Corfu Grécia: o que fazer e visitar na linda ilha do Mar Jónico

O que fazer em Corfu, Grécia.
Índice do artigo

Atualizado em: Maio 23, 2024

Veja o que fazer e visitar em Corfu, na Grécia. Percorra o centro histórico Património da UNESCO com calma e absorva todos os detalhes arquitetónicos que se distinguem das restantes ilhas gregas, mergulhe nas praias paradisíacas e sente-se numa esplanada com um copo de ouzo na mão a ver o por do sol…

Corfu promete dias memoráveis a quem se atreve a dedicar tempo a este recanto da Grécia.

A Ilha de Corfu, ou Córcira, faz parte da região das Ilhas Jónicas, na Grécia e está localizada na costa da Albânia, aliás, é possível ver território albanês a partir desta região, já que no ponto mais próximo, fica a apenas 3 km da Albânia.

Apesar de ser a mais famosa e mais visitada ilha do conjunto das Ilhas Jónicas, é pouco visitada pelos portugueses, o que é uma pena já que acho que é um lugar incrível!

Com a leitura desta pequena introdução já deve ter percebido que eu gostei muito de visitar Corfu, e por várias razões, por isso, se está a pensar viajar para a Grécia, recomendo que leia com atenção até ao final deste artigo.

Ou seja, se valoriza conhecer paisagens e mergulhar em praias em tranquilidade, recomendo que coloque Corfu, na Grécia, no topo da sua lista de lugares a visitar na Europa.

👉 Curiosidade: Sabia que Corfu foi a única ilha grega não conquistada pelos turcos?

O que fazer e visitar em Corfu, Grécia

Centro histórico de Corfu, Grécia.
Visitar o centro histórico.

Segue-se uma lista de o que fazer e visitar em Corfu, mas antes de mergulhar na riqueza da região, queria deixar-lhe um desafio.

Sabe qual a origem deste nome? Então, Corfu tem origem em Córcira que era uma ninfa.

Ora, Córcira foi raptada por Posidão, o deus do mar, e levada para uma ilha, que passou a chamar-se Córcira. É este o mito ligado ao nascimento do nome desta ilha.

Explorar o centro histórico do Corfu, Património UNESCO

Ruas de Corfu.
Percorrer as ruas do centro histórico, conhecidas como kandounia.
Old Corfu.
Old Corfu.

O centro histórico da Corfu está classificado como Património Mundial da UNESCO.

Percorrer a cidade velha é uma verdadeira viagem no tempo, com o seu labirinto de ruas estreitas, localmente conhecidas como kandounia, nas quais é possível detetar influências venezianas, francesas e britânicas.

No entanto, devo dizer que a arquitectura veneziana, que me pareceu predominante, é realmente interessante, com edifícios coloridos e as típicas varandas de ferro forjado.

Varandas típicas em ferro forjado, no centro histórico.
Varandas típicas em ferro forjado, no centro histórico.

A Esplanada, ou Spianada, é a maior praça da Grécia e está localizada em frente à Antiga Fortaleza. Este vasto espaço verde é perfeito para passeios em família.

Aliás, tanto locais e turistas aproveitam para descansar nestes jardins bem cuidados!

Além disso, dedique algum tempo a percorrer o Liston, que é uma zona pedonal com arcadas elegantes.

Foi construída pelos franceses e tem cafés sofisticados, um pouco caros para o meu orçamento.

Explorar a zona de Liston.
Explorar a zona de Liston.
Fazer compras na Rua Kapodistriou.
Fazer compras na Rua Kapodistriou.

E se gosta de caminhar, então recomendo passear pela Rua Kapodistriou.

É nesta rua pedonal que vai encontrar as lojas tradicionais e produtos locais, como por exemplo o famoso azeite de Corfu.

Para terminar este roteiro pelo centro histórico de Corfu, sugiro uma visita à praça da Câmara Municipal, ou Dimarcheiou.

Lá poderá admirar a antiga ópera de Corfu, que hoje é a Câmara Municipal, pois este edifício domina completamente a praça.

Passear pela Antiga Fortaleza (Castelo de Corfu)

O que fazer em Corfu: explorar a antiga fortaleza.
O que fazer em Corfu: explorar a antiga fortaleza.
Entrada para o antigo castelo.
Entrada para o antigo castelo.

São muitos os nomes para esta zona de Corfu: Forte Antigo, Palaio Frourio, antiga fortaleza e ainda castelo antigo de Corfu. Mas uma coisa é certa, a Antiga Fortaleza é uma das principais atrações de Corfu.

Construído pelos venezianos no século XV, tem vistas espetaculares sobre o mar Jónico, para além de muitos lugares para explorar, alguns em ruínas infelizmente.

A Antiga Fortaleza é uma fortaleza veneziana, que remonta ao tempo em que Veneza liderava este território.

A entrada para a fortaleza é feita por uma ponte de pedra, sobre um fosso.

Logo à entrada, encontramos a majestosa Capela de São Jorge (Agios Georgios). Esta igreja, construída pelos britânicos no século XIX, assemelha-se a um templo dórico grego, destacando-se pela sua arquitetura clássica.

Agios Georgios, a Capela de São Jorge na Antiga Fortaleza.
Agios Georgios, a Capela de São Jorge na Antiga Fortaleza.

Outro ponto de interesse é a Torre Circular de Versiada (Κυκλικός Πύργος της Βερσιάδας). Esta torre, além de oferecer uma vista panorâmica incrível, é, na minha opinião, o lugar perfeito para tirar fotografias ao entardecer.

A Porta de Mandraki é um dos antigos portões da fortaleza. Este portão histórico liga a fortaleza com o antigo porto de Mandraki, outrora um importante ponto de comércio.

No extremo da fortaleza, encontra-se o Cabo Sidero (Ακρωτήρι Σίδερο), que tem uma vista inigualável sobre o mar.

Além disso, o Leão Veneziano da Acrópole da Antiga Fortaleza é uma escultura que simboliza o poder de Veneza. Ou seja, representa a força e a influência veneziana na região durante séculos.

Dentro da fortaleza, é ainda possível visitar o Pyritidapothḗkē, o antigo paiol de pólvora e o antigo hospital britânico.

Conhecer os Templos e as Igrejas de Corfu

Holy Monastery of Panagia Vlacherna, Corfu.
Holy Monastery of Panagia Vlacherna.

Existem nada mais nada menos do que 37 igrejas em Corfu! Portanto, não é tarefa fácil falar de todos os templos religiosos da ilha. Por essa razão, vou apenas mencionar as mais importantes.

Sem dúvida, a Igreja de São Spiridon é um dos monumentos mais venerados. O santo padroeiro de Corfu, São Spiridon, está aqui sepultado. A sua relíquia é carregada pelas ruas em procissões religiosas, atraindo muitos fiéis e turistas.

Outro templo que vale a pena visitar é o Mosteiro de Panagia Vlacherna. Situado numa pequena ilha ligada à terra firme por uma ponte, este mosteiro é imperdível!

A Catedral Metropolitana de Corfu, também conhecida como Igreja de São Jacob e São Cristóvão, é outro importante local de culto. Esta catedral ortodoxa é conhecida pelos seus magníficos ícones e frescos.

Por outro lado, a Igreja de Nossa Senhora de Antivouniotissa, na cidade velha, é uma das mais antigas da ilha. Agora transformada em museu, mostra uma coleção impressionante de arte religiosa bizantina.

O Mosteiro de Paleokastritsa é outro destaque religioso. Fundado no século XIII e localizado no alto de uma colina, tem vistas panorâmicas sobre o mar simplesmente deslumbrantes!

Visitar os Museus em Corfu

Conhecer a história de Corfu através dos seus museus.
Conhecer a história de Corfu através dos seus museus.

Devo dizer que fiquei agradada com o facto de existirem tantos museus na ilha de Corfu! Já partilhei por aqui que eu sou uma fã incondicional de museus, pois acredito que são a melhor forma de conhecer a história de um destino.

Portanto, estando em Corfu, aqui ficam as minhas sugestões de museus a explorar:

O Museu de Arte Asiática é um dos mais importantes. Situado no Palácio de São Miguel e São Jorge, exibe uma vasta coleção de arte oriental. Este museu é único na Grécia, com peças de China, Japão, Índia e outras regiões asiáticas.

O Museu Arqueológico é outros dos museus que acho que vale a pena visitar. Destaco os achados da antiga cidade de Corfu e o impressionante Górgona de Medusa. É a melhor forma de conhecer a história antiga da ilha.

Já no Museu de Palaiopolis – Mon Repos localizado na antiga residência de verão dos governadores britânicos, pode ver os achados arqueológicos e artefactos da antiga cidade de Corfu.

O Museu Casa Parlante oferece uma experiência única, pois recria a vida de uma família aristocrática do século XIX, com figuras animadas e efeitos sonoros. Ou seja, é uma imersão completa na época.

Por fim o Museu de Kapodistrias é dedicado a Ioannis Kapodistrias, que foi o primeiro governador da Grécia independente. Fica na casa de campo da sua família, e mostra objetos pessoais bem como documentos históricos.

Visitar o Achilleion, o Palácio da Princesa Sissi

Pátio interior no Palácio da Sissi, em Corfu.
Pátio interior no Palácio da Sissi.
Decoração no interior do Palácio da Sissi, em Corfu.
Decoração no interior do Palácio da Sissi, em Corfu.
Estátua de Aquiles a morrer, no Palácio da Princesa Sissi, Corfu.
Estátua de Aquiles a morrer, no Palácio da Princesa Sissi, Corfu.
Interior do Palácio da Sissi, em Corfu, Grécia.
Interior do Palácio da Sissi, em Corfu, Grécia.

Decidi falar do Palácio da Sissi em Corfu em separado, porque acredito que vale muito a pena visitar. Ou seja, não é apenas mais um museu em Corfu, é realmente um lugar especial.

O Achilleion fica em Gastouri, a cerca de 10 km do centro de Corfu, mas é um dos lugares mais visitados na ilha dada a sua relevância não só arquitetónica, mas também cultural e histórica.

É que o palácio Achilleion foi mandado contruir pela Imperatriz Sissi, enquanto residência de verão e na sequencia da morte do seu filho.

Relembre-se que a Imperatriz Isabel da Baviera, mais concretamente Isabel Amália Eugénia da Baviera, também conhecida como Sissi, ou Sisi, foi a mulher do imperador Francisco José I, pelo que adotou a designação de Imperatriz Consorte da Áustria.

O nome Archilleoin diz respeito a Aquiles, já que o palácio é dedicado a este guerreiro, com estátuas e pinturas expostas por toda a propriedade.

Foi hospital militar durante a I Guerra Mundial e quartel general na II Guerra Mundial, no entanto, as principais atrações turísticas do Achilleion são a escadaria monumental do palácio, bem como a escultura do Aquiles moribundo, que é pouco usual.

👉 Saiba mais sobre a história do Achilleoin, o Palácio de Verão da Sissi, e faça um tour virtual comigo!

Explorar os acontecimentos em Corfu durante a Segunda Guerra Mundial

Escadaria no Palácio da Sissi, com pintura de Aquiles vitorioso.
Escadaria no Palácio da Sissi, com pintura de Aquiles vitorioso.

Ora aqui tem um itinerário histórico para entender o papel de Corfu na Segunda Guerra Mundial!

Durante a guerra, Corfu sofreu ocupações e bombardeamentos, o que deixou marcas profundas na ilha.

Em 1941, a Itália fascista ocupou Corfu. Esta ocupação durou até 1943, quando os alemães tomaram o controle. A mudança trouxe novos desafios e sofrimentos para os habitantes da ilha.

Os bombardeamentos aliados em 1943 foram devastadores. A cidade de Corfu sofreu danos significativos, especialmente na área da cidade velha, pois muitos edifícios históricos foram destruídos.

Para explorar estes eventos, sugiro que comece pela Spianada Square, onde monumentos e placas comemoram os eventos da Segunda Guerra Mundial.

Outro ponto importante é o Forte Antigo, pois esta fortaleza foi usada pelos italianos e alemães durante a ocupação.

Além disso no Museu de Kapodistrias, embora dedicado ao primeiro governador da Grécia, tem uma secção sobre a Segunda Guerra Mundial. Aqui, documentos e fotografias narram os impactos da guerra em Corfu.

Também a Igreja de São Spiridon também tem relevância histórica, porque durante a guerra, esta igreja foi um refúgio para muitos habitantes.

Para uma experiência completa, explore as ruas da cidade velha. Muitas casas e edifícios ainda mostram cicatrizes da guerra, testemunhas silenciosas de um período difícil.

Deliciar-se com a gastronomia local

Polvo grelhado.
Polvo grelhado.
Tzatziki.
Tzatziki.

A gastronomia em Corfu é uma fusão única de influências gregas, italianas e venezianas. Os pratos típicos refletem a rica história e cultura da ilha, bem como o que se encontra nos mercados locais.

Ou seja, ervas, vegetais, azeite e peixe fresco são a base da cozinha corfiota.

Portanto, vamos aos pratos típicos em Corfu, começando pelo Sofrito.

Aliás, vai encontrar o Sofrito em muitos restaurantes em Corfu. Consiste em vitela cozinhada em vinho branco, alho e salsa e é um clássico da cozinha corfiota.

O Pastitsada é outro prato tradicional, ou seja, galo ou vitela cozida em molho de tomate e especiarias, servida com massa.

Para quem gosta de peixe, o Bourdeto é imperdível! Trata-se de um estufado picante de peixe, geralmente feito com escorpena, com um rico molho de tomate e pimento.

Além disso, nos restaurantes, vai encontrar pratos gregos clássicos como o tzatziki (molho de pepino e iogurte), moussaka (beringela com carne picada) e souvlaki (espetadas de carne grelhadas servidas com pão pita).

Também vi bastantes pratos de polvo grelhado, lulas e camarões, principalmente nos restaurantes à beira-mar.

Para uma experiência gastronómica completa, aqui estão cinco restaurantes recomendados no centro de Corfu:

Descubra as Praias Paradisíacas de Corfu

Praias de Corfu, na Grécia.
Praias de Corfu, na Grécia.

As ilhas gregas combinam com lindas praias, certo? Pois Corfu, no Mar Jónico, tem cerca de 117 praias deslumbrantes que vale a pena conhecer!

Em Corfu, encontrará praias de cortar a respiração, sem estar sobrecarregadas de turistas. Isto porque muitos turistas vêm em cruzeiros e partem ao final do dia, deixando as praias mais tranquilas. Ou seja, os finais de tarde em Corfu são especialmente agradáveis!

Além disso, não há navios de cruzeiro todos os dias. A maioria dos visitantes concentra-se no centro, deixando o resto da ilha menos movimentado. Isto faz de Corfu um destino perfeito para quem procura praias sossegadas e naturais.

Aqui estão as praias mais bonitas de Corfu, na minha opinião:

  • Barbati Beach: Perto do centro de Corfu, esta praia tem a água mais quente da ilha e poucos turistas. Ideal para um dia relaxante.
  • Palaiokastritsa Beach: Situada no noroeste de Corfu, esta praia escondida oferece um mosteiro de 1225 e cavernas para explorar. É um local perfeito para aventureiros.
  • Sidari Beach: Localizada no norte de Corfu, Sidari é um pequeno povoado com menos de 400 habitantes. As suas praias têm água transparente e areia fina, perfeitas para um dia de descanso.

É importante lembrar que, apesar de o nudismo não ser permitido em Corfu, o topless é aceite em muitas praias.

Explorar as praias de Corfu é uma experiência imperdível. A combinação de beleza natural, águas cristalinas e tranquilidade torna esta ilha um verdadeiro paraíso.

Alojamento em Corfu, Grécia

Vista a partir do Palácio da Sissi em Corfu.
Ficar num hotel à beira-mar em Corfu, Grécia.

Se preferir um hotel luxuoso à beira-mar, tanto o Restia Suites Exclusive Resort -Adults Only (5 estrelas), como o Grecotel-LUXME Costa Botanica (5 estrelas, TUDO INCLUÍDO) ou o Roda Beach Resort & Spa (5 estrelas, TUDO INCLUÍDO) são excelentes opções.

No entanto, se preferir um alojamento económico, o Corfu Room (3 estrelas) é uma opção bastante em conta.

Espreite o mapa a seguir com todos os alojamentos na Ilha de Corfu:

Tudo o que precisa saber antes de visitar Corfu

Onde fica ilha de Corfu?

Visitar Corfu, na Grécia.
Visitar Corfu, na Grécia.

Fica no Mar Jónico, ou seja, na costa noroeste da Grécia. A sua localização estratégica, próxima à costa da Albânia, tornou-a um ponto de encontro entre várias culturas ao longo da história.

É bastante popular como destino de cruzeiros.

É a segunda maior das ilhas Jónicas, uma das mais verdes e, dizem, mais bonitas do arquipélago.

Quantos dias são necessários para visitar?

Ilha Pontikonisi, em Corfu.
Ilha Pontikonisi, em Corfu.

Acredito que 2 ou 3 dias são suficientes para visitar as principais atrações turísticas de Corfu, como o magnífico centro histórico, ou Corfu Old Town, bem como algumas praias da área.

No entanto, se quiser conhecer Corfu de forma mais profunda, o que recomendo vivamente, de certeza que arranjará motivos suficientes para ficar uma semana em Corfu.

É que as características culturais de Corfu são bastante distintas das restantes regiões gregas, o que faz com que seja um lugar realmente fascinante!

Portanto, se tiver oportunidade, reserve uma semana para descobrir a linda região de Corfu e verá que me vai agradecer!

Vale a pena alugar carro em Corfu?

Turistas a visitar Corfu, na Grécia.
Turistas a visitar Corfu, na Grécia.

Sim, sem dúvida que vale a pena alugar carro em Corfu, apesar de existirem autocarros em toda a ilha.

O certo é que, para o viajante comum, é muito fácil circular de carro na ilha já que as estradas são aceitáveis, apesar de serem estreitas em algumas regiões.

O mesmo não posso dizer em relação a andar de autocarro, já que, para além de terem horários rígidos, não chegam a todos os lados.

Por isso recomendo que alugue um carro ao chegar ao aeroporto.

As seguintes companhias de rent-a-car têm levantamento de viatura no aeroporto de Corfu: Alamo, Thrifty, Addcar, Avis, Enterprise, Hertz, National e SIXT.

Além disso, existem companhias de aluguer de carro que não tendo escritório no aeroporto, dispõem de shuttle gratuito para os escritórios e, por essa razão, conseguem ter preços mais atrativos.

Ou seja, para quem prefere aluguer de carro económico, recomendo que confirme os preços da Dirent a car, Centauro ou A2S Car Rental.

👉Veja quanto custa alugar carro na Ilha de Corfu.

Como ir de Portugal para Corfu?

Aeroporto Internacional de Corfu-Ioannis Kapodistrias (CFU).
Aeroporto Internacional de Corfu-Ioannis Kapodistrias (CFU).
Apanhar o ferry para a Ilha de Corfu, na Grécia.
Apanhar o ferry para a Ilha de Corfu, na Grécia.

Para ir de Portugal para Corfu pode escolher via aérea ou marítima.

O Aeroporto Internacional de Corfu Ioannis Kapodistrias recebe voos regulares de Atenas e de várias cidades europeias, especialmente durante a temporada de verão, no entanto, não existem voos diretos de Portugal para Corfu.

Além disso, há frequentes serviços de ferry que ligam Corfu a outras ilhas Jónicas, como Paxos, e ao continente grego, incluindo a cidade de Igoumenitsa.

Quais Ilhas fazem parte do Arquipélago das Ilhas Jónicas?

Descansar à sombra nas praças gregas.
Descansar à sombra nas praças gregas.

Fazem parte do arquipélago das Ilhas Jónicas seis ilhas:

  • Corfu;
  • Paxos;
  • Lêucade;
  • Ítaca;
  • Cefalónia;
  • Zacinto;
  • Citera;

Porque é a Ilha de Corfu tão famosa?

Ilhota entre Corfu e Albânia.
Ilhota entre Corfu e Albânia.

A ilha de Corfu é famosa pela sua combinação única de beleza natural, história rica e cultura diversificada, o que faz com que este destino seja cada vez mais procurado por turistas de todos os cantos do mundo.

Assim, em termos de paisagens naturais, a ilha está repleta de praias deslumbrantes com águas cristalinas e areias douradas. Aliás, a sua vegetação, montanhas e paisagens dignas de um filme de Hollywood não deixam ninguém indiferente.

Além disso, a ilha foi influenciada por várias civilizações, incluindo os gregos, romanos, bizantinos, venezianos, franceses e britânicos e esta mistura cultural é evidente na arquitetura, gastronomia e tradições da ilha.

Já falei antes da cidade velha de Corfu, Património Mundial da UNESCO, bem como dos monumentos históricos, como por exemplo o Forte Antigo e a Igreja de São Spiridon, só para indicar alguns.

Ou seja, há tanto para ver e fazer em Corfu que facilmente os visitantes ficam entretidos a explorar o território durante uma semana.

Qual é o mito de Corfu?

Monumentos a visitar no centro histórico.
Monumentos a visitar no centro histórico.

Reconheço que não estava à espera de associar a linda ilha de Corfu à mitologia, por isso fiquei contente quando me falaram não só do Mito de Corfu, como abriram uma janela sobre uma Ilha de lendas.

Afinal, a ilha de Corfu, também conhecida como Kérkyra, está repleta de mitos e lendas antigas.

Segundo a mitologia grega, Corfu foi o local onde Poseidon, deus do mar, trouxe a sua amada ninfa, Korkyra. Fascinado pela beleza da ilha, Poseidon resolveu dar o seu nome à ilha.

Apesar de esta história ser uma das mais conhecidas, não é a única!

Outra lenda importante é a de Nausicaa, filha do rei Alcinoo dos Feácios. Na “Odisseia” de Homero, Nausicaa encontra o herói Ulisses naufragado onde? Já adivinhou, nas costas de Corfu.

E mais, a hospitalidade dos Feácios ajudou Ulisses a retomar a sua viagem para casa, sendo que esta história de acolhimento é um orgulho para os corfiotas.

Além disso, a ilha de Corfu também está associada ao mítico Jardim das Hespérides. Este jardim encantado, repleto de árvores com maçãs de ouro, era guardado pelas ninfas Hespérides.

O Jardim simboliza a fertilidade e a beleza de Corfu, o que atrai a Corfu muitos visitantes interessados em história e mitologia.

Outro local mítico é o Monte Pantokrator, o ponto mais alto da ilha e de onde, dizem, os deuses gregos observavam o mundo.

Leia também

Por fim, está a pensar visitar a Grécia? Então tomamos a liberdade de sugerir os seguintes artigos:

Viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Somos uma Família Portuguesa a viajar pelo mundo e partilhamos tudo em passaportenobolso.com. Aqui encontra muitas dicas de viagem, bem como informações práticas sobre vários destinos na Europa, África, Ásia e América. Visitei +30 países e não planeio parar tão cedo. De vez em quando viajo sozinha… Acompanhe tudo no Instagram / Facebook / YouTube / Pinterest / Twitter.

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.