Amesterdão o que visitar, fazer, hotéis e quando visitar (2024)

O que visitar em Amesterdão.
Índice do artigo

Atualizado em: Janeiro 8, 2024

Amesterdão é uma cidade vibrante e diversificada, com uma variedade de atividades e atrações emocionantes para os viajantes aproveitarem. Aliás, Amsterdão é um dos destinos turísticos mais populares da Europa, atraindo milhões de visitantes de todo o mundo todos os anos.

Situada nos Países Baixos (Holanda), a uma curta viagem de avião desde Portugal e com voos low-cost a partir do Porto e Lisboa, percebe-se porque tantos portugueses escolhem esta cidade para passar uns dias.

Desde explorar os canais e marcos culturais, até provar a culinária local e a vida noturna, há muito para ver e fazer em Amesterdão.

Além disso, nos arredores de Amesterdão, existem algumas das mais bonitas vilas holandesas, que valem muito a pensa serem incluídas no seu roteiro.

Assim, neste artigo, destacarei as melhores coisas para fazer em Amesterdão, o que visitar, sugestões de alojamento e melhor altura para visitar Amesterdão.

Fiz um esforço para incluir as melhores dicas de viagem, bem como manter a informação atualizada com uma lista abrangente dos pontos turísticos e atividades imperdíveis em Amesterdão, por isso espero que este post lhe seja útil.

Então, acompanha-nos nesta viagem pela terra das tulipas?

O que visitar em Amesterdão (Quais são as principais atrações em Amesterdão?)

O Mercado Albert Cuyp

Mercado Albert Cuyp (O que visitar em Amesterdão).
Mercado Albert Cuyp.

O Mercado Albert Cuyp é um dos locais mais vibrantes e animados de Amsterdão, localizado no bairro De Pijp. Este mercado ao ar livre é um verdadeiro paraíso para os amantes da comida, da moda vintage, da arte e da cultura.

Com cerca de 260 barracas, o mercado Albert Cuyp é um dos maiores mercados dos Países Baixos, e atrai visitantes de todas as partes do mundo. Os vendedores oferecem uma ampla variedade de produtos, desde flores e frutas exóticas até roupas vintage e joias artesanais.

A atmosfera do mercado é animada e descontraída, com música ao vivo, artistas de rua e uma grande variedade de restaurantes e bares que servem comida deliciosa a preços acessíveis. O mercado é também um ótimo lugar para experimentar alguns dos pratos típicos holandeses, como o stroopwafel (waffle com recheio de caramelo).

Uma dica importante para quem deseja visitar o Mercado Albert Cuyp é chegar cedo, principalmente aos sábados, quando o mercado costuma estar mais cheio. Outra opção é visitá-lo no final do dia, quando os preços costumam ser mais baixos e os vendedores estão mais dispostos a negociar.

O Vondelpark, o parque no centro de Amesterdão

Vondelpark, Amesterdão, Países Baixos.
Vondelpark, Amesterdão, Países Baixos.

O Vondelpark é o parque mais famoso de Amsterdão, e um dos mais populares entre moradores e turistas. Localizado no coração da cidade, próximo ao distrito cultural de Museumplein, este parque é um verdadeiro refúgio verde no meio da agitação urbana.

Com mais de 47 hectares de área verde, o Vondelpark oferece uma ampla variedade de atividades para seus visitantes. É possível caminhar pelos trilhos arborizados, andar de bicicleta, fazer um piquenique ou simplesmente relaxar numa das muitas áreas verdes. O parque também tem áreas de lazer para crianças, zonas desportivas e um teatro ao ar livre com espetáculos gratuitos durante o verão.

Além das atividades ao ar livre, o Vondelpark é também um local muito popular para eventos culturais e artísticos, como por exemplo concertos de música, espetáculos teatrais e exposições de arte. Durante todo o ano, o parque recebe visitantes de todas as idades, e é um ponto de encontro para moradores e turistas que querem relaxar e aproveitar a natureza.

Os canais em Amesterdão

Canais de Amesterdão.
Canais de Amesterdão.

Os canais de Amesterdão são uma das atrações mais icónicas da cidade, com o seu labirinto de água cruzando o centro da cidade e proporcionando algumas das mais belas paisagens urbanas da Europa. Mas a história e a importância destes canais vão muito além desta beleza.

A construção dos canais de Amesterdão começou no século XVII, quando a cidade estava a passar por um período de grande prosperidade económica.

Aliás, os canais foram originalmente construídos para criar um sistema de transporte eficiente para ajudar no comércio, melhorar a qualidade de vida dos moradores e evitar inundações. Muitas das mansões históricas e prédios comerciais foram construídos nas margens desses canais durante o século XVII e XVIII, e alguns deles ainda estão em pé até hoje.

Hoje em dia, os canais são uma parte vital da paisagem urbana de Amesterdão e são um destino turístico popular por si só. Os visitantes podem explorar os canais de várias maneiras, incluindo passeios de barco, bicicleta ou a pé. Alguns dos canais mais famosos incluem o Prinsengracht, Herengracht e Keizersgracht, que são conhecidos coletivamente como o Anel de Canais.

Ao explorar os canais, os turistas podem descobrir muitos dos marcos históricos e culturais de Amesterdão, como o Rijksmuseum, a Casa de Anne Frank, a Torre do Relógio da Westerkerk e muitas outras atrações. É uma maneira única e agradável de descobrir a cidade de Amesterdão, e muitos visitantes consideram um passeio de barco pelos canais como uma das atividades mais memoráveis de sua visita à cidade.

De Gooyer, o último moinho de vento em Amesterdão

Último moinho de vento na cidade de Amesterdão.
De Gooyer, o último moinho de vento na cidade de Amesterdão.

O último moinho de vento de Amesterdão, localizado perto da estação central da cidade, é uma joia escondida que vale a pena ser visitada. Este moinho de vento histórico é um testemunho da história da cidade e da sua importância na indústria dos moinhos de vento.

O moinho de vento De Gooyer, construído em 1725, é o último moinho de vento existente de um conjunto de 26 moinhos que ficavam ao redor de Amesterdão, todos usados ​​para moer grãos e sementes. Embora os outros moinhos tenham desaparecido ao longo dos anos, De Gooyer permanece como um símbolo da importância da tecnologia do moinho de vento na história da cidade.

Hoje em dia, De Gooyer é um museu aberto ao público, onde os visitantes podem explorar o interior do moinho e aprender sobre a história da indústria de moinhos de vento em Amesterdão. Há também uma pequena loja de souvenirs no local, onde os visitantes podem comprar lembranças relacionadas ao moinho.

Embora a visita ao moinho de vento seja uma atividade tranquila e relaxante, a área circundante é animada e vibrante, com muitos bares, restaurantes e cafés. É o lugar perfeito para parar e desfrutar de um lanche ou bebida após explorar o moinho.

Além disso, os visitantes podem caminhar até a cervejaria Brouwerij ‘t IJ, localizada num prédio antigo ao lado do moinho de vento. A cervejaria produz suas próprias cervejas artesanais e oferece degustações e passeios pelos bastidores da fábrica.

Dica: para ver vários moinhos nos arredores de Amesterdão, vá até Zaanse Schans.

O Red Light District (a zona controversa de Amesterdão)

Red Light District.
Rua próxima do Red Light District.

O Red Light District de Amesterdão é uma das áreas mais famosas e controversas da cidade, com vitrines de luz vermelha e animada vida noturna que atraem visitantes de todo o mundo ao bairro mais boémio e liberal de Amesterdão.

No entanto, para garantir que todos possam desfrutar da área com segurança e respeito, há algumas regras importantes a serem seguidas.

Assim, antes de visitar o Red Light District, é importante ter em mente que este é o lugar de trabalho de pessoas que trabalham na indústria do sexo, como tal, não é permitido tirar fotos ou filmar nessas áreas.

Além disso, aqui estão outras regras importantes a serem seguidas ao visitar o Red Light District:

  1. Mantenha-se dentro das áreas designadas

O Red Light District de Amesterdão é uma área específica da cidade, e as vitrines de luz vermelha e outras áreas de trabalho estão claramente marcadas. É importante ficar dentro dessas áreas designadas e não tentar aventurar-se noutras áreas onde o trabalho sexual pode não ser permitido.

  1. Não compre drogas ou substâncias ilícitas

As drogas são ilegais na Holanda, ou seja, os visitantes não devem tentar comprar ou usar drogas ou outras substâncias ilícitas no Red Light District ou em qualquer outra área da cidade.

  1. Respeite as leis e a cultura local

Amesterdão é conhecida por ser uma cidade liberal e tolerante, mas ainda existem leis e regulamentos que devem ser seguidos, incluindo as relacionadas ao uso de drogas, ao comportamento público e ao tráfego.

  1. Não toque em nenhuma pessoa sem consentimento

Como em qualquer outra área da cidade, é importante não tocar ou assediar ninguém sem o consentimento. Isso inclui os trabalhadores sexuais do Red Light District e qualquer outra pessoa que possa encontrar na área.

O Rijksmuseum

Rijksmuseum.
Rijksmuseum.

O Museu Rijksmuseum, localizado em Amesterdão, é um dos museus mais importantes do mundo, com uma ampla coleção de obras de arte e objetos históricos dos Países Baixos.

Conhecido pela sua vasta coleção de pinturas dos mestres holandeses do século XVII, como Rembrandt, Vermeer e Frans Hals, o museu Rijksmuseum é um destino obrigatório para quem visita Amesterdão.

Em jeito de resumo, o Rijksmuseum tem uma coleção de arte e história holandesa com mais de um milhão de objetos na sua coleção, desde pinturas, esculturas e fotografias até artefactos históricos, como porcelanas, roupas e mobília. Algumas das obras mais famosas da arte holandesa são “A Ronda Noturna” de Rembrandt, “A Leiteira” de Vermeer e “O Banquete dos Oficiais Civis de São Jorge” de Frans Hals.

Além disso, o museu tem uma extensa coleção de arte asiática, incluindo objetos de porcelana e seda, que datam do século XVII.

Por outro lado, a arquitetura do museu é uma atração em si, ou seja, o edifício do Rijksmuseum foi projetado pelo arquiteto holandês Pierre Cuypers em 1885 e é um dos exemplos mais importantes da arquitetura neogótica nos Países Baixos.

Horário de funcionamento: todos os dias das 9:00 às 17:00.

Localização: Museumstraat 1, 1071 XX Amsterdam.

Como chegar: de eléctrico: 2,5 e 12; de autocarro: linha 288.

Bilhetes: os bilhetes podem ser adquiridos diretamente na bilheteira do museu ou antecipadamente on-line. Se preferir, pode optar por uma visita guiada.

O que fazer em Amesterdão

O que fazer em Amesterdão: cruzeiro nos canais.
O que fazer em Amesterdão: cruzeiro nos canais.

Agora que já sabe quais são as principais atrações turísticas a visitar em Amesterdão, seguem-se algumas sugestões de o que fazer em Amesterdão.

Esta informação serve para complementar a lista de o que visitar em Amesterdão que referi anteriormente, ou seja, não vou repetir atividades.

Andar num Elétrico Histórico

Sabia que pode explorar a cidade a bordo de um elétrico histórico? Este elétrico tem cerca de 100 anos e é uma experiência única, pois faz o trajeto pela zona mais antiga de Amesterdão.

Os bancos de couro e interior de madeira fazem com que este seja um passeio cheio de charme. O trajeto completo tem a duração de 30 minutos e o condutor fala inglês e holandês.

Compre o bilhete para o Elétrico Histórico em Amesterdão com antecedência, pois se decidir não fazer o passeio pode cancelar com 24 horas de antecedência e o dinheiro é-lhe devolvido.

Heineken Experience

Eineken Experience.
Eineken Experience.

Se é apreciador desta cerveja, provavelmente sabe que em Amesterdão existe a fábrica das cervejas Heineken em funcionamento desde 1867 e que a pode visitar.

O que talvez não saiba é que existem diferentes formas de ter uma experiência Heineken!

Ou seja, o bilhete base para a fábrica de cerveja Heineken inclui apenas a entrada, a visita auto-guiada e duas bebidas. Neste caso, conte pagar cerca de 21€, mas se é realmente apreciador de cervejas, recomendo a experiência VIP da Heineken!

Então, o Tour VIP Exclusivo Heineken inclui a visita com um guia especialista da Heineken, acesso a um dos bares escondidos, prova de 5 cervejas Heineken Premium acompanhadas de petiscos e ainda um presente personalizado.

Alojamento em Amesterdão

Hotel Ibis Amsterdam.
Hotel Ibis Amsterdam.

Os principais bairros de Amesterdão são: Wallen (o centro medieval com arte na Oude Kerk), Jordaan (restaurantes e lojas de Noordermarkt), Pijp (Albert Cuyp Markt e Heineken Experience), Leidseplein (bares e espaços de concertos), Amsterdam-Centrum (bares, lojas e Praça Dam) e Westerpark (espaços verdes e discotecas).

Os preços do alojamento em Amesterdão têm aumentado bastante nos últimos anos, por isso, há cada vez mais visitantes a pensar duas vezes antes de marcar um hotel no centro.

Mesmo assim, ainda é possível encontrar alojamento central com preços acessíveis, desde que reserve com alguma antecedência. Aliás, a minha recomendação é que reserve o mais cedo possível, para assegurar que tem alojamento económico na cidade.

Em termos de sugestões de hotéis perto da Estação Central (comboio), e onde os autocarros vindos do Aeroporto param, sugiro que espreite o ibis Styles Amsterdam Central Station (3 estrelas), que costuma ter preços razoáveis, ou então o Hotel van Gelder (2 estrelas).

No entanto, se quiser ter uma experiência diferente e ficar a dormir num barco, o Anna Maria II é uma opção a considerar! O barco está atracado a cerca de 15 minutos a pé da Estação Central e a estadia inclui pequeno-almoço.

Em todo o caso, se o preço do alojamento não for um problema para si, o Hotel Estheréa (4 estrelas) é um hotel de charme com vistas para o canal e excelentes críticas.

Se nenhuma destas recomendações lhe agradou, não desespere pois existem muitos hotéis em Amesterdão (confirme a seguir!).

Quantos dias são necessários para visitar Amesterdão?

Alojamento no centro de Amesterdão, Países Baixos.
Canal de Amesterdão, Países Baixos.

Para visitar a cidade de Amesterdão dois dias completos são suficientes, considerando a visita a um ou dois museus, mas o ideal é que tenha pelo menos mais um dia para visitar os arredores numa day-trip.

Passo a explicar: a cidade em si visita-se de uma forma rápida, pois as principais atrações turísticas estão localizadas relativamente perto umas das outras.

No entanto, vai precisar de tempo para visitar os museus de Amesterdão, que valem muito a pena. Assim, considere duas ou três horas para cada museu que visitar.

Quando visitar Amesterdão?

Jardins de Keukenhof (Amesterdão).
Jardins de Keukenhof.

Quer saber qual é o melhor momento para visitar Amesterdão? A boa notícia é que há sempre algo interessante a acontecer na capital dos Países Baixos.

Eu visitei Amesterdão em março, porque queria ver os jardins de tulipas em Keukenhof (em 2023 os campos de tulipas estão abertos entre o dia 23 de março e o dia 14 de março) e achei que foi uma boa altura.

O tempo estava incerto, ou seja, apanhei um dia de frio e chuva e os restantes com sol, que apesar de ser fraquinho, ajudaram na altura de explorar a cidade a pé.

Por isso, acho que visitar Amesterdão na Primavera é uma aposta segura!

Em todo o caso, em meados de dezembro começam os mercados de Natal em Amesterdão e prolongam-se até ao final do ano.

Já no verão, o tempo quente é propício a dias nas praias e piscinas da cidade… não é engano, os locais refrescam-se nas piscinas de Amsterdamse Bos, Sloterplas, e Het Twiske e apanham sol nas zonas verdes junto aos canais!

E se gosta de música, não perca o Grachtenfestival, que é o Festival do Canal! São 10 dias com programação musical que tem como palco principal o Canal de Amesterdão.

Como deve imaginar, o alojamento é mais caro nas épocas com mais movimento, por isso, se a sua intenção é poupar dinheiro e fugir às multidões, então o outono e inverno (exceto o Natal) é a altura indicada para si.

Onde fica a cidade de Amesterdão?

Bicicletas e canais em Amesterdão.
Bicicletas e canais em Amesterdão.

Onde exatamente está localizada Amsterdão e que outras cidades e países podem ser facilmente alcançados a partir da capital holandesa?

Amsterdão está localizada na parte ocidental dos Países Baixos (Holanda) e nas margens do rio Amstel.

Apesar de ser a capital dos Países Baixos (Haia é a sede de Governo), Amsterdão é uma cidade relativamente pequena, com uma população de pouco mais de 800.000 habitantes. No entanto, é uma das cidades culturalmente mais ricas e diversificadas da Europa.

Assim, Amsterdão está localizada a uma curta distância de vários outros destinos europeus populares. Algumas das cidades mais próximas de Amsterdão incluem:

  • Roterdão: a apenas 45 minutos de comboio de Amsterdão, Roterdão é a segunda maior cidade dos Países Baixos e um centro de arquitetura e design contemporâneos.
  • Haia: Sede do governo holandês e onde está localizado o Tribunal Internacional de Justiça, Haia é uma cidade imperdível a apenas uma hora de comboio de Amsterdão.
  • Bruxelas: A capital da Bélgica, Bruxelas é uma cidade vibrante e cosmopolita a pouco mais de duas horas de comboio, o que faz com que seja muito fácil combinar as duas cidades na mesma viagem.
  • Paris: Conhecida como a “Cidade do Amor”, Paris fica a apenas três horas e meia de comboio de Amsterdão, ou seja, considere estender a sua viagem até território francês.

Além destas cidades, Amsterdão tem boas ligações a outros destinos europeus, como Berlim, Copenhaga e Barcelona, com voos frequentes e ligações de comboio e autocarro.

Assim, caso prefira viajar de autocarro, a Flixbus tem transportes diários para os destinos que referi (e mais alguns) com preços bastante económicos, se forem comprados com antecedência.

Por isso, sugiro que espreite as ligações de autocarro entre Amesterdão e outras cidades europeias no botão a seguir.

Como ir do Aeroporto de Schiphol para o centro de Amesterdão?

Como chegar a Amesterdão.
Ruas de Amesterdão.

Existem várias formas de ir do Aeroporto de Schiphol para o centro de Amesterdão, como por exemplo o comboio, autocarro, táxi e Uber.

Assim, o comboio é a forma mais rápida e conveniente de ir para o centro de Amesterdão.

Os comboios saem a cada 10 minutos para a estação central e a viagem demora cerca de 15-20 minutos. Os bilhetes podem ser comprados nas máquinas de venda automática ou nos balcões de bilhetes no próprio aeroporto. O preço do bilhete é de cerca de 5,80 €.

Outra alternativa é ir para o centro de Amesterdão de autocarro, sendo que neste caso deve procurar os autocarros da empresa GVB. A linha 397 liga o aeroporto ao centro de Amesterdão em cerca de 35-45 minutos e o preço do bilhete é 6,50 €. Pode comprar os bilhetes diretamente ao motorista do autocarro ou nos balcões de informação do aeroporto.

Por outro lado, se viaja com várias malas, pense na possibilidade de ir para o seu hotel de táxi ou Uber.

Os táxis estão disponíveis 24 horas por dia no aeroporto de Schiphol, e a viagem para o centro de Amesterdão demora cerca de 20-30 minutos. No entanto, os táxis são bastante caros em Amesterdão, e o preço pode chegar a cerca de 40-50 euros.

Já o Uber tem o preço variável pois depende da disponibilidade de condutores e a procura. Em todo o caso, pode contar em pagar mais ou menos 25-35 €, ou seja, o Uber é mais económico do que o táxi no aeroporto de Schiphol.

Como chegar a Amesterdão a partir de Portugal

A Transavia tem voos diretos do Aeroporto Francisco Sá Carneiro para o Aeroporto de Amesterdão, mas se não se importar de pagar um pouco mais, a KLM também voa diretamente do Porto para Amesterdão.

Por outro lado, saindo de Lisboa, tem voos diretos da TAP Air Portugal, Transavia, Vueling, Easyjet, Iberia e KLM.

Nós escolhemos um voo lowcost da Ryanair com saída da cidade do Porto até Eindhoven e fizemos o trajeto até Amesterdão de autocarro.

Artigos Relacionados

  • Melhores Day-trips a partir de Amesterdão
  • Descubra os encantos de Volendam: cultura, história e queijo
  • Zaanse Schans e os moinhos de vento holandeses
  • Keukenhof: os campos de tulipas holandeses
  • Visitar Marken: explorar a vila e fábrica de Socos de madeira
  • Visitar Amsterdão gastando pouco: as melhores coisas gratuitas para ver e fazer
  • 5 museus imperdíveis em Amesterdão

Viajar em família, de forma frequente, com algum conforto e sem ir à falência! Somos uma Família Portuguesa a viajar pelo mundo e partilhamos tudo em passaportenobolso.com. Aqui encontra muitas dicas de viagem, bem como informações práticas sobre vários destinos na Europa, África, Ásia e América. Visitei +30 países e não planeio parar tão cedo. De vez em quando viajo sozinha… Acompanhe tudo no Instagram / Facebook / YouTube / Pinterest

Organize a sua viagem!

Reserve com os nossos parceiros; as marcas a seguir indicadas foram testados por nós, são de total confiança e por isso nós as recomendamos!

Além disso, ao usar estes links nós recebemos uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o blogue atualizado. Agradecemos a contribuição 

  • Alojamento no Booking;
  • Tours, entradas em museus, transferes de e para o aeroporto e atrações turísticas sem filas e com descontos pontuais em Get Your Guide;
  • Seguros de viagem à sua medida (inclui seguro COVID-19), com atendimento em língua portuguesa e com 5% desconto na IATI Seguros;

Não se esqueça que nós organizamos as nossas viagens e a dos nossos amigos, também podemos organizar as suas! reservapassaporte@gmail.com.

Este post pode conter links afiliados.

Partilhar Artigo

Artigos Relacionados

Uma resposta

  1. Muito dez, sou apaixonado pela Holanda. Quero muito quando chegar aí, alugar uma Bike e ir ao restaurante Mother’s ou algo assim e deixa uma foto da minha mãe heheheh e logicamente conhecer os Coffe shops!

    Belo texto!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.