Visitar o Parque Natural do Alvão em Mondim de Basto e Vila Real

Cabras a regressar a casa ao final do dia no Parque Natural do Alvão.
Índice do artigo

Atualizado em: Fevereiro 10, 2024

O Parque Natural do Alvão é uma zona protegida criada em 1983 e cuja localização se divide entre os concelhos de Mondim de Basto e Vila Real, isto é, em Trás-os-Montes (Norte de Portugal).

A região é conhecida pelas cascatas das Fisgas de Ermelo, no entanto, como temos fortes raízes familiares em Mondim de Basto, conhecemos a área muito bem e podemos dizer-lhe que há muito mais para ver.

Assim, neste artigo, vamos falar-lhe de pontos que provavelmente conhece no parque, bem como de lugares desconhecidos e que merecem ser incluídos no seu roteiro.

Então, acompanha-nos nesta viagem pela Montanha de Emoções no Norte de Portugal?

O que visitar no Parque Natural do Alvão?

Barreiro, no Parque Natural do Alvão.
Barreiro, no Parque Natural do Alvão.
Miradouro do Barreiro.
Miradouro do Barreiro.
Aldeia do Arnal.
Perdidos na Serra do Alvão!
A caminho da Cascata de Galegos da Serra.
A caminho da Cascata de Galegos da Serra.

Em comparação com outros parques naturais do país, o Parque do Alvão é considerado pequeno em extensão, pois estamos a falar de apenas 72,2 km2.

No entanto, há tantas atividades para fazer e tão bonitas paisagens para admirar, que acreditamos que vai querer ficar alguns dias na região.

Assim, vamos dar-lhe dicas de cascatas e aldeias que estão ligadas por trilhos pedestres exigentes.

É claro que pode intercalar estes percursos pedestres com pausas refrescantes em lagoas e rios cujas águas cristalinas lhe vão ficar na memória.

Dica: veja outros parques em Portugal:

Cascatas no Parque Nacional do Alvão

Cascata de Galegos da Serra, no Parque Natural do Alvão (Vila Real).
O que ver no Parque Natural do Alvão: a Cascata de Galegos da Serra (Vila Real).

Se apenas conhece a cascata das Figas de Ermelo, então temos boas notícias para lhe dar, uma vez que nós sugerimos que visite mais três: a Cascata de Agarez, o Cascata de Galegos da Serra e a Cascata de Bilhó.

Cascata das Fisgas do Ermelo

A cascata das Figas de Ermelo no Rio Olo dispensa apresentações, pois é uma das maiores quedas de água de Portugal.

Pode ver comodamente a cascata e apreciar a dimensão da mesma a partir do Miradouro das Figas, no entanto, para se refrescar nas piocas (nome dado às lagoas), terá de percorrer o respetivo trilho pedestre.

Cascata de Bilhó

A Cascata de Bilhó situa-se na localidade com o mesmo nome e para lá chegar deverá dirigir-se pela Estrada Municipal M1200 que liga Cavernelhe a Bilhó.

A melhor altura para visitar esta cascata é na primavera, uma vez que o Rio Cabrão nem sempre tem um caudal suficiente para apreciar devidamente a queda de água.

Se for aventureiro, então sugerimos que suba as fragas da cascata e explore a montante do rio até às ruínas dos moinhos de água.

Cascata de Agarez

A Cascata de Agarez situa-se em Vila Marim, isto é, no lado de Vila Real do parque.

Não é fácil chegar lá mas procure indicações da aldeia de Agarez e depois deixe-se levar pelo ruído da água a cair.

Com efeito, a queda de água de 8 metros ouve-se bem à distância, e à falta de melhores indicações deixamos esta dica.

Cascata de Galegos da Serra

Cascata de Galegos da Serra, na Serra do Alvão.
Cascata e piscina natural em Galegos da Serra.

Mais uma cascata quase desconhecida dos portugueses: a cascata de Galegos da Serra.

Tenha em atenção o caminho de pedras para não escorregar e cair, mas acredite que a queda de água vale a sua visita.

De vez em quando é frequentada por grupos de pessoas que vivem ali perto, pois a maioria dos visitantes desconhece esta linda cascata, o que é uma pena.

Visitar as aldeias no Parque Natural do Alvão

Varzigueto, no Parque Natural do Alvão.
Varzigueto, no Parque Natural do Alvão.
Miradouro de Campanhó.
Miradouro de Campanhó.

São algumas as aldeias rurais dentro do Parque Natural do Alvão, no entanto, as nossas preferidas são Barreiro, Travassos, Varzigueto e Lamas d’Olo.

Assim, na aldeia de Barreiro coloque na sua lista uma passagem pela Capela de Santo António do Barreiro e uma paragem para contemplar a paisagem no miradouro do Barreiro.

Em Travassos, não perca uma visita à discreta ponte de Travassos, assim como à Capela de Santa Bárbara, protetora contra os raios e tempestades que na Serra do Alvão são frequentes no inverno.

Já em Varzigueto, comece por admirar a aldeia de longe, pois parece quadro saído da imaginação de um artista inspirado.

O conjunto de casas de granito fica particularmente bonito com o enquadramento de campos verdejantes a perder de vista mas para aprimorar a sua visita sugerimos que veja a Capela de Nossa Senhora da Luz.

Em Lamas D’Olo destacamos a aldeia com casas de granito e nos campos à volta sugerimos que dê especial atenção aos lameiros e campos de cultivo.

Por outro lado, não muito longe, pode ver duas barragens que são a Barragem Cimeira e Barragem Fundeira e se preferir fazer um piquenique sugerimos uma pausa no Parque de Merendas de Lamas D’Olo.

Outros Lugares de Interesse

Rota dos Miradouros em Mondim de Basto: Capela do Fojo no Parque Natural do Alvão.
Capela do Fojo.
Miradouro da Lomba Gorda.
Miradouro da Lomba Gorda (EN 304).
Estrada Nacional 304.
Alto do Velão, Estrada Nacional 304.
Santuário de Nossa Senhora da Graça.
Santuário de Nossa Senhora da Graça, no Monte Farinha.
Rota dos Miradouros em Mondim de Basto: Senhora da Graça.
Miradouro da Senhora da Graça.

Já partilhamos uma série de lugares muito interessantes para visitar no Alvão, no entanto, ainda temos mais algumas dicas para si.

Assim, a Estrada Nacional 304 é um percurso absolutamente deslumbrante que tem de fazer, seja de carro ou de bicicleta, de preferência no sentido da Campeã para Mondim de Basto.

É certo que apenas um pequeno trajeto da EN304 passa pela área protegida, mas acredite que nos vai agradecer esta dica.

Coloque também na sua lista de o que visitar no Parque Natural do Alvão o pelourinho de Ermelo, a Ponte Medieval de Ermelo, o Fojo, assim como os moinhos de Fervença.

Alojamento no Parque Natural do Alvão

Aldeia de Varzigueto, no Parque Natural do Alvão (Mondim de Basto).
Aldeia de Varzigueto, no Parque Natural do Alvão (Mondim de Basto).

Em termos de alojamento tem duas hipóteses: ficar a dormir num alojamento local dentro do parque, ou em alternativa, optar por um unidade hoteleira em Mondim de Basto.

A minha recomendação é o fabuloso Agua Hotels Mondim de Basto (4 estrelas), nos arredores da vila de Mondim de Basto e com vista para o Rio Tâmega e para o Monte da Senhora da Graça.

No entanto, caso prefira uma experiência mais rural, sem abdicar do conforto, sugiro que espreite os seguintes alojamentos locais, dentro do parque natural:

Já se preferir ficar num glamping, pode escolher ficar numa tenda, chalé ou bungalow com jacuzzi no Refúgio das Poldras, em Vilar de Viando.

No entanto, se nenhuma destas sugestões lhe agradou, confirme os preços e disponibilidade dos alojamentos na região de Mondim e no Parque do Alvão a seguir.

Tudo o que precisa saber sobre o Parque Natural do Alvão

Quantos metros tem a Serra do Alvão?

A Serra do Alvão tem 1330 metros de altitude, sendo que o ponto mais elevado é o Alto das Caravelas. O Parque Natural do Alvão ocupa uma parte da Serra do Alvão até à Serra do Marão.

Onde se localiza o Parque Natural do Alvão?

Miradouro/baloiço da Senhora da Piedade.
Miradouro da Senhora da Piedade, Baloiço Senta e Sente.

O Parque Natural do Alvão fica no Norte de Portugal, mais concretamente, entre os concelhos de Vila Real e Mondim de Basto.

Mapa e como chegar ao Parque Natural do Alvão

O Parque Natural do Alvão fica a 16 km de Vila Real, 100 km do Porto e a 400 km de Lisboa, por isso não tem desculpa para não conhecer este paraíso em Trás-os-Montes.

Do Porto

Leia também

Viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Somos uma Família Portuguesa a viajar pelo mundo e partilhamos tudo em passaportenobolso.com. Aqui encontra muitas dicas de viagem para famílias, bem como informações práticas sobre vários destinos na Europa, África, Ásia e América. Visitei +30 países e não planeio parar tão cedo. De vez em quando faço viagens sozinha! Acompanhe tudo no Instagram / Facebook / YouTube / Pinterest / Twitter.

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.