0 In Cabo Verde/ Destinos

Cabo Verde – parte I

A Ilha do Sal é território castanho. Impressiona à chegada pois tudo parece queimado. Uma voltinha pela ilha e voilà, um deserto para explorar. No meio do nada encontramos um bar cujo nome indica o que se aproxima – “Miragem”.

1

A sério, aquele lago que eu vejo à minha frente não existe? Certamente é uma partida para turistas e eu quero mesmo ver se o lago está lá ou não. Pois, a verdade é que não está, é mesmo uma miragem.

20_11_2015_11_16_19

Uns kms mais à frente, já na zona costeira, uma tabuleta marca outro local de interesse – “Bucarona”. Deve ser um buraco muito grande, imaginamos nós, e estávamos certos, num buraco na rocha era visível o “olho azul” e a experiência vale bem a pena mesmo considerando o risco que corremos para ir lá espreitar.

foto_2443

A queda não deve ser bonita, será que já aconteceram aqui acidentes? Dizem-nos que sim e achamos melhor dar como terminada a aventura.

foto_2446

Pela nossa experiência, os cabo verdianos são S&S – simples e simpáticos. Alguns já trabalharam em Portugal, mesmo pertinho da nossa casa, como é o caso do senhor que nos vendeu umas peças de madeira lindas: duas taças para adornar a sala da nossa casa e duas estatuetas (um pato e uma tartaruga) que os miúdos adoraram.

O vento não afugenta as pessoas das praias, aliás, sem vento, duvido que fossem suportáveis aqueles raios de sol intensos.

foto_2448

Não tivemos oportunidade de provar as lagostas locais, pois era época de defeso, mas a restante gastronomia era esplêndida.

foto_2449

foto_2450

Os pescadores chegam em barcos pequenos e vendem o peixe numa lota improvisada sobre o pontão.

foto_2452

foto_2451

continua…

You Might Also Like

No Comments

  • Reply
    ultimatetravel8
    2017-07-22 at 22:52

    Super photos!

  • Deixar uma resposta

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

    %d bloggers like this: