Browsing Tag

Experiências

0

Badoca Park | safari africano no Alentejo

Badoca Park

No Badoca Park vai sentir o que é fazer um safari africano mas sem sair de Portugal. Neste artigo vamos falar-lhe das principais atividades do Badoca Safari Park e partilhamos algumas dicas e sugestões para que aproveite ao máximo o seu tempo na Herdade do Badoca.

Vista-se apropriadamente pois hoje vamos fazer um safari!

O Safari

Avestruzes no Safari Alentejano

O Safari Africano é, na nossa opinião, o ponto alto da visita à Herdade da Badoca.

Subimos a bordo de um veículo todo terreno, recebemos instruções de segurança do nosso guia e esperámos a altura de certa para tirar muitas fotografias.

Ficámos bastante próximos dos animais enquanto o guia nos ia dando algumas informações, parámos várias vezes mas não foi possível sair do veículo.

Durante o safari vimos avestruzes, gnus (azul e de cauda branca), búfalos, zebras, veados, elandes e gamos.

Apenas as girafas estavam um pouco tímidas e apenas as pudemos ver ao longe.

A Quinta Pedagógica do Badoca Park

O Badoca Safari Park tem uma vertente educativa que assume especial relevância na Quinta Pedagógica.

Foi pensada em particular para as crianças que poderão ter um contacto próximo com várias espécies de animais.

Os nossos filhos gostaram especialmente dos póneis de Shetland e das cabras anãs.

Rafting Africano

Se é adepto de atividades aquáticas, vai ficar satisfeito por saber que pode praticar rafting no Badoca Safari Park.

Cada barco pneumático tem capacidade para nove pessoas e o percurso é de cerca de 500 metros.

É quase garantido que se vai molhar mas não deve ser um problema nos dias quentes de verão.

Floresta Tropical do Badoca Park

Aqui é recriado o ambiente de uma floresta tropical da América do Sul.

Observe a fauna e flora e dedique algum tempo a contemplar as cores vibrantes da arara vermelha de asa verde e da arara amarela e azul.

Floresta Africana do Badoca Park

Inseparável de Angola

Não é agradável passar de continente para o outro em poucos minutos?

Na floresta africana vai poder ver mais aves coloridas, como por exemplo o Inseparável de Angola, o Periquito Rabo de Junco e o Loris Arco-Íris. Nomes sugestivos, não concorda?

Demonstração de Aves de Rapina

Demonstração de Aves de Rapina no Badoca Park

É a sua oportunidade se quer ver de perto algumas aves exóticas.

Terá de cumprir algumas regras de segurança, por exemplo não se levantar do lugar durante a demonstração.

No entanto, vão passar muito perto de si Urubus de Cabeça Vermelha, Águias e Grifos.

A Ilha dos Grandes Primatas

A Ilha dos Grandes Primatas

Na verdade não é uma mas sim três ilhas que são habitadas por chimpanzés, babuínos e mandris.

O perímetro da Ilha dos Grandes Primatas está delimitado por uma cerca de metal que parece invisível ao longe.

É estranho mas à medida que nos aproximamos do recinto ficamos com a impressão de que os primatas estão completamente livres.

Badoca Park localização

O Badoca Safari Park está localizado na Herdade da Badoca, em Vila Nova de Santo André.

Telefone: 269 708 850; email: badoca@badoca.com.

Dicas Extra

Prepare-se para andar muito pois a herdade é bastante grande.

Existe restaurante no Badoca Safari Park e zona de piqueniques, portanto escolha o que for mais conveniente para si.

Se viaja com crianças faça pequenas pausas para não tornar o passeio demasiado cansativo.

Leve água e snacks para ir repondo energia ao longo do dia.

Algumas atividades têm horários específicos e outras têm custo extra, informe-se na bilheteira.

Gostaria de conhecer melhor Portugal? Já publicámos vários artigos dedicados a destinos portugueses! Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS! E não se esqueça de nos acompanhar no Instagram.

0

PortAventura Park, parque temático em Salou

PortAventura Park

O PortAventura Park é um parque temático localizado em Salou, perto de Barcelona. Nós aproveitamos que estávamos na Catalunha para o visitar e sabe que mais? Adorámos!

Descrição do PortAventura Park

Polinesia Area

O PortAventura tem seis partes principais, cada uma com um tema específico.

Assim, uma zona é dedicada à China, outra ao México e outras ainda ao Far West, à Polinésia, ao Mediterrânico e até à Rua Sésamo (Sésamo Aventura).

sésamo aventura

Em cada área existem diversas atrações, lojas, restaurantes, jogos e espetáculos.

As atrações mais radicais são as montanhas-russas, nomeadamente a Shambhala e Dragon Khan (ambas na China), Hurakan Condor (México), Stampida (Far West) e Furius Baco (Meditarrâneo).

montanha russa em barcelona

Para quem não aprecia emoções fortes, sugerimos um tranquilo passeio de barco entre o Porto de Drassana no Mediterrâneo e o Porto Waitan na China (ou em sentido contrário).

Em alternativa poderá optar por um passeio num comboio a vapor que faz a ligação entre a Estação do Norte no Mediterrâneo, a SésamoAventura e a Estação da Penitenciária no Far West.

O grande desfile final em PortAventura Park

Desfile final do portaventura.

O dia termina sempre da mesma maneira no PortAventura! Com um grandioso desfile com os personagens do parque e com os atores dos espetáculos acompanhados de muita música.

Como chegar a PortAventura Park a partir de Salou

Nós ficámos alojados em La Pineda e apanhamos um autocarro em frente ao Hotel Palas Pineda.

Para saber como funcionam os transportes públicos nesta região da Catalunha recomendamos que leia o nosso Guia de viagens de Salou.

Hotéis em PortAventura Park

Se preferir ficar alojado no PortAventura Park saiba que existem no local seis hotéis: GoldRiver, The Callaghan’s, Mansión de Lucy, El Paso, PortAventura Caribe Hotel e PortAventura Hotel.

Dicas de viagem

Entrada China PortAventura Park

Fazem revista às mochilas e sacos na entrada para os parques;

Dizem que não é permitida a entrada de comida mas vimos várias pessoas com sandes que não pareciam ter sido compradas no parque;

Existem dois fast pass que podem ser adquiridos dentro do parque.

O PortAventura Express permite o acesso mais rápido a várias atrações, mas só pode ser utilizado uma vez por atração;

Por outro lado, o PortAventura Express Premium dá acesso ilimitado às atrações incluídas.

Para saber quais as atrações incluídas em cada fast pass, assim como os preços atuais, sugerimos que consulte a informação na própria bilheteira.

Algumas atrações têm altura mínima, o que é particularmente importante se viaja com crianças pequenas.

Grávidas também têm o acesso vedado a algumas atrações, como é o caso, por exemplo, do Dino Escape.

Dino Escape

Os shows têm horários específicos, pelo que sugerimos que logo à entrada verifique quais espetáculos lhe interessam.

Estão disponíveis armários com chave para guardar pertences (mediante custo extra).

Considerações finais

Apesar de não sermos particularmente fãs deste tipo de parque de diversões, a verdade é que nos divertimos muito!

Por essa razão recomendamos que coloquem (possíveis) preconceitos de parte e visitem o PortAventura Park.

diversão em PortAventura Park

Gostaria de conhecer melhor Espanha? Já publicámos vários artigos dedicados a destinos espanhóis! Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS! E não se esqueça de nos acompanhar no Instagram.

6

5 atrações “riquíssimas” para visitar nos arredores de Paris

Atrações turísticas paria

A lista das principais atrações turísticas de Paris é extensa e, verdade seja dita, bastante conhecida pela generalidade de viajantes.

O que talvez não seja tão usual é deixarmos de lado a vibrante cidade parisiense e aventurarmo-nos pelos arredores de Paris.

Por esta razão, hoje vamos sugerir-lhe cinco atrações riquíssimas para visitar nos arredores de Paris, sendo que provavelmente não tinha pensado incluir pelo menos quatros desses locais na sua próxima viagem.

E sabe porque usamos o adjetivo “riquíssimas”? Porque estas recomendações além de indiscutivelmente acrescentarem valor à sua viagem, irão fazê-lo sentir um Lord, ou melhor, um Messieur (ou uma Lady/Madame no caso das meninas!), de tanto requinte que vai experienciar.

O Palácio de Versalhes

Em primeiro lugar teria de ser mencionado o Palácio de Versalhes.

É uma autêntica aula de história in loco que nos proporciona um melhor conhecimento da monarquia francesa e nos deixa de queixo caído com o esplendor da época.

No Palácio de Versalhes poderão desfrutar de várias atividades, nomeadamente a visita dos Aposentos do Rei Luís XIV, do Salão dos Espelhos e dos Aposentos da Rainha Maria Antonieta.

No entanto, o nosso destaque vai para os Jardins do Palácio de Versalhes que são conhecidos pela sua exuberante beleza.

Em determinados dias da semana pode ainda assistir a um espetáculo com águas dançantes.

Visitar a Província de Champagne

Se nunca experimentou o verdadeiro champanhe, está na altura de o fazer, e certamente não existe melhor local do que a região famosa pela produção desta bebida!

Existem várias adegas e produtores de champanhe mas já que estamos em modo “atrações riquíssimas”, recomendamos que visite a casa do Moët & Chandon, que inclui uns impressionantes vinte e oito quilómetros de adegas que protegem o precioso líquido.

Já agora, se quiser, pode prestar homenagem a Don Perignom, o ilustre monge beneditino que tornou famoso o champanhe, poderá fazê-lo junto à capela onde repousa.

O Castelo de Chambord

O Vale do Loire é conhecido pelos castelos exuberantes e o Castelo de Chambord é o maior da região.

Foi mandado construir por Francisco I para servir de pavilhão de caça e mostra bem o nível de riqueza que a família real podia dispor.

O Castelo de Amboise

O que nos chegou aos dias de hoje do Castelo de Amboise é apenas uma pequena parte do castelo original.

Mesmo assim, merece bem a pena a visita, especialmente o edifício adjacente ao castelo: a Capela Saint-Hubert.

É que a Capela Saint-Hubert tem um célebre hóspede: Leonardo Da Vinci. Sim, o responsável por tantas obras primas “riquíssimas” atualmente espalhadas por diversos pontos do continente europeu tem Amboise como última morada.

O Castelo de Chenonceau

Também é conhecido como o “Castelo das Sete Damas”, foi construído junto ao Rio Cher na localidade de Chenonceaux.

A particularidade e motivo de interesse principal deste castelo é o riquíssimo interior, nomeadamente as mobílias, os quadros e peças de decoração variadas.

Assim, não se espante se a sua mente divagar enquanto deambula do Quarto de César de Vendôme para o Quarto de Catarina de Médici.

Estas são as 5 atrações “riquíssimas” para visitar nos arredores de Paris que acreditamos que irão completar a sua próxima viagem à capital francesa.

*post patrocinado.

3

Guia dos Caminhos de Santiago

Guia dos Caminhos de Santiago

Precisa de um guia dos Caminhos de Santiago? Neste guia encontra informações relativas ao Caminho Central Português, Caminho da Costa, Caminho Português do Interior e Caminho de Torres. Viu bem, este guia inclui quatro Caminhos de Santiago!

Guia dos Caminhos de Santiago

Caminho Central Português

De Lisboa até Compostela

Caminho da Costa

De Porto até Valença do Minho

Caminho Português do Interior

De Farminhão até Verín (com ligação ao Caminho Sanabrês)

Caminho de Torres

De Salamanca até Ponte de Lima

Em primeiro lugar, na badana do guia podemos ver que o autor Paulo Almeida Fernandes é doutorado em História da Arte pela Universidade de Coimbra e mestre em Arte, Património e Restauro. Esta informação é relevante pois são muitas as referências do guia ao património que os peregrinos podem encontrar no Caminho.

Também foram incluídas no Guia dos Caminhos de Santiago várias lendas locais que são desconhecidas pela generalidade das pessoas e que enriquece quem faz o Caminho.

No entanto, a maior valia que encontro neste guia é o facto de ter sido feito como um roteiro detalhado, isto é, pode ser utilizado exactamente como está. Isto significa que para cada etapa é descrito em pormenor o percurso e a dificuldade do mesmo, e, muito importante, com a indicação direitinha das ruas, Portanto, não vai ficar na dúvida se deverá virar à direita ou à esquerda em nenhuma localidade porque o seu guia irá mostrar o caminho certo.

Guia dos Caminhos de Santiago

Além disso, no final do guia existe uma lista de contactos úteis onde pode consultar a informação relativa à localização dos albergues dos peregrinos existentes no Caminho, assim como os respetivos contactos telefónicos.

De certeza que se fez algum destes Caminhos acompanhado por este guia, vai ficar tentado a percorrer os restantes Caminhos. E lembre-se, são quatro os Caminhos explicados neste livro.

Pode comprar em wook.pt clicando aqui.

Por último, se tem interesse em livros, sugerimos que veja o artigo que fizemos sobre Shinrin-Yoku. E já sabe, para ficar a par das últimas novidades, acompanhe-nos no facebook e no instagram.

5

Dino Parque – o que ver, preços e horário

Visitar Dino Park

Procura dicas para visitar o Dino Parque na Lourinhã? Este parque temático dedicado aos dinossauros localiza-se a cerca de 45 minutos de Lisboa e é uma excelente opção para passar um dia fantástico em família!

O que ver no Dino Parque

Em primeiro lugar deixe-me dizer-lhe que existem cinco percursos no parque, sendo que quatro correspondem a um período da História (o Paleozóico, o Triásico, o Jurássico e o Cretácico) e o quinto é o percurso dos Monstros Marinhos, uma novidade introduzida em 2019.

O parque é grande, vá com tempo e se quiser pode fazer piquenique pois existem vários locais para o efeito. No entanto, também está disponível um restaurante que serve refeições ligeiras.

São mais de cento e vinte modelos de dinossauros à escala real e é indiscutível que impressiona o pormenor com que foram construídos!

Além disso, as estátuas estão distribuídos por um terreno de 10 hectares, por isso esteja preparado para andar bastante!

Por outro lado, cada um dos modelos tem uma placa com o nome e informações do dinossauro.

Entrada do Dino parque
Dino Parque na Lourinhã
dinossauros na Lourinhã
Visitar Dino Park
Tyrannussauros rex
Visitar Dino Park
visitar dino parque

Além de explorar os percursos acima mencionados também pode visitar  o Museu que exibe as descobertas efetuadas na região e participar na preparação de fosseis no Laboratório.

O Laboratório situa-se na zona do Museu e tem horários próprios. Se tem interesse nesta atividade aconselho-o a consultar o horário logo que chegue ao recinto.

Por último, no Pavilhão das Atividades, pode fazer de conta que é um paleontológico, contudo tenha em atenção que algumas atividades são pagas.

A Loja do Dino Parque

Aqueles que quiserem levar uma lembrança do Dino Parque na Lourinhã, apenas terão de se dirigir à loja e escolher um presente que lhes agrade! Têm muito por onde escolher.

O Restaurante

Existe um restaurante no local que serve refeições rápidas e inspiradas nos dinossauros.

Assim, não se espante se vir douradinhos com o formato sugestivo de um Tyrannussauros Rex!

O parque de Merendas

A pensar em grupos e famílias, o parque disponibiliza áreas com mesas e sombra onde é possível fazer piqueniques.

Preços dos bilhetes de entrada

As crianças até 3 anos não pagam entrada. Dos 4 aos 12 anos pagam 9,50 EUR e jovens e adultos a partir dos 13 anos pagam 12,50 EUR.

Por outro lado, também tem a opção de adquirir um bilhete família.

Assim, um bilhete para dois adultos e uma criança custa 31,50 EUR, um bilhete para dois adultos e duas crianças custa 39,50 EUR e dois adultos e três crianças custa 46,50 EUR.

Assim, por cada criança adicional a partir das três crianças é só acrescentar 8,00 EUR por cada criança.

Horário de funcionamento do Dino Parque

Janeiro; fevereiro, novembro e dezembro : das 10:00 às 17:00 (última entrada às 15:30h)

Março,  abril, maio e outubro: das 10:00 às 18:00 (última entrada às 16:30)

Junho, julho, agosto e setembro: das 10:00 às 19:00 (última entrada às 17h30)

Gostaria de conhecer melhor Portugal? Já publicámos vários artigos dedicados a destinos portugueses! Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS!

2

Umbrella Sky Project, guarda-chuvas em Águeda

Umbrella Sky Project

Em primeiro lugar Umbrella Sky Project em Águeda está associado ao Festival de Arte AgitÁgueda. Além de concertos também inclui animações de rua e afterhours. É uma iniciativa anual que costuma acontecer em julho e este ano não deixámos passar a oportunidade.

O que é o Umbrella Sky Project?

O Umbrella Sky  Project é conhecido por ser o evento dos guarda-chuvas coloridos pendurados nas ruas. O engraçado é que o comércio tradicional também costuma aderir à festa e então é usual verem-se os chapéus de chuva em bombas de gasolina ou stands de venda de carros.

Por outro lado, este festival acontece em vários pontos de Águeda pelo que o melhor é estacionar o carro e percorrer as ruas tranquilamente.

Umbrella Sky  ProjectUmbrella Sky  ProjectUmbrella Sky  ProjectUmbrella Sky  ProjectUmbrella Sky  Project

A nossa experiência em Águeda

Nós passámos uma tarde bem agradável em Águeda. Estávamos em julho, tínhamos regressado de Malta há pouco tempo e por isso ainda nos sentíamos em ambiente de férias.

As ruas estavam movimentadas mas não em demasia e havia música em todo o lado. Passámos o tempo todo de cabeça no ar 🙂

Umbrella Sky  ProjectUmbrella Sky  ProjectUmbrella Sky  Project

É claro que não podíamos ignorar a oportunidade de nos deliciarmos com a “tripa doce”, e gulosos como somos, escolhemos recheadas com ovos moles e chocolate.

Se decidir prolongar a sua estadia na região, por que não visitar Aveiro? Veja o nosso artigo sobre a “Veneza portuguesa” aqui.

Como chegar a Águeda?

Águeda pertence ao distrito de Aveiro. Desta forma, a melhor maneira de lá chegar quer venha do norte ou do sul do país é pela A1.

Se estiver interessado em visitar Águeda na altura do Umbrella Sky Project ou noutra altura qualquer, veja os preços para os hotéis da região no Booking.

Por último, não se esqueça de nos seguir nas redes sociais, nomeadamente no facebook e no instagram, onde regularmente disponibilizamos conteúdo exclusivo! Já nos segue lá? Não sabe o que anda a perder 🙂

0

Keukenhof, no reino das tulipas

Keukenhof

Uma visita a Keukenhof estava no topo da lista de prioridades de sítios a visitar em Amesterdão. Tinham-nos contado maravilhas deste parque. Disseram-nos que os canteiros estavam muito bem cuidados, que a quantidade de tulipas expostas era inacreditável e que provavelmente ia chegar a uma altura que nos íamos saturar de ver tulipas. Tanta tulipa cansa, disseram-nos. Pois, como sabem nós prezamos a opinião dos nossos amigos que nos aconselham sítios a visitar mas devo dizer que desta vez não acertaram em todas as previsões. Fique connosco até ao fim do artigo e vai ficar a saber em que prognóstico os nossos amigos erraram redondamente.

Visitar Keukenhof

Keukenhof é a maior exposição mundial de tulipas e acontece anualmente no início da primavera. Para saber ao certo as datas de abertura e fecho do parque aconselho que consultem a página oficial.

Então, o que deve esperar da maior exposição mundial de tulipas? Tulipas, é claro! Aos montes! De todas as cores. Em canteiros, em vasos, sem socos gigantes, todos os sítios são apropriados para as tulipas crescerem.

Muitas tulipas estavam floridas como podem ver nas imagens mas outras ainda estavam pequeninas. É realmente uma produção massiva!

Certas espécies talvez por serem mais frágeis eram plantadas em estufas, outras em talhões ao ar livre. A azáfama era muita e viam-se jardineiros de um lado para outro a transportarem carrinhos de mão com ferramentas e terra.

Infelizmente não tivemos muita sorte com o tempo, uma vez que a meio da manhã começou a ficar enevoado. Chegou mesmo a chover mas foi por pouco tempo e conseguimos abrigar-nos.

 

foto_2602

foto_2609

foto_2608

foto_2607

foto_2606

foto_2605

foto_2605 (1)

foto_2604

foto_2603

Finalmente, querem saber no que os nossos amigos se enganaram?

De facto são muitas tulipas e estamos de acordo que os jardins estão bem cuidados. No entanto, apesar da quantidade absurda de espécies diferentes de tulipas, nós não ficámos saturados de tantas tulipas. Sabe porquê? Porque todas eram diferentes!

Se está a preparar uma viagem para os Países Baixos sugerimos que consulte os posts que já publicámos da região e que são AmesterdãoVolendam e Marken.

 

0

Volendam e as provas de queijo

Volendam, uma vila de pescadores

Volendam é uma pequena vila de pescadores nos arredores de Amesterdão. É conhecida pelo peixe, em especial pelo arenque e pelo queijo.

Além disso, tem um passeio marítimo muito bonito, repleto de pequenas lojas, bares e restaurantes, perfeitos para passar uma bela tarde.

Junto ao passeio marítimo existe um local onde os pescadores vendem o peixe e foi aí que nós tivemos a nossa primeira (e última) experiência com o arenque. Quer saber como correu? Leia este artigo até ao fim!

Visitar Volendam

O ponto alto da nossa visita a Volendam foi a prova de queijos que fizemos numa fábrica de laticínios!

Entrámos na loja e demos uma vista de olhos aos queijos expostos. Bem, os queijos eram gigantes, está a ver os que estão na imagem a seguir? Estes devem ser de imitação mas o tamanho dos reais é igual!

Fábrica de queijo

Descemos para o piso inferior onde decorreu a explicação do fabrico do queijo. Mostraram imagens dos animais e das pastagens mas também dos utensílios usados na produção do queijo.

A explicação foi educativa mas reconheço que o melhor foi mesmo provar o queijo. Aliás, vários tipos de queijo, de maturações diferentes.

Contrariamente à experiência do queijo que foi fantástica, a experiência com os arenques não correu lá muito bem.

O peixe tem um cheiro muito intenso, a textura (à falta de melhor descrição) é esquisita e o sabor… bem, vamos dizer que não foi apreciado pelos lá de casa.

No entanto, os pickles de pepino eram surpreendentemente bons.

Arrenques na Holanda

As gaivotas não se importaram de comer o que restou do arenque e nós continuamos viagem.

Rua principal em volendam
Volendam, uma vila de pescadores

Dicas

  1. Volendam está localizado entre Edam e Marken. Se é apreciador de queijo como nós sugerimos que visite Edam, o nome é-lhe familiar? Sim, é onde fabricam o queijo Edam!
  2. Para uma experiência mais autêntica e económica, compre o seu almoço nas bancas de pescadores localizadas junto ao passeio marítimo. Pode escolher peixe frito, calamares, arenques e salmão. Servidos num pratinho ou dentro de um pão.
  3. Prove o arenque e decida por si se gosta ou não. Apesar de nós não termos gostado, acreditamos que cada um deve ter as suas próprias experiências culinárias.

Como chegar a Volendam

Volendam está situado a 20 quilómetros de Amesterdão, entre Edam e Marken. Pode chegar até lá de autocarro, linha 316.

Por fim, saiba que nesta viagem aos Países Baixos tivemos oportunidade de visitar AmesterdãoVolendamZaanse Schans e a exposição de tulipas mais famosa do mundo, o Keukenhof.

Gostaria de conhecer outros destinos? O nosso lema é viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS! E não se esqueça de nos acompanhar no no facebook e no instagram.

0

Zaanse Schans e os moinhos de vento holandeses

Zaanse Schans e os moinhos de ventos

Sabia que os mais bonitos moinhos de vento holandeses podem ser vistos em Zaanse Schans? É certo que no centro de Amesterdão pode ver um dos últimos moinhos de vento da cidade mas em Zaanse Schans existem dezenas de moinhos ainda em funcionamento.

Esta pitoresca localidade está situada a cerca 30 minutos de Amesterdão. Vamos conhecer melhor Zaanse Schans?

O que visitar em Zaanse Schans

A principal atração em Zaanse Schans são os moinhos que ainda estão em funcionamento.

O que visitar em Zaanse Schans

O cenário não podia ser mais bonito. Aliás, ia jurar que já vi esta paisagem em calendários vintage!

Imagine um lago de águas calmas e alguns patos a nadarem. À volta do lago existem casas e moinhos de vento.

Também se avistam campos verdes e ovelhas a pastar.

Zaanse Schans e os moinhos de ventos

Visitar os moinhos de vento

A troco de uma pequena contribuição, os donos permitem que os visitantes entrem e visitem os moinhos de vento.

Pelo que nos explicaram, os moinhos são usados regularmente na moagem de vários tipos de cereais. No entanto, no dia em que visitámos Zaanse Schans estavam a moer amendoins.

Apesar de a minha vontade e de outros visitantes ser de pegar em alguns amendoins para comer, avisaram-nos que os amendoins estavam crus.

Interior de moinho em Zaanse Schans

Isto significa que não eram próprios para consumo humano, em cru apenas servem para a alimentação dos animais ou para fazerem óleo de amendoim.

Não me pareceu que fosse uma “apresentação para turista ver”. O interior do moinho não estava particularmente limpo e conseguimos ver várias teias de aranha nos telhados.

Além disso, percebe-se quando os agricultores estão a trabalhar nos campos. E a roupa e os socos enlameados que o dono do moinho trazia pareciam ter saído dos campos agrícolas recentemente.

Como chegar a Zaanse Schans

Existem autocarros que saem de Amesterdão com destino a Zaanse Schans (linha 391) , mas também é possível viajar até lá de comboio.

Se tem interesse nesta parte da Europa, tomamos a liberdade de sugerir que veja o que visitar em Amesterdão.

Além disso, a maior exposição de tulipas do mundo tem lugar no keukenhof que abre portas anualmente no início da primavera.

Por fim, para uma perspectiva mais abrangente dos Países Baixos, sugerimos que também visite Volendam e Marken.

Gostaria de conhecer outros destinos? O nosso lema é viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS! E não se esqueça de nos acompanhar no no facebook e no instagram.