Browsing Tag

Veneza

0

MSC Orchestra | Itinerário & tours do cruzeiro

msc orchestra

A primeira viagem de cruzeiro que fizemos foi em junho de 2016 e o destino escolhido foi o Mediterrâneo. Neste post vai encontrar duas coisas: MSC Orchestra Itinerário & tours do cruzeiro.

Na altura publicámos alguns posts no blogue sobre a viagem mas estes incidiram quase exclusivamente nas excursões que fizemos. Por ter sido a nossa primeira experiência com viagens de cruzeiro decidimos comprar os tours na MSC, exceto em Bari, que visitámos por conta própria.

O itinerário foi o seguinte:

  • Primeiro dia: Veneza
  • Segundo dia: Bari
  • Terceiro dia: Katakolon (tour Olympia & Shopping)
  • Quarto dia: Santorini (tour Best of Santorini)
  • Quinto dia: Pireu (Atenas) (tour Athens and Acropolis)
  • Sexto dia: Corfu (tour Archilleion’s Palace)
  • Sétimo dia: Kotor (tour Kotor & Perast)
  • Oitavo dia: Veneza.

Chegámos a Veneza dois dias antes para termos tempo de visitar a cidade.  Dedicámos um dia completo a explorar a cidade dos canais e o famoso mercado do Rialto.

veneza-itália

Depois das formalidades de embarque no MSC Orchestra saímos de Veneza em direção a Bari.

bari-itália

Na verdade, não comprámos o tour de Bari porque quisemos poupar alguns euros e não fazíamos questão de visitar a cidade. Mesmo assim, visitámos a zona perto do porto de Bari.

Esta foi a última paragem em solo italiano, pois a seguir parámos na Grécia, em Katakolon, onde visitámos Olímpia.

Olimpia-grecia

Estávamos com grandes expectativas em relação a Santorini e adorámos tudo o que vimos: Oia, Fira e um por-do-sol que só pode ser mágico! A única coisa que dispensávamos era assistir ao espectáculo dos burros a subir e descer a encosta de Santorini carregados de turistas.

santorini-grecia

Seguiu-se Atenas onde tivemos oportunidade de visitar a cidade, a Acrópole e deliciar-nos com iogurte grego e gyros.

iogurte-grego-mel-nozes

Mais uma ilha grega estava na lista, em Corfu visitámos o palácio de verão da imperatriz Sissi, o Achilleion e a Ilha do Rato.

achilleion-corfu

Na véspera de terminar o nosso cruzeiro o navio fez uma paragem em Montenegro e tivemos oportunidade de visitar Kotor e Perast.

perast-montenegro

Foi, sem dúvida, uma viagem inesquecível. É claro que gostaríamos de ter passado mais tempo em alguns portos mas não teríamos conseguido visitar tantos lugares de uma forma tão cómoda e em tão pouco tempo.

Na nossa opinião o cruzeiro correu tão bem que no ano seguinte quisemos fazer outra viagem do género. O mais difícil foi escolher o destino porque existem tantos destinos apetecíveis à nossa espera!

Artigos Relacionados:

É amante de cruzeiros? Está a pensar fazer uma viagem de cruzeiro brevemente? Talvez tenha interesse nos seguintes posts:

Gostaria de conhecer outros destinos? O nosso lema é viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS! E não se esqueça de nos acompanhar no no facebook e no instagram.

0

Veneza | Guia de viagens completo

O que visitar em Veneza

Veneza é uma cidade única! Um autêntico labirinto onde não faz mal nos perdermos pois vamos encontrar recantos magníficos que de outra forma nos passariam despercebidos.

Neste artigo vamos indicar-lhe alguns lugares para visitar, atividades que poderá fazer e vamos contar-lhe como foi a nossa experiência nesta cidade italiana.

O que visitar em Veneza

A Praça de São Marcos

Praça de São Marcos em Veneza

É para a Praça de São Marcos que grande parte dos viajantes se desloca porque é onde se concentram algumas das principais atrações turísticas. É o caso da Basílica de São Marcos, da Torre do Relógio de São Marcos, do campanário de São Marcos e do Palácio Ducal.

Basílica de São Marcos

Esta é a mais famosa das igrejas venezianas.

Construída em estilo bizantino, é atualmente a sede da arquidiocese católica romana.

Campanário de São Marcos

Este campanário sobressai na paisagem veneziana pela sua altura considerável.

De facto, ostenta 98,5 metros e é o edifício mais alto de Veneza.

Faz parte da Basílica de São Marcos e, na verdade, o que vemos hoje não é original. Isto porque o campanário original ruiu em 1902, tendo sido reconstruído em seguida, mantendo as mesmas características do anterior.

Campanário de São Marcos em Veneza

Torre do Relógio de São Marcos

No interior desta torre está em funcionamento um museu que ilustra a história tanto do edifício (da torre) como do relógio.

No entanto, saiba que ao comprar o bilhete para a Torre do Relógio pode entrar gratuitamente no The Correr Museum, National Archaeological Museum e Monumental Halls of the Marciana Library.

O Palácio Ducal

Também conhecido como o Palácio do Doge, é a antiga sede do Doge de Veneza.

Palácio Ducal em Veneza

O Mercado do Rialto

Temos um fascínio especial por mercados. São locais coloridos e com muita energia que nos deixam quase sempre com um sorriso nos lábios.

O Mercado do Rialto, como o nome indica, fica na zona do Rialto.

Banca de marisco no Mercado do Rialto
Mercado do Rialto Veneza
Fruta em Veneza

A Ponte do Rialto

Ponte do Rialto

Como podem ver pela fotografia, na altura que visitámos Veneza a Ponte do Rialto estava em obras.

Porém era possível atravessar a ponte mesmo em obras.

O que fazer em Veneza

Percorrer o Grande Canal de Vaporetto. Apesar de elevado custo, achamos que vale a pena observar a vista de Veneza a partir do Grande Canal.

Vaporetto

Visitar Burano e Murano. Burano e Murano são duas ilhas localizadas perto de Veneza. São muito bonitas, sem dúvida, e a viagem de barco até lá é uma experiência agradável.

Além disso, em Murano pode visitar as fábricas do vidro de Murano e comprar peças de artesanato únicas.

Comprar máscaras venezianas: Se está à procura de um souvenir para levar para casa, sugerimos as tradicionais máscaras.

Aliás, em algumas lojas poderá pintar e decorar as máscaras ao seu gosto!

Máscaras de Veneza

A nossa experiência em Veneza

Veneza recebeu-nos com um sol radioso. Não nos passou pela cabeça que iríamos terminar o dia num cenário de Veneza inundada.

O nosso principal receio era perdermo-nos naquele emaranhado de ruas estreitas e becos sem saída. Em certas vielas apenas cabia uma pessoa de cada vez e já imaginávamos ataques de pânico e claustrofobia.

Rua estreita em veneza

Felizmente percebemos que nas fachadas dos edifícios existiam placas com indicações para três pontos-chave na ilha: Estação Santa Lucia, Rialto e Praça São Marcos.

Se olharmos para o mapa de Veneza, estas três localizações fazem um triângulo o que facilita muito a orientação.

O nosso ponto de partida e de chegada era a Estação de caminhos de ferro Santa Lucia, não deveria ser difícil. Pois, mesmo com as (muitas) placas a indicar o caminho, conseguimos perder-nos!

Sinalização em Veneza

Melhor assim, porque de outra forma iriam escapar-nos praças muito bonitas que ficam escondidas e passagens para os canais por baixo dos edifícios que nos fazem sonhar com filmes de outros tempos.

Ponte veneziana
Grand Canal

Estávamos na Praça de São Marcos quando começou a chover. A princípio, umas gotas tímidas, mas de repente uma cascata de água desabou dos céus e inundou tudo.

Veneza inundada

Abrigámo-nos nos arcos que rodeiam a praça e que dão acesso a lojas.

Rapidamente a água acumulou-se, os lojistas habituados a estas andanças arrumaram os tapetes das entradas das lojas, alguns fecharam as portas e nós ficámos encurralados entre as paredes e o lago que se formou à nossa frente.

Gostaria de conhecer outros destinos? O nosso lema é viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS! E não se esqueça de nos acompanhar no no facebook e no instagram.