Praia fluvial do Pego: o que fazer e visitar (ATUALIZADO)

Cascata da praia fluvial do Pego
Índice do artigo

Atualizado em: Janeiro 23, 2024

A Praia Fluvial do Pego, localizada na freguesia de Penha Garcia, município de Idanha-a-Nova, na bela região da Beira Baixa, isto é, no centro de Portugal, é um verdadeiro tesouro para os amantes da natureza e entusiastas de história.

Conhecida como piscina natural e praia fluvial, esta praia é formada pelo Rio Ponsul, um afluente do Rio Tejo, que despenha-se numa deslumbrante cascata e, em seguida, para um açude conhecido como o Açude do Pego.

Este açude, ou represa, originalmente construído para armazenar água, agora serve como uma atração de verão para os banhistas e visitantes.

A água do rio fica concentrada, formando um lago que é perfeito para mergulhos e momentos de brincadeira com relativa segurança.

Os visitantes podem desfrutar de um refrescante mergulho nas águas cristalinas enquanto apreciam a beleza natural ao seu redor.

No entanto, a Praia Fluvial do Pego não é apenas um destino para diversão e tranquilidade!

Os entusiastas da história ficarão fascinados ao descobrir os icnofósseis de Penha Garcia, que são vestígios de animais pré-históricos preservados nas rochas.

Além disso, a região guarda evidências impressionantes de que o Mar Ordovícico existiu em Penha Garcia, transportando os visitantes para uma época distante e repleta de mistérios.

Para os curiosos e apaixonados pela história natural, recomenda-se explorar a Rota dos Fósseis, um trilho fascinante que revela os segredos geológicos e paleontológicos desta região única.

Percorrer esta rota é uma experiência inesquecível, proporcionando um mergulho profundo na história e na grandiosidade da natureza.

Portanto, se procura um local que combina beleza natural, momentos relaxantes na água e um fascinante mergulho na história, não hesite em visitar a Praia Fluvial do Pego e explorar a Rota dos Fósseis.

Acredite que certamente voltará para casa com lembranças incríveis e uma vontade incrível de regressar a Penha Garcia.

Descubra a beleza da praia fluvial do Pego em Penha Garcia

Praia fluvial do Pego
Praia fluvial do Pego

Visitamos a praia fluvial do Pego num dia quente de verão e ficamos surpreendidos com a quantidade de água presente.

É perfeitamente normal que, no pico do verão, as cascatas, rios e lagoas fluviais tenham um caudal de água reduzido, mas constatamos que a piscina do Pego estava bem abastecida.

No entanto, é importante salientar que este é um local que claramente sofreu intervenção humana. O fundo da lagoa foi revestido com pedras e cimento, e foram colocadas boias com o formato de trilobites, animais pré-históricos, que flutuam na piscina. Os miúdos adoram estas boias!

Embora estas melhorias tenham trazido mais conforto para os visitantes, como por exemplo os bancos e degraus, pessoalmente esperava encontrar um local mais selvagem, especialmente numa área pertencente ao Geopark Naturtejo.

A área da piscina está completamente exposta ao sol, o que significa que a água não é muito fria, mas também é difícil caminhar descalço, o que pode ser uma preocupação, especialmente para famílias com crianças.

É importante mencionar que a água da piscina fluvial do Pego não tem tratamento químico.

Por isso, é normal que existam sedimentos no fundo da água. Quando a água não se renova, os detritos do fundo podem turvar um pouco a água, mas isto não chega para estragar a experiência na piscina fluvial de Penha Garcia.

Além disso, a piscina tem diferentes profundidades e pareceu-nos bastante segura para as crianças, pois não há correntes e o fundo é mais ou menos nivelado.

Nos arredores da praia fluvial, existem algumas árvores que oferecem sombra, bem como áreas para fazer piqueniques, o que é excelente para nós, pois adoramos aproveitar a oportunidade de fazer um piquenique.

Estacionamento na praia fluvial do Pego: como chegar com facilidade

Para chegar à deslumbrante praia fluvial do Pego, terá de percorrer uma pequena distância a pé.

Felizmente, o caminho está bem sinalizado, tornando fácil a sua localização. É importante mencionar que durante o percurso poderá ter de enfrentar o sol escaldante, pois não há sombra pelo caminho.

No local, existem várias áreas de estacionamento disponíveis ao longo do acesso à praia.

Estes locais são seguros e garantem que o seu veículo fica protegido. No entanto, é importante salientar que a disponibilidade destes espaços está sujeita à afluência de visitantes.

Por isso, recomendo que chegue cedo à praia fluvial para aumentar as suas hipóteses de estacionar o carro próximo dos acessos.

Desta forma, poderá desfrutar de um dia relaxante e aproveitar plenamente as maravilhas naturais que o local oferece de forma cómoda.

Geoparque Naturtejo (PR3 – Rota dos Fósseis): Conheça a Fascinante Rota dos Fósseis em Penha Garcia

Rota dos Fósseis
Rota dos Fósseis

A Rota dos Fósseis é um percurso inserido no Geoparque Naturtejo e faz parte da rede de percursos pedestres de Idanha-A-Nova.

Trata-se de um trilho circular que tem início e fim no Largo do Chão da Igreja, em Penha Garcia.

Com uma extensão de 3 quilómetros, este percurso pedestre é considerado de dificuldade fácil.

Ao longo do trajeto, os visitantes têm a oportunidade de apreciar os impressionantes Icnofósseis de Penha Garcia, entre outras atrações.

Rota dos Fósseis em Penha Garcia.
A ouvir a explicações de Joana Rodrigues da Naturtejo. Rota dos Fósseis em Penha Garcia.

Os Icnofósseis, também conhecidos como “cobras pintadas” devido à sua aparência semelhante a cobras, podem ser vistos próximo à praia fluvial do Pego.

Além disso, a Rota dos Fósseis leva os caminhantes a passarem por locais de interesse histórico e cultural, como o Pelourinho de Penha Garcia, a igreja Matriz, o castelo, a barragem e os moinhos de rodízios.

Apesar de o percurso apresentar algumas descidas e subidas, não é considerado complicado para ser feito com crianças

Onde dormir em Penha Garcia

Hotel Fonte Santa (Monfortinho).
Hotel Fonte Santa (Monfortinho).

A zona de Penha Garcia tem vários lugares de interesse que vai certamente gostar de visitar com tempo, assim é perfeitamente natural que queira pernoitar na região.

Caso queira ficar perto da piscina fluvial, recomendo o Casal da Serra, que é uma casinha rústica cheia de charme e com anfitriões muito simpáticos. Aliás, pode ter a sorte de ser brindado por uma ou duas canções do Sr. Pascoal, devidamente acompanhado pela sua guitarra.

Caso prefira as comodidades de um hotel, o Hotel Estrela Da Idanha (4 estrelas) em Idanha-A-Nova tem piscina e uma boa relação qualidade-preço, apesar de ficar aquém no que diz respeito à beleza da envolvente.

Pessoalmente, eu gosto muito do Hotel Fonte Santa (4 estrelas) em Monfortinho e não me importo de conduzir 14 km para lá chegar.

No entanto, se nenhuma destas sugestões lhe agradou, espreite o mapa e link a seguir com mais alternativas de onde ficar a dormir em Penha Garcia.

Alojamento em Penha Garcia

Dicas de viagem para visitar a praia fluvial do Pego

Praia fluvial do Pego
Praia fluvial do Pego
  • Tenha em atenção que a praia é pequena e por isso atinge a capacidade máxima de lotação em pouco tempo;
  • existem algumas árvores que proporcionam lugares à sombra, mas a piscina está muito exposta ao sol;
  • cuidado com as pedras escorregadias, principalmente se viaja com crianças.

O que visitar perto de Penha Garcia

O que visitar em Monsanto
Aldeia Histórica de Monsanto

Além do castelo de Penha Garcia e da Rota dos Fósseis, sugerimos que visite a Aldeia Histórica de Monsanto (12 km), a Aldeia Histórica de Idanha-A-Velha (22 km) ou Penamacor (30 km).

Como chegar à praia fluvial do Pego: Day-trip de Lisboa e Porto

Localizada na região central de Portugal, a Praia Fluvial do Pego é facilmente acessível para uma memorável viagem de um dia a partir do Porto e de Lisboa. Veja como chegar a este belo destino:

De Lisboa: Demora aproximadamente 3 horas e 10 minutos para chegar à Praia Fluvial do Pego a partir de Lisboa. Siga pela auto-estrada A1 até à saída da A23 em direção a Abrantes. Continue na A23 e saia em direção a Idanha-a-Nova. A partir daí, siga as indicações para Penha Garcia, onde se situa a Praia Fluvial do Pego.

Do Porto: A viagem do Porto até à Praia Fluvial do Pego demora cerca de 3 horas e 20 minutos. Comece por conduzir para sul na autoestrada A1 até chegar à saída para a A25 em direção a Aveiro. Continue na A25 e depois apanhe a A23 em direcção à Guarda. Por fim, saia na saída para Idanha-a-Nova e siga as indicações para Penha Garcia, onde o espera a Praia Fluvial do Pego.

Prepare-se para uma experiência inesquecível na Praia Fluvial do Pego, convenientemente acessível a partir do Porto e de Lisboa.

De Lisboa

Do Porto

Leia também

Viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Somos uma Família Portuguesa a viajar pelo mundo e partilhamos tudo em passaportenobolso.com. Aqui encontra muitas dicas de viagem para famílias, bem como informações práticas sobre vários destinos na Europa, África, Ásia e América. Visitamos +30 países e não planeamos parar tão cedo. Acompanhe nossas aventuras no Instagram / Facebook / YouTube / Pinterest / Twitter. 

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.