Search results for

aldeias do xisto

2

Casal Novo | Aldeias do Xisto

casal-novo

Casal Novo esconde-se na Serra da Lousã! É que quem circula na estrada em direção ao Talasnal pode não perceber que está a passar ao lado de uma Aldeia do Xisto!

Casal Novo

Só quem estiver com atenção vai notar que existe uma aldeia do lado direito da estrada.

Nós sabíamos ao que vínhamos, pelo que quando vimos a placa que dizia “Casal Novo” estacionámos o carro e partimos à aventura.

casal-novo-aldeias-do-xisto

O tamanho reduzido da aldeia é altamente compensado pela simpatia dos residentes. No Chiqueiro não vimos ninguém e não me pareceu que morassem pessoas na aldeia.

Mas no Casal Novo fomos primeiro surpreendidos por um cão que assustou o nosso filho.

É claro que o animal não nos fez mal nenhum e só queria brincar mas logo a seguir a este episódio apareceu o dono do cão que ficou a conversar connosco.

A conversa foi interrompida pela chuva que não se fez de rogada e encharcou-nos nos curtos metros que percorremos até ao carro. Para a próxima não nos podemos esquecer do guarda-chuva.

casal-novoaldeias-do-xistocasal-novo-aldeias-do-xistoaldeias-do-xistopote-aldeias-do-xistocasal-novo-aldeias-do-xistocasal-novo-aldeias-do-xistocasal-novo-aldeias-do-xisto

 

É nossa intenção continuar a visitar as Aldeias de Xisto que temos em Portugal.

Enquanto não conseguimos visitá-las a todas sugerimos que viaje até ao Candal, ao Talasnal e a Cerdeira.

Acompanha-nos nesta viagem?

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

E não se esqueça que as mais recentes promoções de viagens são publicadas no grupo Ofertas de VIAGENS e que diariamente disponibilizamos conteúdo novo no facebook  e no instagram!

0

Barroca | visita a uma das Aldeias do Xisto

Quem observa a aldeia da estrada não acredita que é uma aldeia de xisto.

De fora parece uma aldeia normal, onde estão as casas tradicionais? Será que o GPS nos deu indicações para uma aldeia errada? Mas a Barroca não é uma aldeia errada, tem é que se aventurar pelo interior para encontrar as casas de xisto.

a-procura-das-casas-de-xisto

Uma aqui, outra ali, é preciso ter paciência e andar alguns minutos.  Não desanime, a recompensa é grande e se estiver calor pode dar um mergulho ao Rio Zêzere.

Caminho-do-xisto-de-barrocacentro-dinamizador-aldeias-do-xistoBarroca-aldeias-do-xistoBarroca-aldeias-do-xistoLoja-aldeias-do-xistoBarroca-aldeias-do-xisto

A Aldeia da Barroca fica situada junto ao Zêzere no Concelho do Fundão e é onde se localiza o centro dinamizador e a sede da Rede e das lojas das Aldeias de Xisto.

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

0

Barroca, Janeiro de Cima e Janeiro de Baixo – roteiro para um dia nas Aldeias do Xisto

banner

Visitámos a Aldeia da Barroca sem nenhuma preparação, aqui contámos como à última hora surgiu a oportunidade de visitar algumas Aldeias do Xisto.

aldeias-do-xisto

Partimos do Fundão em direção à Barroca pela EN 238. Cerca de meia hora depois (28 km) chegámos à Barroca mas achámos que nos tínhamos enganado. Da estrada não se via nenhuma casa de xisto. Estacionámos o carro e a pé lá fomos encontrando algumas construções de xisto.

barroca-aldeias-do-xistobarroca-aldeias-do-xisto

Continuámos pela EN 238 em direção a Janeiro de Cima ainda no concelho do Fundão. Deixámos a estrada nacional e percorremos os últimos quilómetros na EM 518 antes de chegar a Janeiro de Cima. Nesta aldeia as casas de xisto são em maior número em comparação com a Barroca.

janeiro-de-cima-aldeias-do-xisto

O dia estava a terminar e ainda queríamos ir a Janeiro de Baixo, no concelho da Pampilhosa da Serra.

Continuámos pela EM 518 que felizmente estava em bom estado e menos de 4 km depois chegámos à aldeia de Janeiro de Baixo. O sol estava a desaparecer mas ainda conseguimos passear um bocadinho.

janeiro-de-baixo-aldeias-do-xisto

0

Aldeias de Xisto |um dia na Serra da Lousã

aldeias-do-xisto

A Serra da Lousã continua a surpreender-nos. Desta vez visitámos cinco Aldeias do Xisto e apesar de inicialmente acharmos que eram demasiadas aldeias para um único passeio, a verdade é que conseguimos visitar o que queríamos. Só não conseguimos explorar convenientemente a aldeia do Candal por causa da chuva. Precisamos de uma desculpa para regressar à Lousã, certo? Ora aqui a nossa desculpa para a próxima viagem à Lousã!

Se quiser fazer o mesmo percurso que nós fizemos aqui deixamos o nosso roteiro:

Saímos do Porto pela A1, depois pela A13 na zona de Coimbra e finalmente pela N342 em direção à Aldeia de Chiqueiro. Demorou-nos pouco mais de duas horas a chegar ao primeiro destino.

Chiqueiro

chiqueiro-aldeias-do-xisto

Um quilómetro mais à frente está a Aldeia de Casal Novo.

Casal Novo

casal-novo-aldeias-do-xisto

Percorremos cerca de dois quilómetros e meio e chegámos ao Talasnal, onde aproveitámos para almoçar.

Talasnal

talasnal-aldeias-do-xisto

Quando saímos do Talasnal começou a chover. E continuou a chover enquanto percorremos os cerca de nove quilómetros até ao Candal.

Candal

candal-aldeias-do-xisto

Só nos faltava uma paragem, a Aldeia de Cerdeira. Felizmente a chuva parou e conseguimos explorar Cerdeira à vontade.

Cerdeira

cerdeira-aldeias-do-xisto

Interessa-se pelas Aldeias do Xisto? Nós estamos decididos a visitar as vinte e quatro Aldeias do Xisto de Portugal. Quer saber quais já visitámos? Veja aqui.

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

2

Quintandona, aldeia de xisto no distrito do Porto

Conheça a aldeia de xisto no distrito do Porto

Se não sabia que no distrito do Porto existe uma aldeia de Xisto, aqui fica o convite para visitar Quintandona!

Nós já tínhamos tido oportunidade de visitar esta aldeia preservada por altura da Festa do Caldo (pode consultar o artigo aqui), mas à noite e em ambiente de festa.

A aldeia foi recuperada em 2005 recorrendo à ajuda de fundos europeus e envolvendo ativamente a população local.

Visitar Quintandona

Em primeiro lugar gostaria de dizer que existem vários parques de estacionamento onde poderá deixar o seu carro em segurança.

Quintandona é uma aldeia pequena, como quase todas as aldeias de xisto que conhecemos.

Além disso, as casas foram recuperadas com cuidado e houve um grande esforço para manter a traça original das construções de xisto.

É uma aldeia viva, isto é, vivem realmente pessoas em Quintandona.

No entanto, estas pessoas gostam de receber os visitantes que logo à entrada podem ver (e comprar) alguns produtos agrícolas e artesanato produzidos na aldeia.

Esta foi uma forma que os habitantes encontraram de mostrar os seus produtos e ganhar algum dinheiro extra.

O que visitar em Quintandona

Loja de produtos tradicionais

É a primeira casa que o visitante encontra mesmo antes de entrar na aldeia!

Esta loja de produtos tradicionais tem uma selecção bastante variada de artesanato, produtos hortícolas, doces e licores.

Visitar Quintandona
Loja em Quintandona

Casa do Xiné – Centro Cultural

A Casa do Xiné foi adquirida pela Junta de Freguesia de Lagares e é atualmente um centro cultural.

É aqui a residência do grupo teatral Como Deantes que tem como missão recriar as tradições e costumes locais.

Onde ficar alojado em Quintandona

Casa Valxisto – Country House

Pode ficar alojado junto à aldeia na Casa Valxisto – Country House, um turismo rural perfeitamente inserido nesta aldeia típica em Penafiel.

Aqui privilegia-se a agricultura biológica e o contacto com a natureza.

Visitar Quintandona
Casa Valxisto – Country House

Onde comer em Quintandona

Casa da Viúva Wine Bar

Neste estabelecimento o vinho é rei e as tapas são rainhas.

isto é, o conceito do restaurante passa pelos visitantes poderem provar vários tipos de vinho à medida que degustam alguns pratos com produtos da região.

Visitar Quintandona
Casa da Viúva Wine Bar

Localização de Quintandona

A aldeia de Quintandona fica localizada na freguesia de Lagares em Penafiel, a cerca de trinta minutos da cidade do Porto.


Por fim, já nos segue nas redes sociais, nomeadamente no grupo Ofertas de VIAGENS, no facebook  e no instagram?

0

Cerdeira | Aldeia do Xisto a visitar

cerdeira-aldeias-do-xisto

Cerdeira Aldeia do Xisto. É sobre esta aldeia que vamos falar hoje. Para quem nos acompanha há algum tempo já devem ter percebido que nós gostamos de ambientes rurais.

E as nossas Aldeias do Xisto são ótimas sugestões para passeios em família.

Cerdeira Aldeia do Xisto

Quando chegámos à aldeia de Cerdeira a primeira coisa que notámos foi que as casas foram recuperadas com grande cuidado.

Dá gosto explorar uma aldeia que está habitada e cujos habitantes espreitam da janela enquanto passamos entretidos a tirar fotografias.

À semelhança das restantes Aldeias do Xisto que já visitámos, a Cerdeira é pequena  e não precisa de muito tempo para a explorar.

Deixámos o carro estacionado junto à Capela Nossa Senhora de Fátima e fizemos o percurso até à aldeia a pé.

cerdeira-aldeias-do-xistocerdeira-aldeias-do-xistocerdeira-aldeias-do-xistocerdeira-aldeias-do-xistocerdeira-aldeias-do-xistocerdeira-aldeias-do-xistocerdeira-aldeias-do-xistocerdeira-aldeias-do-xisto

Se tiver tempo, dedique meia hora a descer a ravina até à Ribeira da Cerdeira.

E já sabe, as Aldeias do Xisto estão ligadas por percursos pedonais que atravessam a serra.

Da Cerdeira pode ir até ao Candal num trilho de 2,8 quilómetros.

PR3-LSA-cerdeira-ate-candal

Lembre-se que temos o cuidado de atualizar frequentemente as nossas redes sociais, pelo que poderá encontrar inspiração no facebook  e no instagram, assim como no grupo Ofertas de VIAGENS!

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário, temos todo o gosto em ajudar!

4

Candal | Aldeia do Xisto junto à EN

candal-aldeias-do-xisto

Candal Aldeia do Xisto não passa despercebida a quem passa pela Estrada Nacional.

Leu bem, não precisa de se embrenhar pela serra para encontrar esta pérola.

Candal Aldeia do Xisto está localizada na Serra da Lousã, junto à Estrada Nacional que liga Castanheira de Pera e a Lousã.

Candal Aldeia do Xisto

Talvez não se recordem mas no dia em que fizemos este roteiro pelas Aldeias do Xisto na Serra da Lousã estava mau tempo.

Para nosso azar não conseguimos visitar a aldeia do Candal convenientemente porque estava a chover.

Vendo bem, até tivemos sorte pois conseguimos explorar quatro aldeias apenas Candal ficou visto pela rama.

Sabem o que isto significa? Que vamos ter de voltar a esta aldeia, para subirmos a encosta e passearmos pelo meio das casas de xisto.

Vimos perto da estrada uma esplanada bem simpática, deve ser agradável estar sentada naquele lugar e contemplar a vista.

Infelizmente não posso dizer-lhe o que visitar no Candal porque não vimos quase nada mas pode consultar a informação oficial disponível aqui.

Quando vi a aldeia lembrei-me do Piódão porque as duas aldeias estão situadas numa encosta e a disposição das casas é semelhante.

Além disso, costuma estar a chover quando visitamos o Piódão!

candal-aldeias-do-xistocandal-aldeias-do-xistocandal-aldeias-do-xisto

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

6

Chiqueiro | Aldeia do Xisto na Lousã

chiqueiro-aldeias-do-xisto

A Aldeia de Chiqueiro fica localizada na Serra da Lousã. É uma aldeia muito pequena e não vimos ninguém enquanto lá estivemos. Deixámos o carro estacionado à entrada da aldeia e descemos as escadas a pé. Do lado direito vimos a Capela de Nossa Senhora da Guia que estava fechada. Continuamos a descer e sem darmos conta tínhamos chegado ao final da aldeia.

chiqueiro-aldeias-do-xistochiqueiro-aldeias-do-xistochiqueiro-aldeias-do-xistochiqueiro-aldeias-do-xistochiqueiro-aldeias-do-xistochiqueiro-aldeias-do-xisto

Os adeptos de caminhadas podem fazer os trilhos até ao Casal Novo e Talasnal.

chiqueiro-aldeias-do-xisto

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

4

Benfeita, a Aldeia [branca] do Xisto.

Chegámos a Benfeita poucos minutos antes de anoitecer. Antes tínhamos estado no Piódão e na Fraga da Pena.

Portanto, não tínhamos tempo para percorrer o PR1 AGN – Caminho do Xisto de Benfeita, que fazia parte dos nossos planos.

O percurso estende-se por 10,4 km.

As marcas dos fogos florestais do ano passado são muito visíveis e como tínhamos atravessado a luxuriante Mata da Margaraça foi difícil não ficarmos dececionados com o que vimos na Benfeita. Acho que temos de deixar o tempo passar para que a floresta floresça.

Situada no concelho de Arganil, Benfeita é uma das 24 Aldeias do Xisto.

Benfeita-aldeia-do-xistoBenfeita-aldeia-do-xistoBenfeita-aldeia-do-xisto

Benfeita-aldeia-do-xisto

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

7

Janeiro de Baixo, Aldeia do Xisto

Janeiro de Baixo fica localizado no concelho de Pampilhosa da Serra e é uma das 24 Aldeias do Xisto.

Se entrar em Janeiro de Baixo de carro tenha cuidado… para o veículo não raspar nas paredes das casas que ladeiam o acesso à aldeia, pois a passagem é estreita! Mas não se assuste, os carros passam mesmo, a menos que esteja a conduzir um autocarro.

janeiro-de-baixo-aldeias-do-xistojaneiro-de-baixo-aldeias-do-xistojaneiro-de-baixo-aldeias-do-xistojaneiro-de-baixo-aldeias-do-xistojaneiro-de-baixo-aldeias-do-xistojaneiro-de-baixo-aldeias-do-xistojaneiro-de-baixo-aldeias-do-xisto

Nesta simpática aldeia poderá visitar a antiga escola primária, a Igreja Matriz, e as capelas do Santo Cristo e de S. Sebastião.

mapa-janeiro-de-baixo-aldeias-do-xisto

Para os adeptos de caminhadas há o Caminho do Xisto de Janeiro de Baixo, um trilho circular de 9,7 km de dificuldade baixa.

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

pampilhosa

0

Janeiro de Cima – Aldeia do Xisto. Ó da Barca!!

Ficámos bastante agradados com o que vimos em Janeiro de Cima. Pareceu-nos que as casas de xisto eram em número superior em comparação com a Barroca.

Janeiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xistoJaneiro-de-cima-aldeias-do-xisto

Se estiver na hora de almoço ou jantar não perca a oportunidade de experimentar o “Fiado Restaurante“, dizem que vale a pena!

Outra sugestão é dar um pulo à praia fluvial e, quem sabe, fazer um picnic no Parque Fluvial da Lavandeira.

Em tempos passados a barca era usada para ir de uma margem do rio para a outra. O costume já se perdeu mas no verão pode dar um passeio no rio numa barca tradicional.

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

Janeiro-de-cima-aldeia-do-xisto

3

Talasnal | Montanhas de Amor

talasnal-aldeias-do-xisto
talasnal-aldeias-do-xisto

Para uma aldeia em plena Serra da Lousã, o Talasnal oferece alguma variedade em termos de comércio tradicional.

Na entrada da aldeia, junto ao local onde pode fazer inversão de marcha ou estacionar o carro, existe uma pequena praça com uma loja de artesanato, o Bar Talasnal e uma escadas junto ao tanque que dão acesso à restante aldeia.

talasnal-aldeias-do-xisto
talasnal-aldeias-do-xisto
talasnal-aldeias-do-xisto
talasnal-aldeias-do-xisto
talasnal-aldeias-do-xisto-bar-o-curral
talasnal-aldeias-do-xisto
talasnal-aldeias-do-xisto

Quando estivemos no Talasnal tinha chovido recentemente pelo que se notava bastante o cheiro a terra molhada.

O passeio aguçou-nos o apetite e sentámo-nos à mesa na companhia dos produtos da região.

O Bar Talasnal

No Bar Talasnal optámos pelos produtos regionais: queijos, javali, enchidos e legumes da horta.

Sala de jantar típica
Ementa da taberna Talasnal
Produtos típicos
Entradas quentes

Este pequeno local tem dois pisos, o inferior é bastante pequeno mas no primeiro andar existe um espaço ligeiramente maior.

Da pequena janela avista-se a Serra da Lousã. Dizem que aqui perto existem veados, corsos e javalis.

Serra da Lousã

Se pretender pernoitar na aldeia tem à disposição vários estabelecimentos de Alojamento local e tem também o restaurante Ti Lena que costuma ter boas referências.

Gostaria de saber preços para alojamento no Talasnal? Nós podemos ajudar, envie um email para reservapassaporte@gmail.com e nós iremos encontrar as melhores soluções.

Pode ver as Aldeias do Xisto que já visitámos aqui.

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

Gostaria de conhecer melhor Portugal? Já publicámos vários artigos dedicados a destinos portugueses! Também organizamos viagens, veja algumas promoções em Ofertas de VIAGENS!

Portugal | Guia para conhecer o país de Norte a Sul

Vista em Vila Nova de Cerveira

Sobre Portugal

Viajar em Portugal sempre nos encantou e sentimo-nos priveligiados por vivermos neste país com tanta diversidade de paisagens e tradições.

Para quem nos visita é comum mencionarem o bom tempo, a boa comida a bondade das pessoas como aspetos positivos.

Nós concordamos com esta perspetiva e interessa-nos particularmente em divulgar os lugares pequenos, mais rurais e cuja vivência é realmente distinta da que se experiencia nas grandes cidades.

É verdade que no blogue passaporte no bolso não falamos de muitos destes sítios especiais apesar de os conhecermos muito bem, mas tencionamos retificar esta situação e dar-lhes o devido destaque.

Portugal Continental (por distritos)

Aveiro (Beira Litoral)

Diversão colorida em Portugal

Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Arouca, Aveiro, Castelo de Paiva, Espinho, Estarreja, Ílhavo, Mealhada, Murtosa, Oliveira de Azeméis, Oliveira do Bairro, Ovar, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Sever do Vouga, Vagos e Vale de Cambra.

Posts de Aveiro

Umbrella Sky ProjectAveiro
Pedras ParideirasSerra da Freita
Frecha da MizarelaRestaurante Mira Freita
Aveiro Serra do Buçaco
Luso

Beja (Alentejo Litoral e Baixo Alentejo)

Aljustrel, Almodôvar, Alvito, Barrancos, Beja, Castro Verde, Cuba, Ferreira do Alentejo, Mértola, Moura, Odemira, Ourique, Serpa, Vidigueira.

Braga (Minho)

Atuação de Zés Pereiras Portugal
Barcelos

Amares, Barcelos, Braga, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Esposende, Fafe, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão, Vila Verde, Vizela.

Posts de Braga

Gerês Parque Nacional da Peneda-Gerês
Festa das Cruzes

Bragança (Trás-os-Montes e Alto Douro)

Alfândega da Fé, Bragança, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Torre de Moncorvo, Vila Flor, Vimioso e Vinhais.

Castelo Branco (Beira Baixa)

Belmonte, Castelo Branco, Covilhã, Fundão, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova, Sertã, Vila de Rei e Vila Velha de Ródão.

Posts de Castelo Branco

Hotel Samasa FundãoJaneiro de Cima
Barroca

Coimbra (Beira Litoral)

Piódão Aldeia Histórica em Portugal

Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua, Vila Nova de Poiares.

Posts de Coimbra

Aldeias de XistoCerdeira
BenfeitaFraga da Pena
ChiqueiroPiódão
Janeiro de BaixoTalasnal
Casal Novo

Évora (Alto Alentejo)

Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Évora, Montemor-o-Novo, Mora, Mourão, Olivença, Portel, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas, Viana do Alentejo, Vila Viçosa.

Faro (Algarve)

Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Loulé, Monchique, Olhão, Portimão, São Brás de Alportel, Silves, Tavira, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

Guarda (Beira Alta)

Torre, Serra da Estrela
Serra da Estrela

Aguiar da Beira, Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de lgodres, Gouveia, Guarda, Manteigas, Mêda, Pinhel, Sabugal, Seia, Trancoso e Vila Nova de Foz Côa.

Posts da Guarda

CabeçaSerra da Estrela

Leiria (Beira Litoral)

Alcobaça, Alvaiázere, Ansião, Batalha, Bombarral, Caldas da Rainha, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Marinha Grande, Nazaré, Óbidos, Pedrógão Grande, Peniche, Pombal e Porto de Mós.

Posts de Leiria

BerlengasBerlengas com criançasCabo Carvoeiro
Mariqueira O Pedro

Lisboa (Estremadura)

Visitar Dino Parque
Dino Parque

Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Cadaval, Cascais, Lisboa, Loures, Lourinhã, Mafra, Odivelas, Oeiras, Sintra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.

Posts de Lisboa

Dino Parque

Portalegre (Alto Alentejo)

Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Marvão, Monforte, Nisa, Ponte de Sor, Portalegre, Sousel.

Porto (Douro Litoral)

Amarante, Baião, Felgueiras, Gondomar, Lousada, Maia, Marco de Canaveses, Matosinhos, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel, Porto, Póvoa de Varzim, Santo Tirso, Trofa, Valongo, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia.

Posts do Porto

QuintandonaFesta do CaldoMuseu Municipal Penafiel
Solar Moinho de VentoBoa Bao Porto
Quinta da AveledaMosteiro de Paço de Sousa

Santarém (Ribatejo)

Abrantes, Alcanena, Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Constância, Coruche, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Golegã, Mação, Ourém, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

Setúbal (Estremadura e Baixo Alentejo)

Alcácer do Sal, Alcochete, Almada, Barreiro, Grândola, Moita, Montijo, Palmela, Santiago do Cacém, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sines.

Posts de Setúbal

Monte Girassol

Viana do Castelo (Minho)

Vista em Vila Nova de Cerveira
Vila Nova de Cerveira

Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo, Vila Nova de Cerveira.

Posts de Viana do Castelo

Vila Nova de CerveiraBraseirão do Minho

Vila Real (Trás-os-Montes e Alto Douro)

Alijó, Boticas, Chaves, Mesão Frio, Mondim de Basto, Montalegre, Murça, Peso da Régua, Ribeira de Pena, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Valpaços, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real.

Posts de Vila Real

Pitões das Júnias

Viseu (Beira Alta)

Armamar, Carregal do Sal, Castro Daire, Cinfães, Lamego, Mangualde, Moimenta da Beira, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, Penedono, Resende, Santa Comba Dão, São João da Pesqueira, São Pedro do Sul, Sátão, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu, Vouzela.

Posts de Viseu

Candal

Regiões Autónomas

Açores

Angra do Heroísmo, Calheta, Corvo, Horta, Lagoa, Lajes das Flores, Lajes do Pico, Madalena, Nordeste, Ponta Delgada, Povoação, Praia da Vitória, Ribeira Grande, Santa Cruz da Graciosa, Santa Cruz das Flores, São Roque do Pico, Velas, Vila do Porto e Vila Franca do Campo.

Madeira

Calheta, Câmara de Lobos, Funchal, Machico, Ponta do Sol, Porto Moniz, Porto Santo, Ribeira Brava, Santa Cruz, Santana e São Vicente.

Aeroportos Principais de Portugal

Se está a pensar visitar Portugal provavelmente escolheu como destino as duas maiores cidades portuguesas: Lisboa e Porto.

No entanto, Portugal tem outros aeroportos principais, pelo que deixamos os nomes e moradas para futura referência.

Aeroporto da Portela (LIS)

Alameda das Comunidades Portuguesas
Lisboa
1700-111 LISBOA

Contactos: telefone: 218413500; e-mail: lisbon.airport@ana.pt

Aeroporto Francisco Sá Carneiro (OPO)

Pedras Rubras
Moreira
4470-558 MAIA

Contactos: telefone: 229432400; e-mail: flyopo@ana.pt

Aeroporto de Faro (FAO) | Aeroporto Internacional do Algarve

Montenegro
8005-146 FARO

Contactos: telefone: 289800800; e-mail: faro.airport@ana-aeroportos.pt

Aeroporto da Madeira (FNC) | Aeroporto do Funchal

Aeroporto Santa Catarina
Santa Cruz
9100-105 SANTA CRUZ

Contactos: telefone: 291520700; e-nail: anam@anam.pt

Aeroporto de Porto Santo (PXO)

Porto Santo – Madeira
Vila de Porto Santo
9400-151 PORTO SANTO

Contactos: telefone: 291980120; e-mail: anam@anam.pt

Aeroporto de Ponta Delgada (PDL) | Aeroporto João Paulo II

Relva – Ponta Delgada – Açores
Relva
9500-749 PONTA DELGADA

Contactos: telefone: 296205400; e-mail: pontadelgada.airport@ana.pt

Aeroporto das Lajes (TER) |Aerogare Civil das Lajes

Pedreiras 
9760-251 Lajes
Praia da Vitória 
Terceira 
Açores

Contactos: telefone: 295 545 454; E-mail:acl.geral@azores.gov.pt

Aeroporto da Horta (HOR)

Castelo Branco, Horta – Açores
9900-321 CASTELO BRANCO HRT

Contactos: telefone: 292943511; e-mail: horta.airport@ana.pt

Aeroporto da Ilha do Pico (PIX)

Bandeiras, 9950-011 Madalena do Pico, Pico

Contactos: 292 628 380

Aeroporto de Santa Maria (SMA)

Aeroporto de Santa Maria, 9580-402 Vila do Porto – Santa Maria

Contactos: telefone: 296 820 020;

e-mail:santamaria.airport@ana.pt

Qual é a melhor altura do ano para visitar Portugal?

O clima em Portugal é mediterrânico e para ter uma ideia mais precisa do estado do tempo sugerimos que consulte a informação atualizada no site do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Mesmo assim, gostaríamos de deixar algumas indicações genéricas para quem nos visita.

Assim, se pretende viajar para o nosso país, os meses entre março a junho e setembro são os mais propícios pois o tempo costuma estar agradável e as concentrações de turistas não são tão frequentes.

Por fim, gostaríamos de sugerir que nos siga nas redes sociais, nomeadamente no facebook  e no instagram , onde publicamos regularmente conteúdo novo e terminamos com um texto de Fernando Pessoa para que sinta inspirado a visitar este cantinho à beira mar plantado.

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa
0

Festa do Caldo Quintandona, Penafiel

Festa do Caldo em Quintandona

A Festa do Caldo em Quintandona é uma festa que se realiza anualmente no concelho de Penafiel. Para quem não conhece a região, Quintandona é uma Aldeia de Xisto, perfeitamente preservada a cerca de meia do Porto.

Festa do Caldo em Quintandona

Localização de Quintandona

Nós fomos ao final do dia e não reparámos se havia sinalização a indicar a aldeia, portanto a melhor solução talvez seja usar o GPS.

Existem vários parque de estacionamento gratuitos onde pode deixar o carro. O acesso à aldeia faz-se a pé.

A aldeia está localizada na freguesia de Lagares, concelho de Penafiel, distrito do Porto.

Preço da entrada

Nós pagámos 2,5 EUR pelos adultos, o nosso filho de 6 anos não pagou. Tenha em atenção que estes são os preços da edição de 2018.

O que pode encontrar na festa

O produto estrela da festa é o “caldo”, isto é, a sopa que é confeccionada em grandes potes de ferro. Estes potes são aquecidos com o calor da fogueira o que confere ao caldo um sabor único.

Nós experimentámos caldo verde e caldo à lavrador e os dois estavam deliciosos. A acompanhar comemos bifanas (que estavam boas) e pataniscas de bacalhau que estavam MUITO boas.

Festa do Caldo em Quintandona.Festa do Caldo em Quintandona

Também existiam barraquinhas que vendiam sandes de leitão (acompanhadas de espumante), porco no espeto, pão com chouriço confeccionado no local e crepes. Não se esqueça que está na região do vinho verde, por isso não perca a oportunidade de experimentar marcas que não vai encontrar no supermercado. Além disso existe uma oferta aceitável de cervejas artesanais.

Mas nem só de comida vive a festa! Existem várias barraquinhas de artesanato, grupos folclóricos, Zés Pereira, Gigantones, caretos e jogos tradicionais.

Jogos populares e tradições

Um dos jogos que nos chamou mais à atenção foi o “jogo da rata”. Um roedor está dentro de uma caixa numa arena com várias casinhas numeradas para onde pode fugir. Fazem-se apostas para acertar em qual casinha o roedor se vai esconder. Quando levantam a caixa as pessoas começam a fazer barulho para que o roedor fuja para uma das casinhas.

Festa do Caldo em Quintandona

Hoje (domingo) ainda pode visitar a festa, veja o programa retirado da página dedicada à festa do caldo no facebook.

Texto alt automático indisponível.

Veja outras Aldeias de Xisto aqui.

2

Shinrin-yoku, o Japão e a Natureza

Shinrin-yoku

Eu tenho muita vontade de visitar o Japão mas enquanto não vou, faço questão de conhecer um pouco mais a cultura japonesa, nomeadamente o Shinrin-yoku.

O que é o Shinrin-yoku?

Shinrin-yoku significa literalmente “mergulhar na atmosfera da floresta”. Pelo menos, é assim que é apresentado no livro de Yoshifumi Miyazaki sobre esta forma de medicina preventiva.

Ora a ideia de passear na Natureza e recolher benefícios para a saúde agrada-me bastante. Aliás, fazer percursos ao ar livre é algo que cá em casa fazemos regularmente.

Quem faz percursos na natureza certamente conhece a sensação de bem-estar que experimenta nesses passeios.

O que mais me interessou neste livro nem foi tanto a explicação que comprova que o contacto sistemático com a Natureza melhora os sistemas nervoso e imunitário, além de diminuir o stress e a pressão arterial.

Para alguém como eu que adora viajar o mais interessante são as imagens das florestas japonesas!

Shinrin-yoku

Sabia que 69% do território japonês está coberto de floresta? As fotografias do Monte Fuji, das cerejeiras em flor, dos campos de bambu e dos bonsais  encheram-me a alma! E até sinto que já visitei uma parte do Japão apesar de nunca ter estado lá!

Portanto, vamos lá comprar o livro e experimentar a terapia do Shinrin-yoku na floresta mais próxima de si. Ou então no Buçaco, no Gerês, na Serra da Estrela, na Serra da Freita ou na Serra da Lousã, se não tem hipótese de dar um pulinho ao Japão 🙂

E já sabe, para acompanhar de perto as nossas viagens, não se esqueça de nos seguir no facebook e no instagram.

10

Piódão, Foz de Égua e Chãs de Égua

Situado em plena Serra do Açor, o Piódão é uma das 12 Aldeias Histórias de Portugal.

piodaopiodaopiodaopiodaopiodaopiodaopiodaopiodaopiodao

As casas de paredes de xisto, telhados de lousa e portas e janelas pintadas de azul são bem conhecidas. O que talvez não saiba é que a poucos quilómetros daqui existem duas aldeias igualmente pitorescas e que merecem a sua visita. Refiro-me a Foz de Égua e Chãs de Égua.

O trajeto pode ser feito de carro mas se tiver tempo percorra-o a pé. Sugerimos que estacione o carro na praça de Piódão, desça até Foz de Égua, suba até Chãs de Égua e regresse ao Piódão para uma refeição ligeira ou reforçada conforme lhe aprouver.

Foz de Égua:

Foz-de-egua-piodaoFoz-de-egua-piodaoFoz-de-egua-piodaoFoz-de-egua-piodaoFoz-de-egua-piodaoFoz-de-egua-piodaoFoz-de-egua-piodaoFoz-de-egua-piodao

Chãs de Égua:

Chãs-de-ÉguaChãs-de-Égua

São 12 quilómetros de caminhada fácil pela estrada ou, melhor ainda, aventure-se pelos trilhos pedestres que ligam estas aldeias.

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe um comentário. Temos todo o gosto em ajudar!

6

Fim de semana na Serra da Estrela – Roteiro & a importância de ter um plano B.

Torre, Serra da Estrela

serra da estrela

Ano novo, velhos hábitos! No primeiro fim de semana do ano fomos para a Serra da Estrela.

Saímos do Porto numa sexta-feira ao final do dia e pernoitámos no Fundão. A ideia era dedicarmos o sábado às pistas de esqui para aprendermos a esquiar e o domingo estava destinado a darmos uso ao trenó. Dois dias a desfrutar da neve parecia-nos um belo plano!

O roteiro inicial era:
Dia 1 – Porto – Fundão
Dia 2 – Fundão – Pista de esqui da Serra da Estrela – Fundão
Dia 3 – Fundão – Torre – Porto

No entanto, o tempo na serra é imprevisível e apesar da notícia de estradas cortadas no acesso à Torre, não tinha nevado o suficiente para as pistas de esqui abrirem. Não imaginam a desilusão quando chegámos à estância e vimos as telecadeiras paradas. Nem saímos do carro, telefonei para a estância e informaram-me que naquele dia as pistas estariam encerradas mas que as máquinas de neve artificial estavam a funcionar desde a véspera e que no dia seguinte de certeza que algumas pistas abririam.

pista-esqui-serra-da-estrela

Se não havia esqui teríamos de nos contentar com o trenó! Mas estava muito frio e o vento era forte, os adultos rapidamente perderam a vontade de deslizar pelas encostas da Torre apesar da insistência dos miúdos em continuarem ao frio.

torre-serra-da-estrela

frio-serra-da-estrela

Nessa altura tivemos de arranjar um plano B. Tenho o hábito de ter comigo um caderninho onde tomo nota de informações que considero úteis. Por exemplo, assuntos que posso abordar no blogue, viagens que quero fazer, sugestões de hotéis e restaurantes que me vão falando. Nesse caderno tenho uma lista das Aldeias de Xisto e parecia que estávamos no sítio certo. Não foi difícil organizar um roteiro para esse dia e reservámos o domingo para tentar novamente a estância de esqui. A segunda versão do roteiro ficou assim:

Dia 1 – Porto – Fundão
Dia 2 – Fundão – Pista de esqui da Serra da Estrela – Torre – Barroca – Janeiro de Cima – Janeiro de Baixo – Fundão
Dia 3 – Fundão – Pista de esqui da Serra da Estrela – Porto

A visita às Aldeias de Xisto (Barroca, Janeiro de Cima e Janeiro de Baixo) correu muito bem, nos próximos dias iremos publicar algumas dicas para aproveitar a região.

Aldeias-de-xistoAldeias-de-xisto

O domingo estava reservado ao esqui, aliás, essa tinha sido a razão principal para nos deslocarmos à Serra da Estrela. Mas dizem que não há duas sem três, portanto, o roteiro inicial sofreu uma terceira alteração.

Chegámos à estância de esqui e dirigimo-nos ao balcão. Precisávamos adquirir o forfait para acesso às pistas, marcar a aula com o professor e alugar o material de esqui. Tudo corria bem até nos avisarem que a aula com o professor só poderia ser marcada para a tarde desse dia. A aula tem a duração de uma hora e a pista fecha às 16:30. Claramente não compensava o elevado custo da atividade. Restava-nos, novamente, o trenó!

torre-serra-da-estrela

Felizmente no domingo não estava tanto vento e aproveitámos algumas horas na neve.
Antes de regressarmos ao Porto parámos para almoçar em Seia no restaurante “O Borges”.

Veja também o nosso passeio na Serra da Estrela em 2017 .

Não encontrou o que procura? Envie-nos um email ou deixe uma mensagem nos comentários. Temos todo o gosto em ajudar!