2

Pitões das Júnias: o que ver e dicas de viagem

Cascata de Pitões das Júnias

Artigo atualizado em

O que visitar em Pitões das Júnias. O que ver e dicas de viagem para organizar a sua viagem a Pitões das Júnias (incluindo uma paragem na cascata de Pitões das Júnias e o seu passadiço), mas também melhor altura para visitar a região, onde comer e dormir nesta pitoresca aldeia do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Então, acompanha-nos nesta viagem pelas terras frias de Montalegre?

Visitar Pitões das Júnias

pitoes-das-junias

Esta pacata e pitoresca aldeia do concelho de Montalegre é uma das mais altas de Portugal pois está situada a 1100 metros de altitude, a contar do nível do mar e em plena região do Barroso.

A portugalidade está bem presente na simpatia da gente transmontana mas também nos usos e costumes e nas iguarias únicas que se comem por lá como é o caso do fumeiro de uma forma genéricas mas do presunto em particular.

Aliás, os invernos frios são propícios à conveniente maturação da carne que fica exposta ao fumo proveniente das lareiras pelo tempo necessário, sem grande pressas.

Assim, a seguir indicamos alguns sítios que recomendamos que inclua no seu roteiro por Pitões das Júnias.

O que visitar em Pitões das Júnias

A aldeia de Pitões das Júnias

Ruas estreitas em granito.

Em primeiro lugar recomendamos que comece o seu passeio pelas ruas da aldeia.

As pessoas são bastante simpáticas e conversadeiras, por isso aproveite para dar “duas de letra” com quem encontrar pelo caminho.

O forno comunitário

O forno comunitário era uma infraestruturas essencial para a sobrevivência das comunidades rurais que permaneciam isoladas durante longas temporadas, contanto apenas com o auxílio dos vizinhos.

Veja bem que se tratavam de comunidades auto suficientes que cultivavam os cereais para fazer o pão, as hortas providenciavam grãos e legumes e os animais do curral eram a fonte de proteína disponível.

Assim, no formo comunitário de Pitões das Júnias coziam o pão que alimentava as pessoas da aldeia.

Curiosamente o forno comunitário de Pitões das Júnias ainda está em funcionamento, apesar de já existir uma padaria na aldeia – a Padaria Pitões.

O relógio solar

Em Pitões das Júnias existe um relógio solar construído em pedra.

Servia para os habitantes da aldeia verem as horas mas encontrar um relógio solar atualmente numa aldeia é uma raridade.

A cascata de Pitões das Júnias

A cascata de Pitões das Júnias.

A cascata de Pitões da Júnias é um sítio incrível!

Para chegar lá pode levar o carro até muito perto pois existe um parque de estacionamento junto do passadiço de madeira que o leva até ao miradouro onde pode ver a cascata.

Passadiço de madeira até à cascata de Pitões das Júnias.

A cascata de Pitões das Júnias é alimentada pelas águas do ribeiro de Pitões e estende-se por vários desníveis, um dos quais com 30 metros.

cascata-pitoes-junias

O Mosteiro de Santa Maria das Júnias

Do conjunto conhecido como Mosteiro de Santa Maria das Júnias fazem parte a igreja e as ruínas que estão mesmo a lado.

É um lugar bastante agradável para ser visitado apesar de me fazer um pouco de confusão ver um edifício que está classificado como Monumento Nacional tão pouco cuidado.

Acredita-se que a origem do Mosteiro de Santa Maria das Júnias remonta ao século XII, isto é, anterior à fundação de Portugal, tendo sido ocupado por monges da Ordem de São Bento e posteriormente pela Ordem de Cister.

Apesar do abandono a envolvente do mosteiro é mágica, onde abunda a frescura da vegetação.

A Igreja de São Rosendo

A igreja de São Rosendo é a igreja Matriz de Pitões das Júnias.

Apesar de não ser um exemplar extraordinário, a sua arquitectura em estilo barroco tem bastante interesse na nossa opinião.

Assim, poderá visitar a Igreja de São Rosendo no centro da aldeia.

O Ecomuseu de Barroso – Corte do Boi

O polo de Pitões das Júnias do Ecomuseu de Barroso foi instalado numa antiga “corte do boi”, isto é, o local onde estava recolhido o boi, daí o seu nome.

Este é o sítio certo se quer aprender mais sobre as tradições desta região do Gerês, como por exemplo da pastorícia, da vezeira (rebanho que se reveza), da agricultura mas também da tecelagem.

Assim, no piso térreo estão representadas as responsabilidades dos homens da aldeia, nomeadamente as atividades comunitárias.

Por outro lado, no piso superior estão retratadas as obrigação das mulheres da aldeia, como é o caso da gestão da casa.

Além disso, existe uma pequena loja.

A capela de São João da Fraga

A capela de São João da Fraga está localizada um pouco longe do centro da aldeia.

É um local ermo mas que prima por precisamente estar distanciado de tudo.

Aliás, a paz que aqui se sente é incrível!

Acrescento que se está interessado em participar numa romaria pouco divulgada e que chama São João da Fraga.

Assim, todos os anos no domingo a seguir ao dia de S. João é comum os habitantes de Pitões das Júnias fazerem o trajeto a pé até à capela de São João da Fraga e terminarem a festa com um piquenique acompanhado com música de concertinas.

A capela do Anjo da Guarda

A capela do Anjo da Guarda é uma pequena capela localizada em Pitões das Júnias.

Melhor altura para visitar Pitões das Júnias

Vida rural em Trás-os-Montes.

Então vamos por partes. Se a sua vontade é fazer caminhadas e trilhos no Planalto da Mourela, a melhor altura para visitar a região é nos dias amenos da primavera, pois os verões são muito quentes.

Por outro lado, as montanhas de Pitões das Júnias no inverno costumam ficar cheias de neve, o que lhes dá um charme irresistível.

Logo no início deste artigo falámos na festa de São João da Fraga que acontece em junho mas outra data a acrescentar a esta lista é o Carnaval (ou Entrudo), altura em que os caretos e farrapões saem à rua em celebrações únicas.

Por último queríamos referir uma tradição pouco divulgada que é o magusto celta que acontece anualmente antes da chegada do inverno às montanhas.

Onde comer em Pitões das Júnias

A aldeia é pequena mas se procura lugares para uma refeição tem à sua disposição a Casa do Preto, a Taberna Terra Celta e ainda o restaurante Dom Pedro Pitões, que é o que conhecemos melhor.

Restaurante Dom Pedro Pitões

Cozido no restaurante Dom Pedro Pitões

A experiência sensorial do restaurante Dom Pedro Pitões começa ainda no exterior, uma vez que no exterior estão dispostos alguns artefactos ligados à agricultura, nomeadamente arados e potes de ferro.

Depois, quando se entra na sala de refeições percebe-se que também o interior mantém este estilo rural, o que nos agrada particularmente.

Em virtude da proximidade com a fronteira espanhola, é comum grupos de espanhóis deslocarem-se à aldeia para almoçar.

Assim, no dia em fomos visitar a região também lá estavam vários grupos de espanhóis e por isso tivemos de esperar algum tempo para termos mesa.

Quando nos sentámos trouxeram um cesto de pão que desapareceu num instante porque era muito bom (veja o final do artigo pois dizemos onde comprar este pão delicioso).

O restaurante Dom Pedro Pitões é conhecido pela qualidade da carne, aliás, pelo que nos contaram, os donos do restaurante criam os animais, portanto a qualidade das carnes está assegurada.

Nós pedimos cozido para os adultos e bife com batatas fritas para as crianças e ambos os pratos deliciosos. O bife era tenro, bem temperado e cozinhado na perfeição, enquanto que no cozido a qualidade das carnes sobressaiu bastante.

Bife com batatas fritas no restaurante Dom Pedro.

Onde dormir em Pitões das Júnias

Alojamento em Pitões das Júnias. Apesar de a aldeia ser pequena, vale a pena pernoitar algumas noites da região, principalmente se tenciona fazer alguns trilhos ou caminhadas.

Assim, poderá escolher entre a Casa do Preto, o Cantinho T’Carlos, a Casa do Sobrado de Pitões, a Casa D’Campo Ferreira e o Palheiro do Outeiro se quiser alojamento em Pitões das Júnias.

Dicas de viagem para visitar Pitões das Júnias

  • antes de regressar a casa passe pela Padaria Pitões e compre pão pois acredite que é delicioso;
  • alguns habitantes vendem fumeiro caseiro, por isso se tem interesse tente falar com as senhoras que estão na janela ou sentadas nos degraus das casas.

Por fim, está a pensar visitar o distrito de Vila Real? Então, nesse caso tomamos a liberdade de sugerir que leia os seguintes artigos:

  • O que visitar em Mondim de Basto (em breve)

Gostaria de conhecer melhor Portugal? O nosso lema é viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência!  Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS mas não se esqueça de nos acompanhar no Instagram.

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 🙂

👉Alojamento no Booking;

👉Voos com desconto em eDreamsRumbo;

👉Aluguer de carro com a Europcar;

👉Tours, entradas em museus e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais  em Get Your Guide;

👉Seguros de viagem à sua medida, com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

2 Comments

  • Reply
    Nasuko
    2018-06-10 at 0:14

    It’s Peaceful☺️🌸🌸💕

    • Reply
      passaportenobolso
      2018-06-10 at 14:20

      It’s a small village in Portugal, very peaceful. Thank you 🙂

    Deixar uma resposta

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    %d bloggers like this: