Visitar Estocolmo 2024: o que fazer, quando ir, hotéis e muito mais!

O que fazer em Estocolmo: explorar Gamla Stan, o centro histórico.
Índice do artigo

Atualizado em: Janeiro 8, 2024

Visitar Estocolmo, a capital e a maior cidade da Suécia, é uma experiência incrível, e para que tire o máximo partido da sua viagem, preparei este artigo com todas as informações que precisa saber para uma viagem de sonho.

Ao todo, são 14 ilhas ligadas por 57 pontes, um centro urbano animado, edifícios históricos e à volta deste burburinho todo existem florestas onde é muito fácil passar algumas horas tranquilas a passear ou apanhar frutos silvestres.

A história e tradições da região são muito ricas, afinal estamos a falar de uma cidade que é o principal centro urbano da Suécia desde o século XIII.

Há claramente um compromisso com a sustentabilidade que combina muito bem com a qualidade de vida numa cidade com 2 milhões de habitantes de 200 nacionalidades.

E se quando falamos da Escandinávia falamos em alto padrão de vida, mas percebi que é possível aproveitar bem o que a cidade e ainda levar dinheiro para casa.

Por falar em dinheiro, a moeda na Suécia é a coroa, ou SEK, o que dificulta as contas para quem está habituado aos euros.

Enfim, continue a leitura deste artigo até ao fim e veja por que deve incluir visitar Estocolmo, o que fazer em Estocolmo, o que visitar, roteiro para dois dias, que foi o tempo que passei na cidade.

Além disso, vai encontrar dicas práticas como, por exemplo, como escolher alojamento a preços razoáveis, seguro de viagem, sugestões de restaurantes e pratos típicos a experimentar e transportes.

Porquê visitar Estocolmo, na Suécia?

Stortorget, praça principal do centro histórico de Estocolmo Suécia.
Stortorget, praça principal do centro histórico de Estocolmo Suécia.

Atrevo-me a perguntar porque não? A cidade é fantástica, aliás, é muito fácil apaixonar-se por um lugar destes!

Na introdução deste artigo fiz uma descrição que explica algumas razões para incluir Estocolmo na sua lista de lugares a visitar no mundo: uma cidade única constituída por ilhas e unida por pontes, excelente qualidade de vida, muitos e bons museus para conhecer a história, espaços ao ar livre, atmosfera aberta e tolerante, boa comida, a lista podia continuar.

Acho que falta referir uma sensação de equilíbrio e harmonia, que se nota no facto de a cidade ser um terço zona urbana, um terço água e um terço floresta, mas também no facto de os locais conciliarem trabalho com atividades de lazer, o aconchego do lar e aproveitarem o ar livre.

O que fazer em Estocolmo em 2023

O que fazer em Estocolmo: explorar Gamla Stan, o centro histórico.
Gamla Stan, o centro histórico de Estocolmo.

Explorar o centro histórico de Estocolmo (a cidade antiga)

Gamla Stan é a cidade velha, o centro histórico de Estocolmo e onde a cidade nasceu em 1252.

Esta é a zona mais antiga de Estocolmo, e por isso, é considerada o berço da cidade. Abrange a ilha de Stadsholmen e estende-se até às ilhas vizinhas de Riddarholmen, Helgeandsholmen e Strömsborg, se bem que se estiver distraído nem se apercebe de mudar de ilha.

É nesta área que estão situados alguns dos mais emblemáticos edifícios históricos suecos: o Palácio Real (um dos maiores do mundo com mais de 600 divisões), a Catedral Medieval de Estocolmo, o Parlamento e o Museu Nobel.

Stortorget é a praça principal e ficou na história por ser o local do massacre de 1520, o banho de sangue de Estocolmo no qual perderam a vida cerca de 100 suecos envolvidos na rebelião contra a União de Kalmar.

Conte com ruas estreitas mas cheias de vida, algumas das quais pedonais, casas coloridas e praças que convidam a pausas demoradas.

As ruas que mais gostei foram a Västerlånggatan e Österlånggatan, mas, como referi no início do artigo, é muito fácil apaixonar-se por Estocolmo.

Dizem que é um dos centros históricos medievais mais bem preservados na Europa, com casas dos séculos XV-XVI, que infelizmente estão tortas por causa da pressão que a construção em excesso fez sobre a ilha. Certamente que é um lugar ao qual regressarei!

Fazer um cruzeiro pelo arquipélago

O que fazer em Estocolmo Suécia: fazer um cruzeiro.
Estocolmo (Suécia) vista a partir de um cruzeiro.

Coloque na sua lista de o que fazer em Estocolmo um passeio de barco e vai ver que me vai agradecer!

Observar a cidade a partir da água além de ser uma atividade muito agradável, proporciona perspetivas únicas tanto da zona urbana como das florestas à volta.

Existem vários cruzeiros em Estocolmo, por isso aqui deixo as sugestões que considero mais interessantes:

Eu fiz o Cruzeiro Royal Canal Tour (50 minutos) que está incluído no cartão Go City Estocolmo e que tem áudio-guia em português e gostei bastante.

Passar umas horas no Parque Skansen (Museu ao Ar Livre de Skansen)

Ver casas típicas suecas no Parque Skansen (Museu ao Ar Livre).
Casa típica sueca no Parque Skansen (Museu ao Ar Livre).

O Skansen é o museu ao ar livre mais antigo do mundo e a missão é preservar a história de todos os dias da Suécia, com casas e formas de viver de todas as regiões do país antes da revolução industrial.

Foi criado em 1891 por Artur Hazelius e serviu de inspiração para outros museus ao ar livre da Escandinávia.

Pelo que me disseram, as casas são originais, ou seja, o criador deste parque comprou 150 casas em diferentes pontos da Suécia e agrupou-as em pequenas aldeias no parque.

Casas de chá, padarias, cafés, livrarias, igrejas, farmácias, armazéns, campanários, cabanas, mercearias, moinhos, oficinas, mansões e celeiros são apenas alguns exemplos das construções que estão no recinto, e a boa notícia é que pode entrar e visitar à vontade.

Acredite que vale a pena visitar porque o interior das casas, pois está decorado como antigamente e existem funcionários com trajes de época para dar mais realismo à situação.

O resultado é mesmo incrível, pois consegue-se ter uma perceção bastante real do que eram realmente as aldeias de outras zonas da Suécia.

Outro ponto alto na visita ao Skansen é a proximidade com os animais. Os mais curiosos são os esquilos, que se aproximam com facilidade dos humanos, mas também as renas e alces parecem não se incomodar com as visitas.

Além disso, conte em ver ursos castanhos, focas, bisontes europeus, lobos, linces, só para referir alguns.

Se ficar com fome, pode almoçar num dos restaurantes, comprar snacks numa das muitas lojas ou então leve piquenique e faça uso das mesas que existem no parque.

A Família Real visita o Skansen todos os anos no dia 6 de junho.

Comprar bilhete para o Skansen

Visitar alguns dos museus mais incrível do mundo

O que fazer em Estocolmo: visitar o Museu Vasa.
Vasamuseet, o Museu do Vasa.

Se gosta de visitar museus, então vai sentir-se no paraíso em Estocolmo!

Pelo que consegui perceber, existem mais de 100 museus na cidade, por isso pode ser desafiante escolher quais museus incluir no seu roteiro.

Para o ajudar aqui ficam os museus mais conhecidos em Estocolmo:

  • Nordiska museet, o Museu Nórdico que celebra as tradições e eventos dos países nórdicos;
  • Vasamuseet, o Museu do Vasa: dedicado ao navio Vasa, um navio de guerra do século XVII incrivelmente bem preservado;
  • The Viking Museum, o Museu dos Vikings que mostra a história e dificuldades enfrentadas por este povo;
  • Fotografiska, o Museu de Fotografia Contemporânea, instalado numa antiga alfândega;
  • ABBA The Museum, o Museu ABBA: conheça a história do grupo musical sueco mais conhecido de sempre, faça o tour virtual, cante a plenos pulmões e admire as peças da coleção.
  • Nobel Prize Museum, o Museu do Prémio Nobel: repositório com todos os galardoados, incluindo exposições interativas com o contributo de cada um.

De todos os museus referidos, apenas o Museu de Fotografia não está situado na “Ilha dos Museus”, ou seja, é fácil ir de um museu para outro, mas se contar com cerca de 1-2 horas para cada museu, já percebeu que precisa de muito tempo.

Além disso, os preços dos museus não são baratos, pelo que talvez compense comprar o Go City Estocolmo, que inclui vários museus, bem como autocarro e barco turísticos.

Provar as famosas almondegas suecas

O que fazer em Estocolmo: provar gastronomia típica, como por exemplo as almondegas suecas.
Meatballs For The People.

As almondegas do IKEA são boas, mas acredite que experimentar almondegas suecas em Estocolmo é algo que deve incluir na sua lista de o que fazer em Estocolmo!

O restaurante mais popular para provar as almondegas suecas em Estocolmo é o Meatballs For The People, por isso foi o que escolhemos nesta viagem.

O menu tem diferentes tipos de almondegas para além das tradicionais de carne de vaca, porco e frango. Assim, pode provar sabores exóticos como almondegas de rena, veado, alce, urso e pato, só para referir alguns.

Além disso, há almondegas vegan e gluten free para quem preferir.

As almondegas são servidas com puré de batata cremoso, molho de arando e picles de pepino. Em termos de bebidas, a lista é longa, com cervejas artesanais, vinho, cidras e cocktails. Para cada tipo de almondega é sugerido um tipo de cerveja.

Vale a pena dizer que se não gostar de almondegas, pode escolher risoto de cogumelos ou gulash.

Sair à noite: Bares e vida noturna em Estocolmo

Sair à noite em Estocolmo Suécia.
Bares e restaurantes para sair à noite em Estocolmo Suécia.

Sair à noite é bem comum em Estocolmo, quanto mais porque anoitece cedo! Fora de brincadeiras, apesar dos preços altos, as pessoas saem à noite para tomar um copo ou jantar com amigos.

As zonas mais populares para sair à noite em Estocolmo são Södermalm e Stureplan, onde existem vários bares e restaurantes, ou seja, os locais e visitantes podem desfrutar de uma animada vida noturna.

Já agora, o bar de gelo mais antigo da Suécia fica em Estocolmo e tem o nome de Icebar Stockholm. Na entrada os visitantes recebem um casaco e luvas, pois a temperatura é -5º. Existem esculturas de gelo e os copos das bebidas também são em gelo.

O preço não é dos mais acessíveis, cerca de 240 SEK por pessoa, ou seja, mais ou menos 20 € para uma bebida, mas percebo que experiência é engraçada.

Hotéis e onde ficar em Estocolmo

Centro Histórico.
Rua pedonal.

Reconheço que não é fácil encontrar opções económicas de alojamento em Estocolmo, em especial no centro da cidade.

Pode procurar hotéis ou apartamentos nos subúrbios, utilizando o transporte público para se deslocar até ao centro, mas tem de levar em conta o valor a pagar pelo metro ou autocarro.

No entanto, se o orçamento não é um problema para si, o Nobis Hotel Stockholm, a Member of Design Hotels™ (5 estrelas) na Praça Norrmalmstorg, ou seja, no centro da cidade, ou o Sheraton Stockholm Hotel (5 estrelas) perto da Estação Central, são excelentes escolhas!

No meu caso, escolhi ficar no económico Stockholm Hostel (2 estrelas) e, sinceramente, para o que paguei foi muito razoável… um quarto privado com casa de banho e sem janela deu perfeitamente para os três dias que passei na cidade.

Devo confessar que tive dúvidas entre escolher este hostel ou o Rygerfjord Hotel & Hostel (2 estrelas), que é um barco que está ancorado na margem Sul do Lago Mälaren, ou seja, com uma boa localização.

O mapa a seguir ajuda-o a ver os preços dos alojamentos nas diferentes plataformas, ao mesmo tempo que fica com uma ideia da localização. Explore este mapa e espero que encontre um alojamento que lhe sirva!

Hotéis em Estocolmo

É preciso seguro de viagem ao viajar para a Suécia?

Visitar Estocolmo, capital da Suécia.
Visitar Estocolmo, capital da Suécia.

Embora não seja obrigatório para os cidadãos portugueses contratar um seguro de viagem ao visitar a Suécia, é altamente recomendado fazê-lo.

E se está a pensar que o Cartão Europeu de Seguro de Doença é suficiente, deixe-me dizer que não chega.

Ter o cartão europeu significa que, caso precise de tratamento médico de emergência enquanto estiver lá, terá acesso a ele em condições semelhantes aos dos cidadãos locais, ou seja, como se fosse sueco.

No entanto, na prática, isso significa que precisará ir ao serviço de urgência de estado, que é onde todos os cidadãos vão, pois contribuem (e não é uma quantia insignificante) para ter acesso aos serviços de saúde.

Consegue imaginar o tempo que pode perder na sala de espera? Por outro lado, como os serviços de saúde privados são caros, os tempos de espera costumam ser menores.

Agora, ao contratar um seguro de viagem, não precisará ir ao atendimento geral e será atendido por um médico mais rapidamente.

O seguro de viagem que eu uso e recomendo é o da IATI Seguros, que oferece uma ótima cobertura a um preço acessível.

Em resumo: não viaje para a Suécia sem contratar um seguro de viagem! Faça uma simulação de seguro na IATI e veja como vale a pena!

Roteiro de 48 horas em Estocolmo: o que fazer e ver na capital sueca

Ver como viviam os vikings no The Viking Museum.
The Viking Museum, o Museu dos Vikings.

É perfeitamente possível visitar as principais atrações turísticas de Estocolmo em 48 horas! A minha sugestão é que confirme os horários das atrações turísticas e museus para se certificar que não fica nada de fora.

Assim, dedique o primeiro dia ao centro histórico, aproveitando para almoçar num dos restaurantes do centro, e de tarde explore o parque Skansen. O ideal mesmo era ficar um dia inteiro no Skansen, mas se não tiver mais tempo, uma tarde dá para aproveitar bastante.

No segundo dia vá para a ilha dos Museus e visite os que lhe chamarem mais a atenção (os que eu gostei mais foram o Museu Nórdico e o Vasa) e de tarde faça um cruzeiro para ver a cidade a partir da água. Termine o dia a fazer compras na rua Drottninggatan.

O que fazer em Estocolmo de graça?

Ver o render da guarda no Palácio Real de Stockholm.
Ver o render da guarda no Palácio Real de Stockholm.

Apesar de não ser fácil encontrar coisas de graça para fazer em Estocolmo, o viajante com orçamento pequeno arranja sempre uma forma de aproveitar a viagem de alguma forma.

Assim, aqui ficam algumas sugestões de o que fazer em Estocolmo sem gastar dinheiro:

  • ver o render da guarda no Palácio Real: a entrada no Palácio Real é paga, mas para ver o render da guarda não precisa de pagar bilhete.
  • Medeltidsmuseet, o Museu Medieval tem entrada gratuita.
  • Army Museum: este museu é gratuito às terças-feiras das 17h00 às 20h00.
  • Rosendals Trädgård: é um café com jardins muitos bonitos. Os consumos no café são pagos, é claro, mas passear nos lindos jardins é gratuito.
  • Östermalm Saluhall: é um mercado coberto com restaurantes e lojas de produtos locais. O edifício foi recentemente restaurado e ficou muito bonito. Só paga o que comprar.

Dicas para poupar dinheiro em Estocolmo Suécia

Dicas para poupar: supermercados 7-eleven.
Dicas para poupar: supermercados 7-Eleven.

Estocolmo é uma cidade cara em comparação com o custo de vida em Portugal, mas mesmo assim é possível fazer uma viagem económica, desde que esteja disposto a fazer alguns sacrifícios.

Assim, e considerando que os principais gastos são em transportes, alojamento, atividades e comida, aqui ficam as minhas sugestões para poupar dinheiro na capital da Suécia.

Enfim, acredito que com estas dicas, pode usufruir de uma viagem agradável em Estocolmo sem ir à falência.

Transportes: a forma mais rápida de ir do aeroporto de Aeroporto de Arlanda (ARN), Stockholm-Arlanda para o centro da cidade é de comboio, mais concretamente o Arlanda Express, mas o bilhete custa 320 SEK (cerca de 27 €). Em alternativa, a Flixbus tem bilhetes a partir de 5,99 €, mas tem de comprar o mais cedo possível). No centro da cidade pode apanhar o metro ou andar a pé.

Restaurantes: almoçar ou jantar em bares e restaurantes não é barato, principalmente se costuma pedir bebidas alcoólicas. Em todo o caso, é usual nos restaurantes colocaram garrafas de água filtrada na mesa. Para poupar na comida, tome nota que existem refeições a preços razoáveis nos supermercados Coop e 7-Eleven. Além disso, os restaurantes de sushi costumam ter preços mais baixos em comparação com os praticados em Portugal.

Alojamento: procure quartos privados em hostels, que costumam ser mais económicos do que os hotéis e são razoavelmente confortáveis. Nos hostels também pode usar a cozinha para fazer refeições e poupar mais alguns euros.

Atrações turísticas: os parques de diversões, monumentos e museus são de entrada paga, mas faça as contas e confirme se compensa comprar o Go City Estocolmo, que inclui entrada em 45 atrações turísticas, autocarro Hop on-Hop-of, cruzeiros e até refeições.

Gastronomia e restaurantes em Estocolmo

Restaurante de sushi.
Restaurante de sushi.

Já referi a experiência das almondegas suecas no restaurante Meatballs For The People (que recomendo), mas acho importante deixar outras sugestões de lugares para comer em Estocolmo.

Assim, em Glam Stan (centro da cidade) o Slingerbulten tem pratos tradicionais como as almondegas suecas (não com tanta variedade como o Meatball For The People), arenque e salmão, bem como Schnitzel (panados).

Por outro lado, no Restaurant Tradition pode experimentar Kroppkakor (bolinhos de batata recheados com carne de porco, molho de manteiga e mirtilos), enquanto que no Stockholm Gästabud um dos pratos mais falados é o gravlax de salmão (salmão curado). Ou seja, são alternativas a considerar para quem quer provar comida tradicional sueca.

Uma coisa que percebi e que me deixou bastante contente, foi o facto de existirem muitos restaurantes de sushi em Estocolmo, cujos preços são mais baixos do que os praticados em Portugal! Por isso, se quiser comer sushi bom e barato, aproveite a sua viagem para a Suécia!

Melhor altura para visitar Estocolmo

Estocolmo Suécia na Primavera.
Estocolmo da Primavera.

Estocolmo é uma cidade que pode ser visitada durante todo o ano, mas os meses de verão e outono, de junho a outubro, são considerados os melhores, com dias longos e ensolarados.

No entanto, o inverno também tem sua beleza especial, com neve e a possibilidade de avistar a aurora boreal e apesar das temperaturas baixas e poucas horas de sol.

Ou seja, qualquer altura do ano é boa para visitar a capital da suécia, no entanto, dependendo da altura do ano, pode aproveitar a cidade de formas distintas.

Eu viajei em Maio e gostei muito da experiência. Apanhei dias de sol e temperaturas amenas, ruas com árvores cheias de flor, pessoas bem-dispostas, poucos turistas, ou seja, de uma forma geral, foi uma viagem de sonho!

O que fazer em Estocolmo na Primavera?

Na primavera conte com dias de sol alternados com dias nublados e alguns chuviscos.

Algumas atrações turísticas, como é o caso do barco Hop-on Hop-off não estão em funcionamento, mas de uma forma genérica, a cidade está preparada para receber bem os turistas.

Aproveite bastante as atividades ao ar livre, como caminhar nos parques e faça um cruzeiro para conhecer as restantes ilhas do arquipélago.

O que fazer em Estocolmo no Verão?

Dia de sol em Estocolmo Suécia.
Aproveitar um dia de sol em Estocolmo Suécia.

Julho é o mês em que na Suécia os trabalhadores costumam ter férias, ou seja, é normal algumas lojas e restaurantes fecharem.

Já no Skansen, o Museu ao Ar Livre que celebra o folclore e tradições escandinavas, e no Parque Tivoli, que tem montanhas-russas, é a altura do ano em que há mais visitantes.

O mesmo se pode dizer em relação aos festivais de música, como por exemplo no Gröna Lund.

Mas o grande destaque de verão vai, sem dúvida, para o Midsommar, ou celebração do solstício na Suécia.

As boas-vindas ao verão fazem-se com danças em volta de um poste enfeitado (maypole) e muita comida e bebida! As senhoras vestem os trajes tradicionais, com vestidos rodados e lenços na cabeça.

O que fazer em Estocolmo no Outono?

Com a chegada do frio, acostume-se aos dias nublados e com chuva. Por isso, dê preferência às atividades indoor, como por exemplo visitar os museus e recintos fechados.

Mas não pense que vai para a Suécia para ficar sempre dentro de casa!

Os suecos sabem tirar o melhor partido das condições que têm e é normal as pessoas ficarem nas esplanadas aquecidas e com mantinhas.

Esta é a altura perfeita para abraçar a cultura do Fika, que é uma tradição que os suecos têm de fazer uma pausa para tomar uma bebida quente e bolo.

Os mais habituais são o café e bolos de canelas, mas na verdade, pode escolher qualquer tipo de bebida e bolo.

O que fazer em Estocolmo no Inverno?

Não o quero assustar, mas de dezembro a fevereiro é normal os termómetros chegarem a -20º!

Dito isto, tanto as casas suecas como os espaços públicos como restaurantes e lojas, estão preparados para este tipo de tempo.

Não estranhe se vir as esplanadas ao final do dia cheias de pessoas a apreciarem o Fika, a pausa para café e bolo, que tanto pode acontecer de manhã como de tarde.

Por isso, faça o mesmo, pegue na mantinha e beba devagar a bebida quente da sua preferência, enquanto observa a vida a passar.

Quando neva em Estocolmo?

A época de neve em Estocolmo vai de novembro a abril, sendo que o mês tradicionalmente com mais neve é em fevereiro.

Transportes em Estocolmo

Como ir do Aeroporto de Arlanda para o centro da cidade.
Autocarro do Aeroporto de Arlanda para o centro da cidade.

Seguem-se informações sobre o sistema de transporte público, como usar o metro, autocarro e ferry.

Transportes públicos em Estocolmo

O empenho com a sustentabilidade nota-se na existência de uma rede de transportes públicos em Estocolmo muito prática e eficiente.

Se escolher alugar um carro, tenha em consideração que no centro da cidade a circulação está condicionada e está em vigor o Congestion Tax, ou seja, uma taxa para quem conduz.

Assim, os locais e visitantes em Estocolmo, podem usar o metro, autocarro e ferry/barco nas deslocações do dia a dia. É claro que também tem a opção de caminhar, que foi o que mais fiz na minha viagem.

Vamos ver como funcionam cada um destes transportes públicos, para que tenha as informações necessárias e posso escolher como ir de um lado para outro em Estocolmo.

O Metro em Estocolmo

O Tunnelbana, ou Metro de Estocolmo, é uma parte vital do sistema de transportes públicos da cidade e está a crescer.

As obras começaram em 1944 e atualmente estão em funcionamento 7 linhas que chegam a quase todas as partes da cidade, mas no futuro, a rede de metro de Estocolmo terá mais de 100 estações.

É claro que neste momento pode usar o metro para se deslocar na cidade e terá uma boa surpresa ao fazê-lo, porque as galerias estão decoradas com obras de arte.

São 3 as rotas principais que se desdobram em diferentes linhas, ou seja, a Rota azul: linhas T10 e T11, a Rota vermelha: linhas T13 e T14, e a Rota verde: linhas T17, T18 e T19.

O Metro de Estocolmo funciona das 5h00 da manhã até às 00h30 todos os dias da semana.

Autocarro e ferry em Estocolmo

Os autocarros são azuis e circulam até à 1h00 da manhã. Como não há muito trânsito em Estocolmo, por norma os autocarros são pontuais e a frequência varia de 10-20 minutos entre cada um.

Para está a visitar a cidade, a linha 69 passa por grande parte das atrações turísticas da cidade.

O ferry costuma se usado pelos locais, mas é uma boa alternativa para quem não quer pagar um cruzeiro mas quer ver o arquipélago a partir da água.

As três linhas de ferry são a Linha Frihamnen-Stockholm nybrokajen; a Linha Stockholm allmänna gränd brygg-Stockholm slussen kajen; e a Linha Tappström-Klara mälarstrand.

Preços dos transportes públicos em Estocolmo

Os bilhetes dos transportes públicos são válidos no metro, autocarro e ferry.

Um bilhete avulso custa 50 SEK, ou seja, cerca de 4,30 € e podem ser comprado nas bilheteiras e máquinas das estações.

Em alternativa, pode passar o seu cartão de crédito ou cartão Revolut nos pórticos sem necessidade de ir comprar o bilhete.

Como ir do Aeroporto para o centro da cidade?

A forma mais rápida de ir do Aeroporto de Arlanda (ARN), Stockholm-Arlanda para o centro de Estocolmo é de comboio, mais concretamente o Arlanda Express.

No entanto, este serviço é caro, ou seja, 320 SEK (cerca de 27 €) cada viagem até à Estação Central de Estocolmo.

Por outro lado, se comprar o bilhete de autocarro da Flixbus com antecedência, pode pagar 5,99 €, o que é uma grande economia.

Como ir de Estocolmo para Copenhaga?

Transportes públicos em Estocolmo Suécia: metro, autocarro e ferry.
Autocarro Flixbus na Estação Central de Estocolmo (Suécia).

Ir de Estocolmo para Copenhaga de transportes públicos é fácil e pode escolher ir de avião, comboio ou autocarro.

Existem voos diretos de Estocolmo para Copenhaga da Norwegian Air Sweden com preços a cerca de 100 €, mas já sabe como funciona, quanto maior flexibilidade de datas e horários tiver, melhor hipóteses de encontrar voos baratos.

Neste caso, conte com 1h10 de viagem, isto sem contar com o tempo de deslocação e no aeroporto.

As viagens de comboio entre Estocolmo para Copenhaga demoram mais ou menos 5h e os preços rondam os 60 €.

Por outro lado, se preferir viajar de autocarro e poupar bastante dinheiro, a Flixbus tem autocarros diretos de Estocolmo para Copenhaga com saída de Stockholm Cityterminalen (Estação Central de Estocolmo) e paragem no cento de Copenhaga ou no Aeroporto de Copenhaga.

Os preços dos autocarros começam em 24,99 €, mas a viagem pode demorar mais de 9h. Já agora, existem autocarros noturnos se quiser fazer a viagem da Suécia para a Dinamarca durante a noite, aproveitando para dormir no transporte e poupar uma noite de alojamento.

Como ir de Estocolmo para Oslo?

Para ir de Estocolmo para Oslo de transportes públicos, pode escolher o avião, comboio ou autocarro.

Os voos diretos de Estocolmo para Oslo, na Noruega, são operados pela Ethiopian Airlines, Norwegian e  Scandinavian Airlines, ou seja, tem mais companhias aéreas a fazer esta ligação e em termos de preços, conte com bilhetes de avião de cerca 100 €.

Ir de Estocolmo para Oslo de comboio é prático e tem a vantagem de poder apreciar as vistas pelo caminho. A viagem tem a duração média de 6 h, os comboios são confortáveis e não costumam acontecer atrasos. Conte em pagar cerca de 50 € pela viagem.

Já ir de autocarro de Estocolmo para Oslo é mais económico e para garantir preços baixos o melhor é comprar os bilhetes online com antecedência. Os preços da Flixbus de Estocolmo para Oslo começam em 20,99 €, por isso aproveite!

Subscreva o canal de YouTube para mais vídeos de viagens!

Leia também:

  • Vale a pena comprar o Cartão Turístico em Estocolmo?
  • Skansen: o primeiro museu folclórico ao ar livre da Europa
  • Aeroportos de Estocolmo: Arlanda, Bromma, Skavsta e Västerås

Viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Somos uma Família Portuguesa a viajar pelo mundo e partilhamos tudo em passaportenobolso.com. Aqui encontra muitas dicas de viagem, bem como informações práticas sobre vários destinos na Europa, África, Ásia e América. Visitei +30 países e não planeio parar tão cedo. De vez em quando viajo sozinha… Acompanhe tudo no Instagram / Facebook / YouTube / Pinterest / Twitter. 

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Artigos Relacionados

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.