Browsing Category

Cruzeiros

0 In Cruzeiros/ Destinos/ Dicas de Viagem

Compensa comprar pacotes de bebidas nos cruzeiros? | dicas para principiantes

bebidas-msc-cruzeiros

Esta é a segunda pergunta que mais nos fazem no que diz respeito a viagens de cruzeiro. Quer saber qual é a primeira? Veja aqui.

Por favor tenha em atenção que nós fizemos duas viagens de cruzeiro, uma em 2016 no MSC Orchestra no Mar Mediterrâneo e outra em 2017 no MSC Divina nas Caraíbas. Isto significa que a opinião expressa é baseada apenas na nossa experiência com a Companhia de Cruzeiro MSC.

No primeiro cruzeiro que fizemos, no MSC Orchestra, como tudo  era novidade e não queríamos correr o risco de as bebidas serem demasiado caras no navio, optámos por comprar o pacote “Allegríssimo” (agora chama-se “Bebidas TI Restaurante & Bar). O valor desse pacote, se não estou em erro, era de 26 EUR por dia para os adultos e 12 EUR por dia para as crianças. Nós pagámos e não reclamámos mas fizemos outra coisa: guardámos todos os talões com os preços das bebidas que consumimos durante o cruzeiro.

Todos os dias íamos buscar garrafas de água, consumimos vinho e refrigerantes às refeições, nos bares fomos buscar sumos e cocktails. Quando chegámos a casa fizemos as contas e chegámos à conclusão que NÃO tinha valido a pena comprar o pacote. Tudo aquilo que consumimos foi de valor inferior ao que tínhamos pago.

Mas quando marcámos a viagem para o MSC Divina estava a decorrer uma promoção que oferecia o pacote de bebidas. Apesar de acharmos que para a nossa família o pacote de bebidas não compensa, como era de oferta resolvemos aproveitar.

O que importa referir é que nos dois cruzeiros, nos restaurantes buffet, existiam reservatórios com água e limonada disponíveis para toda a gente, mesmo se não tivesse comprado nenhum pacote de bebidas poderia consumir aquelas bebidas e, eventualmente, encher garrafas para levar consigo e utilizar durante o dia. E não se esqueça que os restaurantes buffet estão abertos quase todo o dia.

Até ao final do mês vamos continuar a publicar artigos dedicados às viagens de cruzeiro. Se gostou deste artigo talvez tenha interesse nos seguintes:

Quer marcar a sua próxima viagem de cruzeiro? Veja as promoções atualizadas da Logitravel para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

0 In Cruzeiros/ Destinos

Como são os procedimentos de embarque e desembarque num cruzeiro? | dicas para principiantes.

msc-orchestra

Se é a primeira vez que viaja num cruzeiro é normal que tenha dúvidas acerca dos procedimentos próprios desta forma de viajar. Por esta razão, decidimos fazer uma série de artigos para ajudarem outros viajantes para, pelo menos, saberem o que contar numa viagem de cruzeiro.

Por favor tenha em atenção que nós fizemos duas viagens de cruzeiro, uma em 2016 no MSC Orchestra no Mar Mediterrâneo e outra em 2017 no MSC Divina nas Caraíbas. Isto significa que a opinião expressa é baseada apenas na nossa experiência com a Companhia de Cruzeiro MSC.

Quando recebemos a documentação do cruzeiro vinham anexas etiquetas para serem colocadas na bagagem. Essas etiquetas na verdade eram folhas A4 que depois de preenchidas com os nossos dados e dobradas de uma certa maneira (tinham instruções) seriam colocadas na bagagem.

Os procedimentos de embarque e desembarque no MSC Orchestra e no MSC Divina foram semelhantes. O primeiro embarque foi em Veneza e o segundo em Miami.

Dirigimo-nos ao porto e deixámos as malas com as etiquetas junto ao navio. O check in é feito numa sala antes de entrar no navio, existem vários funcionários a encaminharem os passageiros para o check in, não se preocupe, não se vai perder. Quando o check in estiver feito poderá embarcar.

Como a sua cabine provavelmente ainda não estará pronta (dizem-lhe a que horas poderá ir para a cabine quando entrar no navio), costumam sugerir aos passageiros que explorem o navio e que, eventualmente, se dirijam ao restaurante para a primeira refeição a bordo. Quem tiver filhos poderá inscrevê-los nos clubes infantil e teen nessa altura.

A bagagem estará à porta da sua cabine quando a cabine estiver pronta. Segue-se o simulacro de incêndio, obrigatório para todos os passageiros.

Os procedimentos de desembarque começam na véspera do dia da sua saída. Irão deixar na sua cabine novas etiquetas para que possa identificar as malas, uma fatura com os valores gastos a bordo (incluindo as gratificações que são obrigatórias) e dir-lhe-ão qual é o seu ponto de encontro, isto é, o sítio para o qual se deverá deslocar no dia do desembarque e aguardar pela sua vez de sair do navio.

Terá também de se deslocar à informação no caso de detetar algum problema na fatura ou se tiver alguma importância a pagar. Não se esqueça que se tiver tido algum produto confiscado deverá perguntar quando e onde poderá levantar os seus bens.

A bagagem terá de ser deixada à porta da cabine até determinada hora. Se não estou em erro, nos dois cruzeiros, pediram-nos para deixar as malas à porta da cabine até à 1:00 da manhã, mas esta informação terá de ser confirmada.

No dia do desembarque, depois do pequeno-almoço, deverá ir para o ponto de encontro e aguardar que autorizem a sua saída. Esta é, na nossa opinião, o momento mais aborrecido da viagem de cruzeiro. Costuma ser demorado a não ser que tenha a sorte de ser dos primeiros a sair, mas imagino que  a logística de fazer sair tanta gente de um navio não seja fácil.

Quando desembarcar irá passar pelo recinto onde estão as suas malas, só precisa de as recolher e continuar viagem.

No ano passado, no MSC Divina, houve a possibilidade de os passageiros poderem optar por sair do navio com a própria bagagem, isto é, sem a deixar à porta da cabine na véspera mas não consigo confirmar se este procedimento foi adoptado por outros navios.

Até ao final do mês vamos continuar a publicar artigos dedicados às viagens de cruzeiro. Se gostou deste artigo talvez tenha interesse nos seguintes:

Quer marcar a sua próxima viagem de cruzeiro? Veja as promoções atualizadas da Logitravel para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

 

0 In Cruzeiros/ Destinos

Como fazer a mala para uma viagem de cruzeiro | dicas para principiantes.

msc-divina

Uma viagem de cruzeiro tem algumas especificidades que deve levar em consideração quando preparar a mala. É claro que não precisa de levar tudo o que mencionamos mas, pelo menos, fica com uma ideia da roupa que pode precisar num cruzeiro.

Diariamente é entregue em cada cabine o “Daily Program”, uma brochura onde poderá encontrar informação do que irá acontecer no navio no dia seguinte, assim como a indicação da indumentária sugerida para o jantar.

Por favor tenha em atenção que nós fizemos duas viagens de cruzeiro, uma em 2016 no MSC Orchestra no Mar Mediterrâneo e outra em 2017 no MSC Divina nas Caraíbas. Isto significa que a opinião expressa é baseada apenas na nossa experiência com a Companhia de Cruzeiro MSC.

Antes de mais, certifique-se que não leva nenhum artigo proibido, se não sabe do que estamos a falar veja este artigo.

Precisa, então, de se assegurar que a sua bagagem inclui:

  • Roupa casual para as saídas diurnas.

Durante o dia provavelmente vai sair do barco num tour organizado ou por sua conta, portanto, veja se tem roupa adequada para o clima da região onde vai estar. É diferente fazer um cruzeiro nas Caraíbas ou no Norte da Europa, por exemplo. Tem dúvidas se deve fazer as excursões pelo navio ou de forma independente? Essa é a pergunta que mais nos fazem no que diz respeito às viagens de cruzeiro.

  • Roupa formal, nomeadamente para a noite de gala.

O jantar com o capitão na noite de gala não é obrigatório, é claro que só vai quem quer e nós nunca fomos, mas dizem que é um acontecimento que vale a pela. O capitão do navio cumprimenta os convidados e disponibiliza-se para tirar fotografias (pagas mais tarde a peso de ouro). Os homens costumam vestir fato e as senhoras vestem vestidos longos.

  • Roupa temática para noites especiais.

Se não estamos em erro, os dois cruzeiros que fizemos tiveram três noites temáticas: a noite branca, a noite anos 60-70-80 e a noite italiana.

É bizarro sair da cabine e de repente ver todas as pessoas vestidas de branco. Salvo raras exceções as pessoas vestem branco da cabeça aos pés na noite branca.

A noite anos 60-70-80 tem visivelmente menos adeptos, mas mesmo assim vêem-se famílias inteiras vestidas a rigor.

Finalmente na noite italiana as pessoas vestem as cores da bandeira italiana: verde, branco e vermelho. Esta noite tem a particularidade de no jantar, antes de a sobremesa ser servida, os empregados do restaurante entrarem em festa a cantar uma música italiana, com bolos cintilantes no ar e de repente toda a gente agarra o guardanapo a agita-o no ar. Uma festa!

  • Fato de banho e roupa de ginásio.

Mesmo que não saia do barco para ir à praia, os navios de cruzeiro costumam ter piscina aliás, alguns têm várias piscinas, portanto não se esqueça do fato de banho. O mesmo é válido para a roupa de ginásio, pode apetecer-lhe fazer um treino no ginásio ou uma corrida à volta do navio.

Quer marcar a sua próxima viagem de cruzeiro? Veja as promoções atualizadas da Logitravel para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

 

 

 

 

0 In Cruzeiros/ Destinos

Artigos proibidos a bordo num cruzeiro|dicas para principiantes

barcos-de-cruzeiro

Sabia que não pode entrar num navio com um secador de cabelo? Nem com bebidas alcoólicas?

Imagino que não seja fácil controlar toda a bagagem que entra num navio, mas nós vimos em várias ocasiões pessoas deixarem à entrada do navio as compras que traziam consigo. Por outro lado, em Miami, um grupo de brasileiras estava a queixar-se que os secadores e alisadores de cabelo tinham sido confiscados.

A lista da bagagem permitida e proibida num cruzeiro está geralmente disponível para consulta nos sites das companhias e, claro, está sujeita a revisão. Portanto, talvez não seja má ideia confirmar o que pode levar na bagagem antes de fazer a mala para uma viagem de cruzeiro.

A informação que se segue foi retirada do site da MSC.

Itens proibidos a bordo 
A Segurança Portuária tem o dever de conferir e confiscar qualquer artigo internacionalmente considerado como perigoso para a segurança dos hóspedes, tripulação e navio. Tais itens serão confiscados e não devolvidos. Álcool, armas de fogo, objetos pontiagudos, tais como lâminas e tesouras, material inflamável e explosivo, itens com elementos de aquecimento ou chamas abertas (por exemplo, ferro de passar, chaleiras ou cafeteiras, fogões, velas, incenso), drones. Se algum material explosivo, armas, drogas ou outros ítens ilegais forem encontrados, as autoridades serão imediatamente alertadas. A MSC Cruzeiros será forçada a negar o embarque a qualquer hóspede que não cumpra com estes regulamentos. Em nome da saúde e da segurança, bebidas e alimentos (incluindo itens parcialmente consumidos e feitos em casa) também não podem ser levados a bordo. Exceção: produtos alimentícios secos, embalados e comercialmente produzidos. 
  
Itens que você pode deixar em casa 
Toalhas para piscina e secadores de cabelo (estarão disponíveis na sua cabine); protetor solar e produtos de beleza (todos disponíveis nas lojas a bordo).

Até ao final do mês vamos continuar a publicar artigos dedicados às viagens de cruzeiro. Se gostou deste artigo talvez goste dos seguintes:

 

Quer marcar a sua próxima viagem de cruzeiro? Veja as promoções atualizadas da Logitravel para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.


300x250_Cruzeiros_AlwaysOn

2 In Cruzeiros/ Destinos

[Especial Cruzeiros] Dicas para encontrar bons preços de cabines.

quarto-varanda-msc-divina

O preço final da sua viagem de cruzeiro vai ser muito influenciada pelo preço da cabine.

Por norma, os preços mais baixos são das cabines interiores, isto é, as que ficam no interior do navio e que não têm janelas. Seguem-se as cabines exteriores com vista obstruída, as exteriores, as exteriores com varanda e as suites costumam ser as mais dispendiosas.

Para encontrar bons preços de cabines tem três opções:

1.ª viajar em época baixa

Se tem a possibilidade de viajar fora do período das férias escolares muito provavelmente vai encontar bons preços de cabines. Funciona a lei da procura e da oferta, muitas famílias são forçadas a marcar viagens quando os filhos estão de férias e como a procura nessas alturas é muita, os preços sobem.

2.ª Marcar a viagem o mais cedo possível

Sabia que neste momento pode marcar viagens de cruzeiro na Logitravel até dezembro de 2020? Se puder marcar já as viagem do próximo ano não perca a oportunidade.

3.ª Aproveitar os preços promocionais.

As companhias de cruzeiros costumam fazer promoções várias vezes por ano. Dá trabalho mas pode compensar visitar o site da Logitravel de vez em quando para ver se há alguma promoção disponível. Para perceber se compensa ou não a promoção, convém que saiba qual é o valor base da sua viagem e quanto estaria disposto a pagar para quando a promoção surgir não ter de fazer muitas contas e poder decidir rapidamente mas de forma ponderada e consciente.

Por favor tenha em atenção que nós fizemos duas viagens de cruzeiro, uma em 2016 no MSC Orchestra no Mar Mediterrâneo e outra em 2017 no MSC Divina nas Caraíbas. Isto significa que a opinião expressa é baseada apenas na nossa experiência com a Companhia de Cruzeiro MSC.

Quer marcar a sua próxima viagem de cruzeiro? Veja as promoções atualizadas da Logitravel para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

 

0 In Cruzeiros/ Destinos

[Especial cruzeiros] Compensa fazer as excursões pelo navio ou de forma independente? Inclui dicas!

Por favor tenha em atenção que nós fizemos duas viagens de cruzeiro, uma em 2016 no MSC Orchestra no Mar Mediterrâneo e outra em 2017 no MSC Divina nas Caraíbas. Isto significa que a opinião expressa é baseada apenas na nossa experiência com a Companhia de Cruzeiro MSC, mas imagino que as condições para as excursões não variem muito noutras Companhias e certamente que as dicas que sugerimos se aplicam.

Não há dúvida que as excursões efetuadas pelos navios são geralmente dispendiosas, não dão liberdade para andar ao seu ritmo, e basicamente faz e vê o mesmo que toda a gente.

Mas o que as pessoas tendem a não dar importância é ao facto de que estas excursões também têm vantagens. Vamos enumerar algumas:

Tem a certeza que o seu navio não parte sem você estar a bordo.

Imagine que se atrasa no trânsito, que tem um acidente ou que se perde? Estas coisas acontecem. O navio à hora prevista vai sair do porto e cabe-lhe a si arranjar um transporte alternativo até à próxima paragem do barco. Agora imagine que a paragem a seguir é num país diferente? Um problema, não?

Pois, se fizer uma excursão pelo navio tem a garantia que ele não vai embora antes de você embarcar.

Tem acompanhamento de um guia especializado.

Há quem acredite que os taxistas são ótimos guias e eu concordo. Sabem as histórias mais incríveis acerca dos locais que visitamos e podem dar dicas de lojas e restaurantes que mais ninguém lhe diz.

Mas se for um apaixonado de História e quiser visitar a Acrópole na Grécia certamente não lhe vai ser de grande ajuda, além de o deixar à porta do monumento.

Os guias que acompanham os grupos são autênticas enciclopédias ambulantes que estão ali para seu benefício. Aproveite o conhecimento deles e termine a viagem mais rico culturalmente.

Está tudo incluído no preço da excursão, não terá despesas adicionais, salvo se mencionado.

A partir do momento em que sai do navio até que regressa só gasta dinheiro se quiser pois não terá despesas com transporte, guias nem entradas nos locais.

Bem, não ficará mal visto se deixar uma gorjeta ao guia mas provavelmente também o faria se fizesse a viagem, por exemplo, de táxi.

As nossas dicas para fazer as melhores escolhas:

  • Avalie o que é importante para si.

Se é uma pessoa ansiosa dificilmente ficará relaxado se sair do navio por sua conta e tiver receio de se atrasar. Além disso, viaja com pessoas idosas, que se cansam rapidamente ou com crianças? Pelo seu conforto e paz de espírito, poupe noutras coisas e faça as excursões pelo navio.

  • Estude com antecedência as opções de excursões existentes e veja se existem algumas que pode fazer comodamente de forma independente.

Por exemplo, em Santorini nós visitámos vários locais mas poderíamos tê-lo feito de forma mais económica e ao nosso ritmo se tivéssemos alugado um táxi. A única coisa que deve ter em conta é saber exatamente o que quer visitar e combinar o preço para não ter surpresas.

  • Junte-se a outros viajantes.

Além de poderem dividir o custo do táxi,  a probabilidade de encontrar alguém que já conhece a zona onde vão estar é muito grande, portanto vai ter guia particular.

Nota final: compensa fazer as excursões pelo navio ou de forma independente? Umas vezes compensa fazer as excursões pelo navio e outras vezes compensa fazê-las de forma independente. A quantidade de variáveis em cada porto é tão grande que não acredito que haja uma resposta unânime. No fim de contas o que importa é ter a melhor experiência possível e isso pode acontecer numa excursão pelo navio ou numa viagem independente.

Concorda? Nem por isso? Deixe um comentário, temos todo o gosto em saber a sua opinião!

Quer marcar a sua próxima viagem de cruzeiro? Veja as promoções atualizadas da Logitravel para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

 

3 In Cruzeiros/ Destinos/ Viajar com crianças

Viajar com crianças | viagens de cruzeiro.

viajar-crianças-cruzeiro

Nós viajamos sempre em família, o que significa que os nossos filhos (agora com seis e quinze anos), mesmo quando eram pequenos, sempre viajaram connosco. Portanto, podemos dizer que temos bastante experiência de viagens com crianças. E com base na nossa experiência não temos dúvidas em afirmar que as viagens de cruzeiro são a melhor forma de viajar com crianças de qualquer idade.

Por favor tenha em atenção que nós fizemos duas viagens de cruzeiro, uma em 2016 no MSC Orchestra no Mar Mediterrâneo e outra em 2017 no MSC Divina nas Caraíbas. Isto significa que a nossa opinião é baseada apenas na nossa experiência com a Companhia de Cruzeiro MSC, mas imagino que as condições para as crianças não variem muito noutras Companhias.

Crianças apenas pagam taxas ou pagam uma tarifa muito reduzida.

Enquanto que nas viagens de avião as crianças pagam a totalidade do bilhete ou têm um pequeno desconto, nas viagens de cruzeiro os mais novos pagam apenas as taxas ou uma tarifa muito baixa.

Veja bem as condições do cruzeiro que lhe interessar pois por vezes duas crianças podem usufruir de condições especiais de desconto.

Refeições especiais nos restaurantes buffet e À La Carte.

Se os seus filhos não fazem birra na hora da refeição, ainda bem. Mesmo assim é tranquilizante saber que existem refeições pensadas para os mais pequenos. E o mais engraçado é ver adultos visitarem regulamente o cantinho preparado para os pequenos seres com palatos pouco recetivos a novas experiências.

Cabines familiares e/ou comunicantes.

Grande parte dos quartos de hotel foi pensada para uma ocupação dupla, podendo acrescer uma cama extra para uma criança. A situação complica-se quando a família aumenta. Não imagina a dificuldade que é conseguir um quarto para nós os quatro.

Felizmente nos dois cruzeiros que fizemos pudemos ficar na mesma cabine de forma muito cómoda e para famílias maiores que não pretendam ficar em quartos separados existe a possibilidade de reservar quartos comunicantes com descontos consideráveis.

Clubes infantis e teen grátis.

Sabia que se reservar um tour pela MSC e achar que os seus filhos não vão gostar do passeio, pode deixá-los no navio nos clubes infantis? E não vai pagar mais por isso.

Nós fazemos questão de viajar em família, isto significa que se sairmos num tour vai a família toda junta. Mas convenhamos, os tours são dispendiosos, e não tenho dúvidas que o nosso filho mais novo não achou piada nenhuma à visita que fizemos, por exemplo, a Olímpia, na Grécia.

Os clubes infantis e teen têm um horário de funcionamento bastante alargado, alguns pais deixavam os filhos no clube de manhã e só se juntavam novamente depois do jantar. Pode parecer exagerado mas a verdade é que nos cruzámos algumas vezes com estes grupos de crianças e não me lembro de ver alguém triste ou a chorar. Todos pareciam muito divertidos.

Quer marcar a sua próxima viagem de cruzeiro? Veja as promoções atualizadas da Logitravel para os cruzeiros nas Caraíbas aqui  e no Mediterrâneo aqui.

 

2 In Bahamas/ Cruzeiros/ Destinos/ Ilhas Caimão/ Jamaica/ México/ Miami

MSC Divina junho 2017|Itinerário & tours do cruzeiro.

Gostámos tanto da viagem de cruzeiro que fizemos no verão de 2016 no Mediterrâneo que no ano seguinte marcámos outra viagem de cruzeiro, desta vez nas Caraíbas.

O itinerário foi o seguinte:

  • Dia 1: Miami (EUA)
  • Dia 2: Navegação
  • Dia 3: Ochos Rios (Jamaica)
  • Dia 4: George Town (Ilhas Caimão)
  • Dia 5: Cozumel (México)
  • Dia 6: Navegação
  • Dia 7: Nassau (Bahamas)
  • Dia 8: Miami (EUA)

Tal como tinha acontecido na viagem do ano anterior, marcámos os tours pela MSC com antecedência.

Embarcámos em Miami e o dia seguinte foi inteiramente de navegação. Como deve imaginar, estes cruzeiros são gigantes e há sempre muita coisa a acontecer. O mais complicado é escolher quais atividades prefere pois não dá para fazer tudo. Já agora, entretenimento para adultos e crianças.

Ao terceiro dia parámos na Jamaica, em Ochos Rios, onde visitámos a cidade e subimos as cascatas Dunn’s River Falls.

Dunn’s-River-Falls

Ao final do dia o navio rumou em direção às Ilhas Caimão. Em George Town o mau tempo pregou-nos uma partida e o tour às raias gigantes que estava contratado foi cancelado. Nada que não se possa remediar, nadaremos com as raias gigantes numa próxima oportunidade. Entretanto aceitámos a sugestão da MSC e passámos umas horas bem relaxantes em  Seven Mile Beach.

seven-mile-beach-ilhas-caimao

Já tínhamos estado no México, na Riviera Maya, mas na altura não visitámos as ruínas de Tulum, portanto aproveitámos que o navio ia atracar em Cozumel para fazermos a viagem até Tulum.

tulum-mexico

O sexto dia foi de navegação em alto mar e, uma vez mais, não tivemos problemas em encontrar atividades para nos entretermos a bordo.

A última paragem da viagem de cruzeiro foi em Nassau, nas Bahamas. Bem, as praias das Bahamas têm fama e essa fama é merecida. Acho que compreendem se dissermos que não queríamos sair daquela praia!

nassau-bahamas

Dissemos “até breve” ao MSC Divina quando regressámos a Miami. Temos a certeza que iremos fazer outras viagens de cruzeiro.

E você, quer começar a planear a sua próxima viagem de cruzeiro? Se não tem tempo para pesquisar nós podemos ajudar!

728x90_Cruzeiros_AlwaysOn

Veja as promoções atualizadas da Logitravel para os cruzeiros nas Caraíbas aqui.

0 In Bari/ Cruzeiros/ Destinos/ Montenegro/ Veneza

MSC Orchestra junho 2016|Itinerário & tours do cruzeiro.

MSC-Orchestra

A primeira viagem de cruzeiro que fizemos foi em junho de 2016 e o destino escolhido foi o Mediterrâneo.

Na altura publicámos alguns posts no blogue sobre a viagem mas estes incidiram quase exclusivamente nas excursões que fizemos. Por ter sido a nossa primeira experiência com viagens de cruzeiro decidimos comprar os tours na MSC, exceto em Bari, que visitámos por conta própria.

O itinerário foi o seguinte:

  • Dia 1: Veneza
  • Dia 2: Bari
  • Dia 3: Katakolon
  • Dia 4: Santorini
  • Dia 5: Pireu (Atenas)
  • Dia 6: Corfu
  • Dia 7: Kotor
  • Dia 8: Veneza.

Chegámos a Veneza dois dias antes para termos tempo de visitar a cidade.  Dedicámos um dia completo a explorar a cidade dos canais e o famoso mercado do Rialto.

veneza-itália

Depois das formalidades de embarque no MSC Orchestra saímos de Veneza em direção a Bari.

bari-itália

Na verdade, não comprámos o tour de Bari porque quisemos poupar alguns euros e não fazíamos questão de visitar a cidade. Mesmo assim, visitámos a zona perto do porto de Bari.

Esta foi a última paragem em solo italiano, pois a seguir parámos na Grécia, em Katakolon, onde visitámos Olímpia.

Olimpia-grecia

Estávamos com grandes expectativas em relação a Santorini e adorámos tudo o que vimos: Oia, Fira e um por-do-sol que só pode ser mágico! A única coisa que dispensávamos era assistir ao espectáculo dos burros a subir e descer a encosta de Santorini carregados de turistas.

santorini-grecia

Seguiu-se Atenas onde tivemos oportunidade de visitar a cidade, a Acrópole e deliciar-nos com iogurte grego e gyros.

iogurte-grego-mel-nozes

Mais uma ilha grega estava na lista, em Corfu visitámos o palácio de verão da imperatriz Sissi, o Achilleion e a Ilha do Rato.

achilleion-corfu

Na véspera de terminar o nosso cruzeiro o navio fez uma paragem em Montenegro e tivemos oportunidade de visitar Kotor e Perast.

perast-montenegro

Foi, sem dúvida, uma viagem inesquecível. É claro que gostaríamos de ter passado mais tempo em alguns portos mas não teríamos conseguido visitar tantos lugares de uma forma tão cómoda e em tão pouco tempo.

Na nossa opinião o cruzeiro correu tão bem que no ano seguinte quisemos fazer outra viagem do género. O mais difícil foi escolher o destino porque existem tantos destinos apetecíveis à nossa espera!


Veja as promoções atualizadas para os cruzeiros no Mediterrâneo aqui.