online em setembro, ao qual se juntam as Sextas-Feiras 13.

Onde dormir em Vilar de Perdizes

Aldeia de Vilar de perdizes.
Aldeia de Vilar de Perdizes.

Como deve ter percebido Vilar de Perdizes é um lugar bastante rural, isto é, a oferta de alojamento é bastante limitada.

Por isso, a melhor alternativa acredito que seja ficar alojado em Montalegre, onde existe mais oferta de hotéis.

Assim, a seguir vai encontrar sugestões de hotéis na região:

Alojamento em Vilar de Perdizes

Alojamento em Montalegre

Mapa e como chegar a Vilar de Perdizes

Do Porto

Artigos relacionados

Por fim, está a pensar visitar o distrito de Vila Real? Então, sugerimos que leia os seguintes artigos:

Gostaria de conhecer melhor Portugal? O nosso lema é viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência!  Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS mas não se esqueça de nos acompanhar no Instagram.

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.