Cafés, bares, restaurantes e sair à noite em Tbilisi, Geórgia

Entrada para o Restaurante Chveni, Tbilisi.
Índice do artigo

Ora aqui tem tudo o que precisa saber sobre sair à noite em Tbilisi, a capital da Geórgia, incluindo sugestões de cafés, bares e restaurantes.

Ao longo deste artigo vai perceber porque tantos viajantes se apaixonam pela vida noturna em Tbilisi, que além de ter uma vibe muito animada, é segura mesmo para viajantes sozinhos.

Assim, aos dez dias que passei na Geórgia, percebi que é perfeitamente normal as pessoas sairem a qualquer dia da semana, para jantar fora ou tomar uma bebida num bar.

Portanto, reuni um conjunto de dicas que acredito serem bastante úteis para quem visita Tbilisi pela primeira vez.

Mas se não conseguir visitar todos os sítios que refiro, chamo a sua atenção para um lugar especial em Tbilisi que deve mesmo conhecer: o restaurante Chveni.

Sair à noite em Tbilisi: um destaque especial para o restaurante Chveni

Entrada para o Restaurante Chveni, Tbilisi.
Restaurante Chveni, Tbilisi.
Chef Guram no Restaurante Chveni, Tbilisi.
Pedro Carvalho no Restaurante Chveni, Tbilisi.

“Chveni” significa “nosso”, transmitindo a ideia de um lugar ao qual pertencem, onde as pessoas se sentem em casa e acolhidas. Um objetivo completamente conseguido!

Fui recebida no Chveni pelo chef Guram, um georgiano apaixonado por Portugal e defensor da nossa cultura, e pelo Pedro Carvalho, um compatriota do norte, que vive há muito na Geórgia.

Abriram o primeiro restaurante Chveni em 2018 e hoje já têm cinco restaurantes.

O chef Guram Baghdoshvili tem ligações profundas a Portugal, onde viveu durante 20 anos. Foi um amigo em comum que me falou do chef, quando referi que estava de partida para a Geórgia.

Neste restaurante, que já foi uma casa de família, as salas sucedem-se umas às outras, cada uma com detalhes e recantos sui generis.

A decoração dos espaços até pode mudar, mas o ar de felicidade de quem usufrui do espaço não deixa lugar para dúvidas: o Chveni recebe-nos muito bem!

Decoração no Restaurante Chveni, Tbilisi.
Decoração no Restaurante Chveni, Tbilisi.
Sair à noite em Tbilisi: ir ao restaurante Chveni.
Salamandra no Restaurante Chveni, Tbilisi.

Ficaram gravadas na minha memória uma salamandra crepitante, tapetes no chão e trepadeiras no teto. Também um terraço amigável nos dias quentes, música para dançar e recantos intimistas, que convidam a momentos de romance e namoro.

É preciso subir alguns degraus para aceder aos pisos superiores do restaurante. Ao percorrer este curto trajeto de escadas, com o ruído animado dos comensais à mesa, recordo-me dos dias de festa em casa da minha avó. Lembranças doces que me aquecem a alma.

Por falar em sabores e aromas, a comida é simplesmente deliciosa. Pratos georgianos, claro está, bem confecionados e com sabores frescos. A acompanhar, o vinho ambar georgiano, que fica em ânforas de barro durante nove meses.

Eu estava tão envolvida na experiência gastronómica que me esqueci de tomar nota dos nomes dos pratos, mas aqui ficam as fotografias para memória futura.

Jantar no Chveni, Tbilisi.
Jantar no Chveni, Tbilisi.
Jantar no Chveni, Tbilisi.
Jantar no Chveni, Tbilisi.
Jantar no Chveni, Tbilisi.
Sair à noite em Tbilisi: Jantar no Chveni.
Jantar no Chveni, Tbilisi.
Sair à noite em Tbilisi: ir ao restaurante Chveni.
Sobremesa no restaurante Chveni, em Tbilisi.
Brinde no restaurante Chveni, em Tbilisi.

Cafés, bares e restaurantes para conhecer em Tbilisi

Vamos, então, a algumas sugestões de lugares para comer em Tbilisi, a capital da Geórgia.

Como referi, ao todo, fiquei dez dias no país, ou seja, tive oportunidade de conhecer diferentes restaurantes, cafés e bares.

E para que a informação seja fácil de encontrar, dividi os lugares por tipo de experiência.

Assim, temos almoços descontraídos, restaurantes típicos georgianos, aulas de culinária georgiana com jantar, cafés com personalidade e ainda bares para sair à noite em Tbilisi. Aproveite!

Almoços descontraídos em Tbilisi

Almoçar em Tbilisi: restaurante Amo Rame. Sair à noite em Tbilisi
Almoçar em Tbilisi: restaurante Amo Rame.
Restaurante Amo Rame.
Restaurante Amo Rame.
Sair à noite em Tbilisi: decoração do Restaurante Amo Rame.
Decoração do Restaurante Amo Rame.
Sair à noite em Tbilisi: ementa do Restaurante Amo Rame.
Ementa do Restaurante Amo Rame.
Wine tour em Tbilisi. Sair à noite em Tbilisi
Wine tour em Tbilisi.

Para um almoço descontraído, recomendo uma ida ao Amo Rame. Ambiente calmo e comida saborosa como se quer, não muito longe do centro.

Outra sugestão é participar num wine tour, isto é, aliar um almoço leve com provar diferentes tipos de vinho georgiano.

Enfim, garanto-lhe que o resto do dia tem grandes probabilidades de correr bem!

Restaurantes de comida georgiana tradicional

Sair à noite em Tbilisi: Jantar no restaurante georgiano Pirosmanis Dukani.
Sair à noite em Tbilisi: Jantar no restaurante georgiano Pirosmanis Dukani.
Sair à noite em Tbilisi: Ementa do restaurante georgiano Pirosmani's Dukani.
Ementa do restaurante georgiano Pirosmani’s Dukani.
Khachapuri no restaurante Pirosmani's Dukani, em Tbilisi.
Adjarian khachapuri no restaurante Pirosmani’s Dukani, em Tbilisi.
Badriani (rolos de beringela) no restaurante Pirosmani's Dukani, em Tbilisi.
Badriani (rolos de beringela) no restaurante Pirosmani’s Dukani, em Tbilisi.
Khinkali no restaurante Piromani's Dukani, em Tbilisi.
Khinkali no restaurante Piromani’s Dukani, em Tbilisi.

Já se a sua ideia é experimentar a comida tradicional georgiana, então recomendo o restaurante Pirosmani’s dukani.

Posso dizer que os badriani, assim como o adjarian khachapuri, khinkali e mtsvadi (espetadas) estavam muito bons!

Além disso, outra sugestão é o restaurante Shavi Lomi, que os locais adoram e os turistas quase desconhecem.

Aliás, nem sequer tem letreiro à porta, já que não é preciso porque toda a gente conhece o restaurante.

Jantar de grupo no Shavi Lomi, Tbilisi. Sair à noite em Tbilisi
Jantar de grupo no Shavi Lomi, Tbilisi.
Sair à noite em Tbilisi: Jantar no restaurante Shavi Lomi.
Sair à noite em Tbilisi: Jantar no restaurante Shavi Lomi.
Jantar no restaurante Shavi Lomi, em Tbilisi.
Jantar no restaurante Shavi Lomi, em Tbilisi.
Comida georgiana no restaurante Shavi Lomi, em Tbilisi.
Comida georgiana no restaurante Shavi Lomi, em Tbilisi.

Um dos pratos mais típicos no Shavi Lomi é o Bazhe, um molho tipicamente georgiano cujo ingrediente principal é a noz. Acompanha com ghomi, uma espécie de puré feito com farinha de milho.

Já agora, Shavi Lomi siginifca leão negro e o restaurante funciona numa casa tradicional georgiana, ou seja, com o chão de madeira original e tetos pintados como era antigamente.

Além de a comida ser muito saborosa, ir ao Shavi Lomi é uma experiência e tanto! Que festa!

E para terminar esta viagem gastronómica, foi no Ethnographer restaurant que participei num Supra, ou seja, um banquete tipicamente georgiano.

Música, comida e brindes de chacha para eternizar nova amizades.

Restaurante e aula de culinária georgiana

Georgian House. Sair à noite em Tbilisi
Georgian House.
Aula de culinária georgiana.
Aula de culinária georgiana.
Aprender a fazer Khachapuri.
Aprender a fazer Khachapuri.
Receitas de comida típica georgiana: khinkali, khachapuri,  churchkhela e chacha.
Receitas de comida típica georgiana: khinkali, khachapuri, churchkhela e chacha.
Ambar wine no Georgian House.
Ambar wine no Georgian House.
Aprender a fazer khinkali.
Aprender a fazer khinkali.
Comida tradicional georgiana: khinkali.
Comida tradicional georgiana: khinkali.
Khachapuri pronto para o forno.
Khachapuri pronto para o forno.
Brinde de chacha no Georgian House.
Brinde de chacha no Georgian House.
Aprender a fazer Churchkhela, o doce nacional da Geórgia.
Aprender a fazer Churchkhela, o doce nacional da Geórgia.

O que acha de combinar uma ida ao restaurante com uma aula de culinária? Então, o Georgian House é para si!

Adorei cada minuto desta experiência imperdível! Refiro-me a uma aula de culinária de comida tradicional georgiana, em particular khinkali, khachapuri e churchkhela.

No final, tivemos um repasto farto, com mais comida do que seria aconselhável consumir.

Khinkali no restaurante Georgian House.
Khinkali no restaurante Georgian House.
Comida típica da Geórgia: Jonjoli.
Comida típica da Geórgia: Jonjoli.
Queijo Sulguni.
Queijo Sulguni.
Adjarian khachapuri.
Adjarian khachapuri.
Elarji.
Elarji.
Kharcho.
Kharcho.
Salsichas georgianas.
Salsichas georgianas.

Cafés com personalidade

Café Linville, em Tbilisi.
Café Linville, em Tbilisi.
Sair com amigos em Tbilisi: Café Linville.
Sair com amigos em Tbilisi: Café Linville.
Linville, em Tbilisi.
Linville, em Tbilisi.
Tomar café em Tbilisi.
Tomar café em Tbilisi.
Strudel de maçã no Café Linville, em Tbilisi.
Strudel de maçã no Café Linville, em Tbilisi.
Decoração retro no no Café Linville, em Tbilisi.
Decoração retro no Café Linville, em Tbilisi.

Numa altura em que os cafés parecem ter saído de uma fábrica, já que são todos iguais ou muito semelhantes, foi com entusiasmo que me falaram do Linville.

A melhor forma que tenho para lhe descrever este lugar é dizer-lhe que o Linville tem um ar de loja de antiguidades. Ou, então, a casa de uma tia-avó rica!

No bom sentido, que é como dizer que podemos encontrar preciosidades a qualquer momento.

Neste caso, as relíquias tomam a forma de fatias de strudel de maçã e café fumegante em chavenas decoradas com florzinhas.

Não foi estranheza que percebi que o Lindville não sofreu nenhuma alteração, pelo menos, nos últimos 10 anos. Afinal, porquê alterar algo tão único e especial?

Sair à noite em Tbilisi

Bar Fabrika Tiblíssi.
Bar Fabrika Tiblíssi.
Sair à noite com amigos: Fabrika Tiblíssi.
Sair à noite com amigos: Fabrika Tiblíssi.
Grupo de amigos Fabrika Tiblíssi.
Grupo de amigos no Fabrika Tiblíssi.
Zona mais tranquila Fabrika Tiblíssi.
Zona mais tranquila no Fabrika Tiblíssi.

Seguem-se algumas sugestões de lugares que eu frequentei à noite em Tbilisi e que recomendo.

Em primeiro lugar, o Chveni, que referi logo no início do artigo.

Depois, o Fabrika Tiblíssi, um hostel popular que funciona numa antiga fábrica, daí o nome. O bar é bastante procurado por grupos que, de copo na mão, ficam à conversa pela noite dentro.

As paletes de madeira dispersas pelo terraço servem de bancos improvisados, quando as mesas ficam completas, mas todos recusam-se a sair daquele espaço.

Parece que um iman gigante atrai pessoas conversadoras para ali.

Black Dog Bar, em Tbilisi.
Black Dog Bar, em Tbilisi.
Sair à noite em Tbilisi: entrada para o Black Dog Bar.
Sair à noite em Tbilisi: entrada para o Black Dog Bar.

O Black Dog Bar é outro lugar com vibe animada para sair à noite com amigos, tomar uma cerveja e comer alguma coisa.

As mesas de madeira corridas são propícias a conversas com desconhecidos e o único inconveniente que encontrei, foi o facto de ser barulhento quando tem muita gente.

No entanto, o Black Dog Bar fica num lugar com vários bares, o que significa que pode perfeitamente dar um pulo para o bar ao lado se lhe apetecer.

É seguro sair à noite em Tbilisi sozinha?

Andar de Bolt em Tbilisi, à noite.
Andar de Bolt em Tbilisi, à noite.

A Geórgia é um país relativamente seguro, pelo que se tiver os cuidados mínimos, acredito que não terá qualquer problema.

Eu viajei sozinha para Tbilisi e em momento algum me senti insegura. Também saí à noite para jantar e sair com amigos e correu sempre bem.

No entanto, devo dizer que depois do por do sol não andava sozinha na rua por longas distâncias.

Isto não quer dizer que seja inseguro, apenas que pela minha preferência pessoal, preferi chamar um Bolt. A boa notícia é que usar Bolt em Tbilisi é bastante económico.

Veja como funciona o Uber e Bolt na Geórgia.

Leia também:

*Tive oportunidade de explorar alguns dos restaurantes que mencionei antes durante tours organizados pelo Gabinete de Turismo da Geórgia e como parte do Traverse, enquanto que outros visitei por minha conta.

Viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Somos uma Família Portuguesa a viajar pelo mundo e partilhamos tudo em passaportenobolso.com. Aqui encontra muitas dicas de viagem, bem como informações práticas sobre vários destinos na Europa, África, Ásia e América. Visitei +30 países e não planeio parar tão cedo. De vez em quando viajo sozinha… Acompanhe tudo no Instagram / Facebook / YouTube / Pinterest / Twitter. 

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.