Descubra o Peloponeso: o segredo mais bem guardado da Grécia

O que visitar no Pelopeneso (Grécia).
Índice do artigo

Atualizado em: Janeiro 24, 2023

Está à procura de sugestões de lugares incríveis e quase desconhecidos pelos portugueses para incluir no seu roteiro pela Grécia? Então, não pesquise mais, pois a região do Peloponeso pode bem ser o que precisa.

O Peloponeso é uma região no sul da Grécia cheia de história, cultura e beleza natural. Muitas vezes é ignorado pelos turistas que preferem destinos mais conhecidos como Atenas e as ilhas, mas é precisamente o facto de ser desconhecido que o torna um destino tão apetecível.

Ao explorar as ruas sinuosas de cidades antigas como Nafplio (Náuplia) e Micenas, é impossível não ficar impressionado por estar cercado por tanta história.

A região acolhe várias ruínas antigas, incluindo o Tesouro de Atreu e o Portão do Leão em Micenas.

Estes monumentos são um testemunho da rica e complexa história da região, moldada pela influência de várias culturas ao longo dos séculos.

Mas não são apenas as ruínas antigas que tornam o Peloponeso tão especial. A região também tem uma beleza natural deslumbrante, com colinas, águas cristalinas e praias pitorescas, perfeitas para nadar e estender a toalha ao sol.

Existem também trilhos e percursos pedestres para caminhadas e ciclismo, dando a oportunidade aos visitantes de experimentar várias atividades ao ar livre.

No geral, o Peloponeso é um destino que oferece algo para cada um. Caso esteja interessado em história, cultura ou natureza, encontrará muito pelo que se apaixonar nesta joia escondida da Grécia.

Portanto, não perca a oportunidade de descobrir o Peloponeso! Leia este artigo até ao final e tome e a iniciativa de marcar a sua próxima viagem para a Grécia. Será, certamente, uma experiência inesquecível.

Onde fica o Peloponeso

Lion Gate (Portão do Leão) em Micenas (Peloponeso).
Lion Gate (Portão do Leão) em Micenas.

O Peloponeso é uma península localizada no sul da Grécia. É separado do resto do país pelo Canal de Corinto, que liga o Golfo de Corinto, no noroeste, com o Golfo Sarónico, no sudeste.

Enfim, o Peloponeso é o lar de várias cidades importantes como Nafplio (Náuplia), Tripoli, a capital da região do Peloponeso, a cidade antiga de Corinto, a legendária Esparta, a mítica Argos, a cidade portuária de Patras e Kalamata (Calamata), entre outras.

Como vê, referências históricas não faltam por estes lados!

O Peloponeso também é um destino apetecível para os amantes de praias, cordilheiras e parques nacionais, tornando-o um caminho popular para os entusiastas do ar livre.

O que fazer no Peloponeso (experiências imperdíveis)

Comida grega no Restaurante Omorfo Tavernaki (Náuplia).
Comida grega no Restaurante Omorfo Tavernaki (Náuplia).

Esta região do sul da Grécia oferece uma história rica e uma gama diversificada de atrações e atividades para preencher de sensações imperdíveis a sua viagem.

Estas são apenas algumas das muitas coisas para ver e fazer no Peloponeso, por isso tome nota do que se segue.

Não tenha dúvida, se está interessado em história, cultura ou beleza natural, o Peloponeso tem algo para todos.

Conhecer a primeira capital da Grécia Moderna (Nafplio)

Centro Histórico de Nafplio (Náuplia) no Peloponeso - Grécia.
Centro Histórico de Nafplio (Náuplia) no Peloponeso – Grécia.

Sabia que Nafplio foi a primeira capital da Grécia moderna? Aliás, a revolução que terminou com a ocupação turca na Grécia começou nesta cidade à beira-mar.

Há muito para ver e fazer na encantadora cidade de Nafplio, na Grécia. Algumas das principais atrações incluem:

Castelo Bourtzi: Localizado numa pequena ilha no porto de Nafplio, o Castelo Bourtzi ou Fortaleza de Bourtzi é um castelo medieval lindamente preservado que pode ser visto desde o passeio marítimo de Nafplio ou, dependendo da altura do ano, fazendo um curto passeio de barco, se bem que neste momento o interior do monumento está a ser recuperado, pelo que só é possível ver o exterior.

A Cidade Velha: A Cidade Velha de Nafplio está repleta de encantadoras ruas estreitas, edifícios históricos e praças animadas. Dê um passeio pelas ruas, observe com atenção os edifícios e descubra a rica história e cultura da cidade. Além disso, não se esqueça de incluir uma caminhada até ao Leão da Bavária.

Arvanitia Promenade: Este belo passeio está localizado ao longo da costa do Golfo Argólico e oferece vistas deslumbrantes da água e da área circundante. É um ótimo lugar para passear ou sentar e relaxar.

Museu Arqueológico: Este museu abriga uma grande variedade de artefactos e exposições que mostram a rica história da região. É um ótimo lugar para aprender sobre o passado antigo de Nafplio e arredores.

Praias: Nafplio está localizada perto de várias belas praias, como Arvanitia e Karathonas, onde pode nadar, estender a toalha e relaxar ao seu belo prazer.

Compras e restaurantes: Existem muitas lojas e restaurantes charmosos na cidade de Nafplio, onde pode experimentar a deliciosa culinária local e procurar lembranças para levar um pedaço da Grécia para casa.

Subir 999 degraus até à Fortaleza de Palamidi (Nafplio)

Fortaleza de Palamidi (Náuplia - Peloponeso).
Fortaleza de Palamidi (Náuplia).

A Fortaleza de Palamidi (Palamidi Fortress) é uma imponente fortaleza localizada numa colina de 216 metros, com vista para a cidade de Nafplio.

É, sem dúvida, uma atração imperdível que deve incluir na sua lista de lugares a visitar no Peloponeso, e para tornar a experiência ainda mais interessante, experimente subir a pé os 999 degraus até ao cimo da colina.

Em alternativa, para quem sofre de vertigens ou não quer subir os degraus a pé, existem táxis que fazem este trajeto.

A corrida de táxi desde o centro da cidade até Palamidi tem um custo tabelado, o que ajuda na altura de fazer as contas.

Então é assim: a viagem de táxi custa 10 € por trajeto, sendo que o condutor dá um cartão com o número de telemóvel para o voltar a chamar quando terminar a visita. A outra opção é o taxista esperar por si durante 30 minutos, sendo que neste caso o valor total a pagar é de 30 €.

Enquanto andei pelos corredores sinuosos do castelo, não pude deixar de sentir uma sensação de assombro e admiração.

Palamidi foi construída pelos venezianos entre 1711 e 1714, conquistada pelo império otomano em 1715 e permaneceu sob o seu domínio até 1822.

Funcionou com prisão e teve como ocupante o célebre Theodoros Kolokotronis, um dos heróis da Revolução Grega.

Ainda em relação ao número de degraus, dizem que são 913 e não 999, mas deve ser divertido contá-los para ver quem tem razão, não acha? Enfim, se chegar a alguma conclusão, diga-me!

Explorar grutas surpreendentes: as estalactites da caverna de Kapsia em Arcádia (Património Mundial da UNESCO)

Kapsia Caves (Gruta de Kapsia - Peloponeso).
Kapsia Caves (Gruta de Kapsia).

Aninhadas no coração das montanhas da Arcádia na Grécia, e a cerca de 17 km de Tripoli, as Estalactites da Caverna Kapsia são uma maravilha natural impactante.

Classificado como Património Mundial da UNESCO, este sistema de cavernas alberga algumas das estalactites mais impressionantes do mundo. Aliás, esta é considerada a gruta mais importante na Grécia.

É muito fácil ficar hipnotizado pelos intrincados padrões e formas das estalactites, enquanto percorre as camaras da gruta.

De delicadas formações em forma de agulha a enormes colunas de pedra, passando por formas construídas pela nossa imaginação como um elefante ou o Pai Natal, cada estalactite e estalagmite é única e inspiradora à sua maneira.

Mas a beleza e interesse pela Gruta de Kapsia não é apenas superficial.

Essas formações geológicas também são uma prova do incrível poder da natureza e das maravilhas que ela pode criar ao longo do tempo, pois acredita-se que as estalactites se tenham formado ao longo de centenas de milhares de anos.

Visitar as estalactites da caverna Kapsia é uma experiência que dificilmente esquecerá.

Enfim, a partir do momento em que entrar na caverna, ficará impressionado com a sensação de assombro e admiração que resulta de estar cercado por uma maravilha natural tão incrível.

Fazer um passeio de barco até ao Castelo de Bourtzi (Fortaleza de Bourtzi)

Fortaleza de Bourtzi em Náuplia (Peloponeso).
Fortaleza de Bourtzi em Náuplia.

O Castelo de Bourtzi é um marco histórico localizado na cidade portuária de Nafplio.

A fortaleza de pedra enraizada no Golfo de Argos foi construída no século XV e é mais um testemunho da rica e complexa história da região.

O interior do monumento está em obras de renovação, mas se o quiser ver de mais de perto, pode fazer um passeio de barco desde o porto de Nafplio.

Ou então faça como eu e desfrute da paisagem desde o porto, enquanto as obras não terminam e é possível visitar o interior do castelo…

Caso seja aventureiro, pode tentar alugar um caiaque ou stand-up paddle e explorar o porto por conta própria. Esta é uma ótima maneira de se aproximar do castelo e vê-lo de um ângulo diferente.

Em todo o caso, a Fortaleza de Bourtzi não é apenas um lugar de história – é também um lugar de admirável beleza natural, uma pequena joia praticamente desconhecida pelos portugueses e localizada numa pequena ilha ao largo da costa de Nafplio.

Não importa como decide desfrutar do Castelo Bourtzi, certifique-se de tirar muitas fotos e aproveitar as vistas deslumbrantes da área circundante.

Descobrir um Safari arqueológico em Micenas: uma viagem inesquecível pela história

Tesouro de Atreu em Micenas (Peloponeso).
Tesouro de Atreu em Micenas.

Micenas é uma cidade antiga na Grécia conhecida por sua rica história e significado cultural.

Se tem interesse por arqueologia e história antiga, um passeio pelas ruínas micênicas é uma experiência que não pode perder.

Existem várias empresas de turismo que oferecem visitas guiadas às ruínas de Micenas, muitas vezes chamadas de “safari arqueológico”.

Esses passeios geralmente incluem uma caminhada guiada pelas ruínas, com um guia experiente que vai dando informações sobre a história e esclarecendo o significado das várias estruturas.

Durante o passeio, terá a oportunidade de ver alguns dos marcos mais emblemáticos da antiga Micenas, incluindo o Portão do Leão, o Tesouro de Atreu e o Palácio de Agamenon.

Também aprenderá sobre a civilização micênica e como ela moldou a história da Grécia e até do resto do mundo.

Museu Arqueológico de Micenas.
Museu Arqueológico de Micenas.

O Museu Arqueológico de Micenas alberga uma incrível coleção de peças e artefactos que funcionam como uma janela para o passado.

O visitante tem a oportunidade de percorrer salas que cobrem a história da região desde o período neolítico até a época romana.

Alguns dos destaques do museu incluem a famosa Máscara de Agamenon, uma máscara funerária de ouro que se acredita ter pertencido ao governante de Micenas, bem como uma coleção de armas antigas, cerâmica e joias.

Um dos aspectos mais interessantes do Museu Arqueológico de Micenas é a forma como conta a história da civilização micênica e seu impacto na história. É, sem dúvida, um local a incluir na sua lista de o que visitar no Peloponeso.

Provar mel DOP em Vytina

Vytina.
Loja em Vytina.

Provar mel em Vytina é uma experiência que jamais esquecerei.

Vytina é uma localidade cheia de charme, com uma pequena praça, o Museu de Folclore de Vytinae uma igreja. Além disso, está rodeada de montanhas e florestas exuberantes, e várias lojas tradicionais com produtos locais como diferentes tipos de massa, queijos, mel e azeite.

Na degustação de mel, tive a oportunidade de experimentar diferentes tipos de mel e, sem dúvida, que saí dali com um novo apreço pelo trabalho e dedicação dos apicultores.

O mel Vytina recebeu o selo de Denominação de Origem Protegida (DOP) e isto significa que se trata de um produto com origem geográfica específica e com características que se devem ao meio geográfico, isto é, incluindo fatores naturais e humanos.

O mel Vytina é feito a partir do néctar da flor de tomilho, que cresce em abundância na região. Tem sabor e aroma únicos, distintos de outros tipos de mel, e é valorizado por suas propriedades medicinais.

A produção de mel de Vytina é rigorosamente controlada e regulamentada para garantir que obedece aos altos padrões estabelecidos pela DOP. Ou seja, apenas o mel produzido na região de Vytina pode ser rotulado como mel de Vytina e deve ser feito a partir do néctar da planta tomilho.

Tem uma cor âmbar profunda e uma textura espessa e cremosa, além de um sabor forte de ervas com notas de tomilho e um final de boca duradouro. É frequentemente usado na culinária e como adoçante natural em bebidas e sobremesas.

Além do seu sabor delicioso, acredita-se que o mel Vytina tem inúmeros benefícios à saúde.

Diz-se que tem propriedades antibacterianas, antivirais e anti-inflamatórias e é frequentemente usado para tratar problemas respiratórios e digestivos. Enfim, só coisas boas!

Viajar no tempo e descobrir as tradições da Grécia Antiga no Museu de Folclore de Vytina

Museu do Folclore de Vytina.
Museu do Folclore de Vytina.

O Vytina Folklore Museum é um ótimo lugar para aprender sobre as antigas práticas e costumes gregos.

Localizado na cidade de Vytina, na região do Peloponeso, na Grécia, o museu está em funcionamento numa tradicional casa de pedra grega e tem uma variedade de peças em exposição sobre a cultura e o modo de vida locais.

Um dos destaques do museu é a coleção de trajes e tecidos gregos tradicionais, que mostram o intrincado artesanato e a atenção aos detalhes necessários para criar essas curiosas roupas.

O museu também tem uma variedade de peças de artesanato grego tradicional, como cerâmica e tecelagem, e as ferramentas e técnicas usadas para criá-los.

Além das exposições, o Vytina Folklore Museum também dispõe de uma variedade de eventos e programas ao longo do ano, como apresentações de dança tradicional e demonstrações de artesanato tradicional grego.

Estes eventos dão ao visitante a oportunidade de experimentar a cultura local em primeira mão e ter uma noção de como era a vida na Grécia antiga.

Infelizmente, neste momento, as visitas são apenas em grego (sem tradução para o inglês), mas acredito que mesmo assim este museu ainda é um ótimo lugar para aprender sobre o modo de vida tradicional grego.

Passear a cavalo numa paisagem deslumbrante (Elati)

Passeio a cavalo em Elati.
Passeio a cavalo em Elati.

Se procura uma forma emocionante e única de explorar a paisagem deslumbrante de Elati, na Grécia, andar a cavalo é uma excelente opção.

Com seu terreno acidentado, belas florestas e vistas deslumbrantes, Elati é um destino perfeito para os entusiastas de passeios a cavalo.

Esses passeios geralmente duram algumas horas e levam o turista por um passeio guiado pelas paisagens deslumbrantes da região.

Caso seja um cavaleiro iniciante e não tenha experiência em andar a cavalo, não se preocupe pois a maioria dos estábulos oferece uma pequena explicação para quem é novo na equitação.

Desta forma podem ajudá-lo a sentir-se confortável num cavalo e aprender as competências básicas necessárias para cavalgar com segurança.

Independentemente do seu nível de habilidade, andar a cavalo em Elati é uma experiência inesquecível, pois a sensação de liberdade e alegria que vem de cavalgar pela bela paisagem é verdadeiramente incomparável.

Fazer um Wine Tour em Nemea Vineyards: uma experiência de prova de vinhos inesquecível

Wine tour em Nimea (SEMELI Winery).
Wine tour em Nemea (SEMELI Winery).

Nemea é uma região no sul da Grécia conhecida por seus deliciosos vinhos e belas vinhas. Achei os socalcos coloridos um pouco parecidos com a região do Douro, em Portugal, sendo que em vez do Rio Douro se vê ao longe o Canal de Corinto.

Bem, se é fã de vinhos, então um passeio pelas vinhas de Nemea é uma experiência que não pode perder.

Um Wine Tour geralmente inclui uma visita guiada à vinícola, uma discussão sobre o processo de vinificação e, é claro, uma degustação de uma seleção dos melhores vinhos da quinta.

Durante o passeio terá oportunidade de conhecer as diferentes castas que se cultivam na região e como contribuem para os sabores e aromas únicos dos vinhos.

Também aprenderá sobre a história da vinificação em Nemea e como o terroir da região – a combinação de clima, solo e outros fatores – influencia o carácter dos vinhos.

Semeli Winery (Quinta em Nemea).
Semeli Winery (Quinta em Nemea).

Eu tive a oportunidade de visitar a Vinícola SEMELI, uma pitoresca quinta e simplesmente adorei, mas existem outras vinícolas com as quais pode reservar um tour de vinhos.

No geral, um tour de vinhos pelas quintas de Nemea é uma experiência inesquecível.

Caso seja um conhecedor de vinhos experiente ou apenas esteja a começar a descobrir o mundo dos vinhos, de certeza que encontrará muito para desfrutar e aprender nesta fascinante região da Grécia.

Explorar a bela Dimitsana e o Open Air Museum of Waterpower

Dimitsana (Peloponeso).
Dimitsana (Peloponeso).

Dimitsana é uma pequena cidade na região de Arcádia, no Peloponeso e um destino popular para turistas gregos.

Curiosamente, não é tão conhecida por estrangeiros, por isso tem mais uma razão para explorar esta região.

Aqui estão algumas das melhores coisas para ver e fazer em Dimitsana:

  • Explore a Cidade Velha: A Cidade Velha de Dimitsana está repleta de ruas estreitas, casas charmosas e igrejas históricas. Dê um passeio pela cidade e descubra as suas joias escondidas.
  • Caminhe pelo desfiladeiro de Lousios: O desfiladeiro de Lousios é uma maravilha natural deslumbrante localizada nos arredores de Dimitsana. Percorra os trilhos com vista para o desfiladeiro.
  • Visite o Mosteiro da Santíssima Trindade: O Mosteiro da Santíssima Trindade é um mosteiro localizado no Desfiladeiro de Lousios. É conhecido pela sua impressionante arquitetura e ambiente tranquilo.
  • Experimente a culinária local: Dimitsana tem várias tavernas e cafés tradicionais que servem comida local deliciosa. Não deixe de experimentar alguns dos famosos queijos e mel da cidade, bem como outras especialidades locais.

Porém, uma visita a Dimitsana não fica completa sem ir ao Open Air Museum of Waterpower.

Open Air Museum of Waterpower em Dimitsana.
Open Air Museum of Waterpower em Dimitsana.

O museu é uma atração única com um olhar fascinante sobre a história e o significado cultural dos moinhos de água da região.

Está instalado numa série de moinhos de água restaurados que já foram usados para abastecer a fábrica de pólvora local durante a ocupação otomana.

Um dos destaques do museu é a oportunidade de ver os moinhos de água em funcionamento. Os visitantes podem observar como a água flui pelas mós, alimentando as máquinas, o que demonstra a engenhosidade dos antigos gregos.

Além dos moinhos de água, o museu também apresenta uma variedade de exposições sobre a história de Dimitsana, incluindo uma coleção de fotografias antigas impressionante.

Guia gastronómico no Peloponeso: descubra os melhores restaurantes e especialidades locais

Entradas diversas no Restaurante Kakanarakis 1986 (Napflio).
Entradas diversas no Restaurante Kakanarakis 1986 (Napflio).

Exemplos de pratos populares no Peloponeso são a “spanakopita” (massa recheada com espinafres e feta), “moussaka” (beringela, carne picada e molho bechamel) e Tzaziki.

Trahana soup na Tefthis Taverna (Dimitsana).
Trahana soup na Tefthis Taverna (Dimitsana).

Menos conhecida, a sopa Trahana é feita com massa seca chamada “trahana”, a partir de uma mistura de farinha fermentada e iogurte.

A massa é então cozida num caldo de galinha, carne ou vegetais e aromatizado com especiarias e ervas.

Costuma ser servida como entrada ou como uma refeição leve sozinha e é um prato popular durante os meses mais frios, pois é reconfortante e quente.

Além desses pratos, o Peloponeso também tem peixe e mariscos. A extensa costa dá acesso a uma variedade de peixes frescos, incluindo sardinha, atum e polvo. Grelhados ou fritos, estes pratos fazem parte da gastronomia local, geralmente acompanhados de batatas fritas.

Um dos ingredientes mais famosos da culinária do Peloponeso é a azeitona “kalamata”, nome da cidade de Kalamata.

O Peloponeso tem também uma variedade de queijos, como o queijo feta, assim como “manouri”, um queijo branco macio, e “kefalotyri”, um queijo duro e salgado usado para ralar.

Se gosta de doces, então experimente o karydopita grego, também conhecido como “bolo de nozes”.

Karydopita grego, doce típico na Grécia.
Karydopita grego, doce típico na Grécia.

O bolo tem nozes picadas, farinha, açúcar e ovos e depois de cozido, é embebido numa calda feita com mel, açúcar e água.

A karydopita costuma ser servida como sobremesa, sozinha ou acompanhada de chantilly ou gelado.

Nenhuma refeição no Peloponeso está completa sem um copo de “ouzo”, que pode ser apreciado sozinho ou misturado com água ou gelo.

Enfim, a culinária do Peloponeso é uma deliciosa mistura de ingredientes frescos, sabores arrojados e ricas tradições culinárias.

Encontre o seu hotel perfeito no Peloponeso: de hotéis boutique a vilas luxuosas

Hotel Ippoliti em Náuplia (Peloponeso - Grécia).
Hotel Ippoliti em Náuplia (Peloponeso – Grécia).

Ao escolher um hotel no Peloponeso, há algumas coisas que pode querer considerar:

Localização: Considere a localização do hotel e se é conveniente para as atividades e atrações que deseja visitar. Também pode pensar se prefere ficar no centro da cidade ou numa área residencial mais tranquila.

Amenidades: Pense em quais amenidades e serviços são importantes para si. Quer um hotel com piscina, ginásio ou spa? Precisa de um hotel com restaurante ou bar? Faça uma lista daquilo que é importante para si para o ajuda a restringir as escolhas.

Preço: Considere seu orçamento e procure um hotel que ofereça um bom custo-benefício. Não se esqueça de verificar se há ofertas especiais ou descontos que possam estar disponíveis.

Avaliações: leia as avaliações de outros viajantes para ter uma ideia do que esperar do hotel. Procure avaliações que mencionem a localização, as comodidades, o serviço e a qualidade geral do hotel.

Considerando esses fatores, pode encontrar um hotel no Peloponeso que corresponda às suas necessidades e preferências. Veja mais já a seguir.

Onde ficar a dormir em Nafplio (Peloponeso)

Pequeno-almoço no Hotel Ippoliti em Náuplia (Peloponeso - Grécia).
Pequeno-almoço no Hotel Ippoliti em Náuplia (Peloponeso – Grécia).

Para mim, Nafplio é uma ótima base para explorar a região do Peloponeso, pois é uma cidade vibrante e animada, com muitos restaurantes, cafés e bares e tem uma localização conveniente, o que facilita no momento de se deslocar.

Então, em Nafplio eu fiquei no Hotel Ippoliti, um hotel charmoso e luxuoso com ótima localização.

O hotel está situado numa mansão restaurada do século XIX e apresenta uma mistura de elementos de design tradicionais e modernos.

Os hóspedes do Hotel Ippoliti podem escolher entre quartos e suítes decorados com bom gosto, cada um com camas confortáveis, lençóis de alta qualidade e comodidades modernas, como TV de écran plano e Wi-Fi.

Alguns quartos têm ainda varandas privadas com vista para a cidade ou para o mar, mas não foi o meu caso.

O hotel também dispõe de instalações e serviços para tornar a sua estadia o mais agradável possível, como um restaurante que serve deliciosa cozinha local e internacional, um bar com uma ampla seleção de bebidas e petiscos e um terraço panorâmico com vista para a cidade.

Além disso, o hotel também dispõe de serviço de concierge que pode ajudar os hóspedes a planear as atividades e excursões na área.

Caso não tenha ficado convencido, espreite outras alternativas de Hotéis em Nafplio.

Transportes e como se locomover no Peloponeso

Quinta de Semeli.
Quinta de Semeli, perto do Canal de Corinto.

Embora existam várias opções de transporte público na região do Peloponeso, é uma boa ideia alugar um carro.

Alugar um carro é uma opção conveniente se quiser explorar a região ao seu próprio ritmo, sendo que o ideal é alugar o carro online antecipadamente.

Além disso, os táxis estão amplamente disponíveis na região e podem ser chamados na rua ou solicitados por telefone.

A bicicleta é outra forma fácil de ir de um lugar para outro, principalmente em pequenas distâncias. A região do Peloponeso tem algumas rotas de ciclismo, e existem várias empresas que oferecem aluguer de bicicletas.

Enfim, seja qual for o meio de transporte que escolher, é importante estar atento às leis de trânsito e aos costumes locais e planear sua rota com antecedência para garantir uma viagem segura e agradável.

Esteja atento aos limites de velocidade (50 nas localidades, 90/110 nas estradas normais e 130 nas autoestradas), assim como às proibições de estacionamento.

Assim, as multas de excesso de velocidade podem ir dos 40-700 €, estacionamento proibido dos 40-80 € e passar um sinal vermelho pode significar pagar uma multa até 700 €.

Isto é o suficiente para estragar a viagem, não acha?

Como chegar ao Peloponeso na Grécia a partir de Portugal

Aeroporto Internacional de Atenas.
Aeroporto Internacional de Atenas.

A maneira mais fácil de chegar ao Peloponeso a partir de Portugal é voar para o Aeroporto Internacional de Atenas, que tem voos regulares das principais cidades de Portugal, como Lisboa e Porto.

Existem várias companhias aéreas que operam voos entre Portugal e a Grécia, incluindo Aegean Airlines, TAP Portugal, Lufthansa e Ryanair.

Ao chegar a Atenas, pode apanhar um voo doméstico para um dos aeroportos da região do Peloponeso, como por exemplo o Aeroporto de Kalamata ou o Aeroporto de Araxos.

Em alternativa, pode alugar um carro e conduzir desde o Aeroporto de Atenas até a região do Peloponeso.

Em voei do Aeroporto Francisco Sá Carneiro no Porto para o Aeroporto de Atenas na Lufthansa com escala no Aeroporto de Munique na ida e no Aeroporto de Frankfurt no regresso.

O voo de Atenas para Frankfurt foi na Aegean Airlines.

Dicas para organizar um roteiro no Peloponeso

Leão da Bavária em Náulplia - Peloponseo - Grécia).
Leão da Bavária em Náuplia – Peloponseo – Grécia).

Aqui estão algumas dicas para organizar um itinerário pelo Peloponeso:

Planeie com antecedência: faça alguma pesquisa e planeie o seu itinerário com antecedência. Isto ajuda-o a aproveitar ao máximo o seu tempo na região do Peloponeso e garantir que não perde nenhuma das atrações imperdíveis.

Decida o seu meio de transporte: A região do Peloponeso é bastante grande, então precisará decidir qual é a melhor maneira de se locomover. Se prefere ter mais flexibilidade, talvez queira alugar um carro. Como alternativa, pode usar o transporte público, como autocarro, táxi, ou mesmo a bicicleta, para ir de um lado para o outro.

Escolha os seus hotéis: A região do Peloponeso tem uma grande variedade de acomodações para escolher, incluindo hotéis, pensões e apartamentos. Considere o seu orçamento e preferências ao decidir sobre os lugares onde ficar a dormir.

Faça uma lista das atrações que quer visitar: A região do Peloponeso tem muitas ruínas antigas, praias, florestas e montanhas. Faça uma lista das atrações que quer visitar e considere quanto tempo precisa para visitar cada uma delas.

Considere o clima: o clima na região do Peloponeso pode variar dependendo da época do ano. Certifique-se de verificar a previsão e fazer as malas de acordo.

Não se esqueça de fazer um orçamento para refeições e lembranças: certifique-se de fazer um orçamento para refeições e lembranças ao organizar o seu itinerário. A região do Peloponeso é conhecida pela sua comida deliciosa, então não deixe de experimentar algumas especialidades locais.

Considere contratar um guia ou participar de passeios organizados: se quiser aprender mais sobre a história e a cultura da região do Peloponeso, considere contratar um guia ou juntar-se a um tour. Lembre-se que um guia pode fornecer informações difíceis de ter sozinho.

Melhor altura para visitar o Peloponeso

Andar a cavalo em Elati (Peloponeso) em Novembro.
Andar a cavalo em Elati (Peloponeso) em Novembro.

A melhor época para visitar a região depende das suas preferências pessoais e do tipo de experiência que está à procura. Assim, aqui tem algumas coisas a considerar:

Clima: A região do Peloponeso tem clima mediterrâneo, o que significa verões quentes e secos e invernos amenos. A melhor época para visitar se quiser passar tempo na praia é de maio a outubro, quando o clima é quente e ensolarado. No entanto, se prefere temperaturas mais baixas, pode visitar na primavera ou no outono, quando o clima é ameno e agradável.

Multidões: A região do Peloponeso é um destino turístico popular, então conte ver mais multidões nos meses de verão. Por outro lado, se preferir evitar as multidões, convém visitar na baixa temporada (abril, maio, setembro e outubro), quando o clima ainda está agradável e as multidões são menores.

Preços: Os preços de hospedagem e voos tendem a ser mais altos nos meses de verão, quando a procura é maior, por isso, se quer economizar, pode visitar na baixa temporada (novembro a março), quando os preços são mais baixos.

Eventos e festivais: A região do Peloponeso tem festivais e eventos ao longo do ano, como o Carnaval de Corinto em fevereiro e o Festival de Epidauro em julho e agosto. Ou seja, se estiver interessado em conhecer a cultura e as tradições locais, convém planear a sua viagem em torno de um desses eventos.

Eu viajei para o Peloponeso em novembro e foi ótimo. O clima estava razoável, as entradas nos monumentos custavam metade do preço e era fácil encontrar um restaurante adequado, pois estavam poucas pessoas nos restaurantes.

Subscreva o canal de YouTube para mais vídeos de viagens!

Artigos relacionados


*viajei para o Peloponeso a convite do Turismo do Peloponeso, e no contexto do TBEX Europe 2023, que irá ter lugar em Kalamata entre os dias 8 e 11 de maio 2023. A Stavroula Gkeka da Penguin Travels and Tours acompanhou-me nesta viagem e foi uma ajuda imprescindível. É claro que ficou ainda muito para ver, pelo que pretendo regressar à região em breve.

Viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Somos uma Família Portuguesa a viajar pelo mundo e partilhamos tudo em passaportenobolso.com. Aqui encontra muitas dicas de viagem, bem como informações práticas sobre vários destinos na Europa, África, Ásia e América. Visitei +30 países e não planeio parar tão cedo. De vez em quando viajo sozinha… Acompanhe tudo no Instagram / Facebook / YouTube / Pinterest / Twitter. 

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.